Governada pelo planeta Marte, pode trazer muita energia estática produzida por sua influência. Se a primeira vogal for "A" ou se houver muitos "As" no nome, há a indicação de problemas de saúde relacionadas com a cabeça. Muitos "As" também indicam que a pessoa pode ser sarcástica, crítica, intolerante e cínica. Mas é também alguém audacioso, independente, inquisitivo e interessado pela investigação. Se o "A" for a primeira vogal do seu nome e se existem muitos "As" no seu nome completo, você possui uma mente muito clara.

Essa sou eu ^^

Postado por vanessa.sc às 12:53:03
  | Encaminhar Este Post

»» Cabeceira, Lembranças e... ««

Havia se passado mais de um mês e a lembrança de vê-la sorrindo ainda queimava sua memória como o fogo consome todo o ar em volta.

Era difícil definir o que doía mais em seu coração, se era ter tido toda aquela felicidade ou se era saber que provavelmente essa felicidade não existiria mais.

“O amor é uma coisa engraçada” era o pensamento permanente que havia em sua cabeça, pois se é uma coisa que causa tanta dor quando acaba, então, porque afinal de contas, as pessoas viviam procurando tanto por ele? Ele mesmo andava se perguntando se esse amor idealizado dos filmes existia mesmo, pois com seus 35 anos de vida, ele nunca conhecera alguém realmente feliz com isso.

Fora promovido para presidente administrativo da empresa em que trabalhava desde quando era estagiário. Estava entrando no mercado de trabalho e achava que iria mudar o mundo. O seu mundo que fora mudado ao se deparar pela primeira vez com o sorriso dela.

“Primeiro beijo apaixonado”, “primeira noite de amor e não sexo” ele viveu com ela. As noites de amor eram intensas e constantes. Não conseguiam ficar mais de dois dias longe um do outro. Quando suas bocas se encontravam e suas línguas carinhosamente se tocavam, seus olhos fechados reconheciam suas almas e o mundo lá fora parava.

Numa noite, nenhuma em especial, eles estavam conversando. Quando ele voltou a si, ela estava em seus braços com seus seios tocando delicadamente sua pele. Nossa como a pele dela era macia e cheirosa. Ele adorava tê-la em seus braços enquanto suas mãos exploravam delicadamente seu interior. Ela aprendera a perder a vergonha com ele, já que ele adorava vê-a chegar ao êxtase uma, duas, três vezes enquanto ele a tornava sua mulher.

Depois era somente adormecer enquanto passava as mãos nos seus cabelos negros e sedosos. Agora nunca mais sua pele macia, seu cheiro de mulher, seu rosto vermelho... Seus gritos de êxtase. Tudo se resumia a uma foto na cabeceira da cama, lembranças... E a conta do funeral.

Postado por vanessa.sc às 19:10:20
  | Encaminhar Este Post

Hoje me bateu uma vontade de escrever uma coisa diferente, quer dizer, não diferente, mas uma coisa que eu nunca fiz, creio.

Eu não gosto de axé, forró... Quer dizer, eu gosto até de Luiz Gonzaga, afinal de contas eu tenho sangue nordestino, mas não me venham com “Calcinhas Pretas” da vida que eu detesto. Realmente detesto. Pagode? Bem depende muito do meu estado de espírito, ultimamente eu não gosto. E nem por isso deixo de ser ser - humano, não gosto, pronto.

Também não gosto das incertezas da vida, qual o problema de falar isso? Não gosto mesmo, detesto ter que fazer escolhas quando eu não sei qual será o resultado lá na frente, e sim gostaria muito de poder fazer as coisas mais simples da vida pra sempre sem me preocupar com modismos.

Modismo... Geralmente eu não gosto deles, eles passam logo e geralmente deixam você na Mao de tal maneira que sinceramente eu não gosto. Eu gosto dos clássicos, gosto de coisas que existem desde sempre. Afinal de contas se elas existem ate hoje é porque têm seu valor.

Sou romântica, sim EU SOU ROMÂNTICA. Sonho com aquela vida de conto de fadas, onde tudo dá certo no final, apesar de saber que isso nunca irá acontecer. Gostaria que existisse uma varinha mágica onde tudo é possível, aliás, eu realmente gostaria que existisse magia, vassouras voadoras, guarda-roupas mágicos e terras distantes onde animais falam e o azul é mais azul.

Sou cinéfila sim, mas DETESTO o Woody Allen sim, aquele baixinho egocêntrico e maluco que acha que é intelectual só porque usa óculos fundo de garrafa e nem por isso deixo de gostar de cinema. Adoro os filmes clássicos de Hollywood – mais precisamente da época de ouro. E nem por isso deixo de saber conversar com as pessoas sobre filmes e series e tudo o mais.

SOU FÃ DE SMALLVILLE SIM, mais que fã pra falar a verdade, sou apaixonada pelo Clark e detesto ver que ele está sofrendo, seja pela Lana, seja por qualquer outra coisa. E me dou ao direito de ficar com raiva de quem fala mal da série. E NÃO, EU NÃO GOSTO DE LOST OU 24 HORAS, mas respeito quem gosta, muitos amigos meus gostam e eu os respeito muito.

EU ADORO OS EUA. Foi lá que eu passei boa parte das minhas lembranças mais felizes. Mas isso não quer dizer que eu aceite essa coisa que está como presidente deles. Chorei compulsivamente ao ver as torres gêmeas caindo, aquela imagem às vezes volta à minha cabeça como um pesadelo, pois um ano antes eu estava lá, olhando aquela imensidão de concreto e sim, ELAS ERAM LINDAS E TINHA UMA MAGIA IMPOSSÍVEL DE EXPLICAR. Não acho que tudo que é bom vem de fora, mas boa parte das cosias que eu simplesmente adoro vem de lá e eu não nego isso. Um dos lugares que eu mais amo no mundo fica lá, então, pra que negar?

Recuso-me a assistir completamente o BBB, mas eu acompanho pela internet, e sim, eu adorava ver as confusões que o Marcelo criava na casa, e queria sim que ele tivesse ganho o programa.

Não gosto de pessoas que acham que sabem de tudo todo o tempo, afinal de contas a gente não sabe tudo o tempo todo. E fico logo com 4 pedras na mão quando eu vejo alguém que eu não vou logo de cara mesmo.

Sou estressada e de pavio muito curto, mas sou amável e gentil com aquelas pessoas que eu realmente gosto. Mas pra tudo tem um limite e eu não sou de correr atrás de ninguém. Se quiser falar comigo, fale, afinal de contas eu não mordo, mas se não falar também, não espere que eu vá lá onde você está falar com você, pois eu não vou. Orgulho? Pode ser, mas eu sou assim. Dou “bom dia”, “boa tarde” e “boa noite” duas vezes no máximo, se não me responderem não se preocupem, entro e saio do recinto em que a pessoa está e não falarei mais. Eu sou assim.

Gosto de filmes bobos de amor sim, pelo menos por um tempo. Adoro filmes de fantasias e desenhos animados e vou para a estréia deles no cinema. Sou fascinada pelo mundo que a JK criou em seus livros e li o último livro em menos de uma semana. Acredito que existam mundo paralelos com pessoas que tem Dimon e gostaria de saber como seria o meu.

Eu não gosto do Caetano Veloso e toda a sua arrogância. Só ele está certo e ninguém mais pode dar opinião sobre nada; e nem por isso deixo de gostar das músicas nacionais. Gosto de Elis Regina, de Sandy e Jr, Djavan, Skank e Jota Quest.

Sou formada em Direito, faço faculdade de História e quero ser professora. Isso não é nenhuma vergonha já que ninguém chega a idade adulta com uma faculdade nas costas sendo autodidata, precisa em algum determinado momento da vida desse profissional que muitas vezes dedica a vida para educar quem muitas vezes nem lembra que ele existe.

Essa sou eu.

Postado por vanessa.sc às 11:20:00
  | Encaminhar Este Post

Postado por vanessa.sc às 13:17:26
  | Encaminhar Este Post

..:: Feliz Páscoa ::..

Postado por vanessa.sc às 13:13:03
  | Encaminhar Este Post

Ah.. Os infortúnios do amor...

Ah as alegrias do amor... É isso mesmo, pois nem só de desventuras vive o amor. Estranho eu estar querendo falar disso hoje, mas... Enfim.

O que pra vocês é o amor? Pergunta meio filosófica... O que é o amor? Sempre eu escutei essa pergunta e sempre que eu parava pra pensar apareciam aquelas antigas, velhas e DESGASTADAS respostas... Aquelas que todo mundo sabe e que eu não vou perder muito tempo para ficar escrevendo aqui...

Sabe o que realmente é bom do amor? É quando ele é apenas uma mera pretensão, uma vaga inclinação. Como assim? Quem em sã consciência não gosta da época anterior aos “Eu te amo”, “Amor”e etc.? Eu gosto e é disso que eu sinto falta... Daquele frio na barriga, daquela troca de olhares querendo adivinhar o que se passa na cabeça da outra pessoa? Aquela ansiedade gostosa de pensar nele(a) o tempo todo... E o primeiro beijo? O mais importante. Aquele que chega devagar, sem ninguém esperar quando pinta aquele clima inconfundível que ninguém resiste. Sabe aquela cena clichê do cinema em que o cara passa os dedos delicadamente nos cabelos dela chegando na nuca? A partir daí o beijo é praticamente impossível de evitar... E com uma mão delicadamente tocando a sua nuca é um crime capital evitar aquele que provavelmente será o melhor beijo de todo o relacionamento...

Conquista! Quem resiste a uma conquista bem feita? Chega de pessoas idiotas com aquelas cantadas idiotas que nos faz pensar seriamente em suicídio. Não, vamos começar um protesto, chega de pessoas sem criatividade... Vamos querer que nossas vidas, pelo menos nesse quesito, seja como nos filmes, já que infelizmente não podemos entrar em um armário para uma terra mágica ou voar em uma vassoura pelos céus do mundo, vamos pelo menos procurar aquele mocinho de comédia romântica, seja ele viciado em Tic Tac sabor laranja ou não, ou seja ele dono de uma grande editora de livros ou não, vamos querer que ele seja real!

Postado por vanessa.sc às 10:32:46
  | Encaminhar Este Post

Só pra atualizar mesmo... Quando tiver um texto bacana eu posto

Postado por vanessa.sc às 08:32:15
  | Encaminhar Este Post

Eu não imaginei que isso aconteceria novamente, quer dizer, tinha alguma idéia, mas não sabia que as coisas aconteceriam desse jeito. O ruim disso tudo é sentir o que eu sinto sem nem ao menos termos trocado olhares. Você é mais presente na minha vida do que muitas pessoas que eu vejo todos os dias.

Não consigo esquecer o meu coração batendo, nossa, ele nunca havia batido tão forte como ontem ao conversar com você. Tudo voltou à minha memória como se fosse uma avalanche. Avalanche inclusive foi o que aconteceu comigo, mas de emoções. Fui de raiva completa a alegria extrema e saber um pouco da tua vida nesse quase um ano de silêncio me deixou mais feliz do que qualquer outra coisa. Mas o dia amanheceu nublado hoje, talvez pela época do ano que chove muito, mas a chuva hoje está completamente diferente. Ela está como está a minha mente, ritmada, porém com um som estranho, triste, ou melancólico.

Como eu queria saber o que se passa pela tua cabeça, e principalmente pelo teu coração. Eu sinto que contigo eu vivo pisando em ovos, eu não sei como agir contigo já que eu não sei mesmo o que se passa pela tua cabeça.  E isso é horrível pra mim, não saber o que tu sentes é pior do que saber que tu não gostas de mim, alias, seria até melhor se tu falasses isso pra mim, pelo menos eu saberia...

Certa vez tu me falaste que o que eu gosto é de escutar, de ouvir as pessoas falando coisas bonitas, e que você não era assim, mas contigo eu nunca sei o que pensar, eu nunca sei o que falar, aliás, saber eu sei, mas eu não falo porque parece que contigo isso é proibido. E pior é que realmente eu preciso agora mais que nunca escutar algumas coisas que tu nunca me falaste, caso elas realmente existam; tu és a minha criptonita e a verde, aquela que retira todas as minhas forças. Nossa como eu te amo, como eu quero estar ao teu lado, como eu quero ouvir a tua risada e ver teu sorriso e isso me corrói, me atormenta e me destrói justamente por saber que isso não é possível.

O pior de tudo é a necessidade de escutar essa maldita (nem tanto assim) música “Come Back Down”, e se antes ela me fazia lembrar você, agora não tenho mais escapatória... Se você é a minha criptonita, essa música... Eu nem sei é a falta do sol que me alimenta ou qualquer outra fraqueza de qualquer desses super-heróis.

Postado por vanessa.sc às 08:52:18
  | Encaminhar Este Post

..:: Melhor Universidade do Mundo::..

1) HARVARD
Cambridge (Estados Unidos) 1636 

A melhor universidade do mundo é também a mais antiga dos Estados Unidos. Além de colecionar 75 Prêmios Nobel e manter a terceira maior biblioteca do mundo - a primeira entre as universidades, com mais de 15 milhões de livros -, Harvard tem o maior orçamento para pesquisa e ensino. Em 2005, mais de 57 bilhões de reais engordaram os cofres da instituição. Entrar lá não é fácil. De todos os alunos inscritos para a admissão em 2006, apenas 9,1% foram selecionados. 

Curiosidade: As filmagens de Love Story, na década de 1960, foram as últimas permitidas no campus. Filmes como Legalmente Loira, A Firma e Gênio Indomável são ambientados em Harvard só de mentirinha.

Gente, não podia ser diferente.. Harvard É Harvad... Não tem nem como falar dela... Sonho de consumo de 100 entre 10 pessoas "normais" do mundo... Um dia eu passo pelo menos pela frente da faculdade, ah eu passo e tentarei conhecer dois núcleos... O de Direito e o de História

Postado por vanessa.sc às 11:34:01
  | Encaminhar Este Post

Ela abre os olhos, o quarto estava completamente escuro devido a nova persiana que ela comprara na semana passada. Tudo estava tranqüilo e silencioso, mas alguma coisa a incomodava. Ela estava sozinha, era isso, isso a incomodava.

Na noite passada ela estivera na casa dele e tudo parecia normal, ele estava sorrindo como sempre, não era bonito, mas o seu sorriso sempre iluminava seu dia. Estava cansada, havia passado o dia inteiro com um cliente, o caso parecia complicado. Mas ela era brilhante e saberia como resolver a situação.

Levanta-se e vai direto para o banheiro, avaliou o que teria que fazer durante o dia. Visitar um novo cliente, passar no escritório, almoçar com o pai, que fazia um bom tempo que eles não se falavam e partiria para a escola para poder esquecer a vida, era engraçado que enquanto estivesse com as crianças tudo estaria bem.

Mas não estava, a briga da noite passada ainda rondava a sua cabeça e isso a perturbava. Era a primeira vez que brigavam em anos e isso a estava incomodando. Eles começaram conversando banalidades ele sorrindo como sempre e ela delicada e romântica mais que o normal, não gostava de ser assim, mas desde que o conhecera tudo ficou mais fácil, inclusive no trabalho. Tentou o celular, mas estava desligado, lembrou que ele estaria em uma reunião importante na empresa o dia inteiro. Por mais que eles tivessem brigado ela se preocupava com ele. Então ligou para a secretária, sempre simpática, e deixou recado. Descobriu que a reunião se estenderia até meados da tarde, mais preocupação. A promoção dele dependeria de como ele se sairia. Mas ele era competente e ela estava confiante nele... Só não estava muito confiante na relação deles.

Briga por besteira, foi o que pensou o dia todo. O almoço com o pai foi tranqüilo como sempre. Eles se davam bem e se respeitavam. Ela falou da briga e o pai a acalmou sabia que eles se amavam e que a noite tudo estaria bem novamente.

Quando estava no escritório conversando com o potencial cliente, seu telefone toca. Era o toque dele. Ela pediu licença e foi atender em um local reservado. A princípio os dois estavam frios, e distantes um com o outro. Ele falou que a reunião foi difícil, mas que estava confiante de dar tudo certo. Perguntou do almoço dela com o pai e como havia sido a audiência. Complicada foi a resposta. O advogado da outra parte era daqueles advogados caxias que não aceitavam acordos de espécie alguma. Tranqüilidade e confiança foi o que ele passou ao sorrir do outro lado do telefone. Ela se acalmou, combinaram de ir jantar logo mais no restaurante do primeiro encontro.

Resolveu o que tinha que resolver com o cliente, era um caso de separação, a coisa que ela mais conhecia na advocacia. Na maioria das vezes conseguia algum acordo. Saiu rapidamente depois dessa pequena reunião e foi comprar algumas coisas para logo mais. À noite estava pronta esperando por ele. Ele chegou em seu carro preto perfeitamente polido, é incrível como os homens viram crianças quando se trata de carros, e saiu... Perfeito com aquele sorriso que ela amava. Não demorou muito estavam um nos braços do outro se beijando calorosamente. Era claro que eles se amavam e que a briga da noite passada havia ficado no passado...

O restaurante? Bem, ele ficou para uma próxima vez. No dia seguinte? Ela não acordou sozinha.

Postado por vanessa.sc às 10:00:17
  | Encaminhar Este Post

Tem um tempo que eu não tenho falado sobre Smallville (o que no meu caso é bem estranho isso), resolvi deixar esse silêncio de lado e falar o que eu ando achando sobre as informações que andam aparecendo pelas Nets da vida.

Depois da onda que foi a tal greve dos roteiristas, Smallville voltou e terá 20 episódios. O casal mais fofo da TV também está de volta, mas de alguma forma eu não sinto muita firmeza nessa volta do Clark com a Lana... Eu simplesmente não ando confiando muito nesse altruísmo dela. Ela passa 6 anos tentando descobri o que o Clark tanto esconde, e quando descobre simplesmente aceita? Não sei, por mais mocinha que ela seja, é demais para aceitar uma situação dessas. Difícil, mas não impossível certo? Enquanto isso a amizade mais fofa continua a toda, o Clark e a Chloe que a cada ano se tornam mais cúmplices é a relação mais durável que o Clark já teve, vai ser bem difícil não ver a Chloe na oitava temporada...

Sim, Smallville terá uma oitava temporada, bom para o Tom, para o Aaron e para a Erica, que ainda vão aparecer bastante, mas pode ser uma faca de dois gumes para o Tom que pode ficar conhecido como ator de um único sucesso... O que não é muito difícil disso acontecer. Eu sou fã demais de Smallville, mas eu sei que pode ser o fim de uma série Du Kralho (na minha opinião claro. Por Favor fãs de Jack Bouer ’ s da vida, não joguem pedras em mim, NÃO É MAZA? Sim, ele vem me visitar de vez em quando e ainda deixa comentário).

Bom, Smallville vai ter a oitava temporada e aos tropeços eu posso falar que com certeza irei assistir, mas ainda estou bem cética sobre isso... E enquanto descubro que as tais teorias de Universos Paralelos existem e tem gente tentando provar que elas falam a verdade (leia uma ótima matéria sobre isso clicando aqui), Smallville vai chegando a sua oitava temporada... Resta saber se vai valer a pena.

 

Postado por vanessa.sc às 21:06:09
  | Encaminhar Este Post

Eu estava no Orkut agora em uma comunidade e isso me fez fazer meu segundo post do dia, coisa que eu geralmente não faço, mas um “Zé ruela” me fez fazer isso. Há um tópico com o seguinte título: “99% dos Blogs da comunidade não têm conteúdo”. Agora eu pergunto o que seria conteúdo para a pessoa em questão?

Eu que vivo entrando e saindo dos blogs da vida, realmente afirmo que tem uns que são bem bobinhos, que são coisas de adolescente, mas pra eles isso é o máximo, falar de fulano, sicrano, uma banda aqui, outra ali... Enfim, coisas do mundo deles, mas nem por isso são sem conteúdo, pelo contrário, em muito desses blogs encontrei informações que eu não sabia.

Eu mesma quando resolvo falar de Smallville provavelmente falo mais que qualquer outro filme, e por falar em filmes... Quantos posts vocês já não leram sobre “Orgulho e Preconceito”? Filme que barrou Ritmo Quente, e olha que esse filme foi o campeão durante anos a fio. E por isso, meu blog é sem conteúdo? Por acaso eu obrigo as pessoas a entrar no meu blog para vir ler as asneiras (e olha que são muitas) que eu escrevo?

Conteúdo... O que você classifica como conteúdo? Respostas para as misteriosas questões do universo quem nem os cientistas conhecem? Então, meu amigo, procure um blog de algum filósofo que esses sim, amam criar teorias de conspiração contra qualquer coisa, até ao fato de como conseguimos respirar; Mas a tal questão de quem somos ou de onde viemos ou pra onde vamos ainda não foi respondida.

Eu confesso que entrar num blog e ler tudo errado (digo português mesmo) é bastante estressante, mesmo eu sabendo que muitas vezes eu tenho dúvida sobre o nosso querido idioma, mas é escolha minha voltar lá ou não! Outra coisa chata é entrar num blog e encontrar várias imagens e mais imagens, nenhum texto... Nada, nem um “bom dia”, somente imagens, daquelas que parecem saídas de um livro de auto-ajuda, isso sim eu acho chato demais, claro o legal é pegar algumas dessas imagens, mesmo eu não postando muito coisas desse tipo.

Eu gosto dos Gifs, geralmente eles ajudam quando eu estou completamente com a mente branca, acontece quando eu estou mais estressada e não consigo encontrar palavras para postar alguma coisa, então eles vêm numa boa hora. São bobinhos, eu sei, mas ajudam.

Postado por vanessa.sc às 10:59:00
  | Encaminhar Este Post

..::Hello Stranger::..

"It's hard to find forgiveness
When we just turn out the lights
It's hard to say you're sorry
When we can't tell wrong from right
It would be so easy to spend your whole damn life
Just keeping score
So let's get down to it baby
There ain't no need to lie

Tell me who you think you see
When you look into my eyes
Let's put our two hearts back together
And we'll leave the broken pieces on the floor
Make love with me baby
Till we ain't strangers anymore
We're not strangers anymore"

(Till we ain't stranger anymore - Bon Jovi feat LeAnn Rimes - Album Lost Highway)


Postado por vanessa.sc às 07:24:21
  | Encaminhar Este Post

..::Sessão de Cinema::..

Quando vocês escutarem um homem feito falar de um filme bobo, quer dizer falar bem mesmo de um filme bobo, acreditem.

Eu sempre escuto o podcast do Cinema Com Rapadura e tem algum tempo que eles não param de falar no filme “Juno”, filme que recentemente ganhou o Oscar de melhor roteiro.

Juno não tem nada demais, é a história de uma garota que fica grávida aos 16 anos de idade e eu ficava me perguntando o motivo, a razão para que um homem feito como o Maurício Saldanha (em minha opinião a turma do CCR é a melhor em termos de críticas de filmes) falar tão bem do filme, é um estilo de filme que geralmente homem detesta.

Pois bem, quebrei a minha cara. Que PUTA roteiro esse filme tem, com frases inteligentíssimas, Juno nos faz rir, pensar na vida, não chega a nos fazer chorar, mas faz a gente ficar com um nozinho lá no fundo da garganta. A relação que ela tem com o Bleek, namoradinho e pai do bebê é linda. O jeito como ele olha pra ela, a forma como ele a trata, o carinho que eles passam toda vez que se encontram é de uma ternura tão grande que agora eu entendo quando algumas pessoas falam que saem do cinema e vão direto comprar Tic Tac sabor laranja.

O que faz a diferença nesse filme são os diálogos completamente hilários e inteligentes. Algumas pessoas podem até falar que são sarcásticos, e são mesmo, mas fica na medida certa. E ver um filme adolescente com diálogos inteligentes não acontece todo ano não, não é para menos que ganhou um Oscar e foi indicado para mais duas categorias. Um filme independente. Aquele tipo de filme que a gente se depara algumas vezes na vida e ficam pra sempre. Ano passado, quando “Pequena Miss Sunshine” entrou para o “rol” dos filmes “oscarizáveis” eu xinguei aos montes, naquele filme a diferença toda está no irmão e no tio da menina, mas “Juno” não, pela primeira vez eu concordo com a INDICAÇÃO ao Oscar, tá provavelmente não foi o melhor filme do ano, mas com certeza foi um dos melhores sim.

Postado por vanessa.sc às 07:11:23
  | Encaminhar Este Post

Relacionamentos, mulher, choro, dia, filme... Coisas que no hoje eu escutei a exaustão. Afinal de contas, hoje é o tal dia internacional das mulheres (eu particularmente concordo com meu professor quando diz que acha a data inconstitucional, já que todos deveriam ser iguais perante a lei). E eu estava escutando o podcast do CCR onde o Jurandir e o Mauricio falaram de relacionamentos.

Matéria complicada essa, não é? Afinal de contas, isso é uma coisa tão íntima da pessoa que criar teorias sobre isso ou aquilo fica complicado. Cada ser é um estranho ímpar (como falou Drummond). A verdade é que problemas todos temos e é engraçado quando passamos pelas mesmas coisas mesmo sendo pessoas diferentes e que todo mundo um dia já sofreu por amor.

Mas não foi bem para falar sobre isso que eu resolvi postar, como diria a personagem da “Boca” Joulie em “Pecado Capital” eu não vim falar uma história de amor, e sim uma história sobre o amor.

O amor é uma merda quando ele resolve magoar sim. É cruel e dissimulado quando é posto a prova e é a coisa que menos merece confiança, pois quando ele está bem, nossa, tudo corre bem, você se sente maravilhosamente bem, mas uma coisa tão forte, quanto muitos afirmam por aí, é tão frágil frente a coisas bobas do dia-a-dia. E eu não estou falando de rotina.

O que eu estou tentando dizer é que: por que uma coisa tão “forte” quanto o amor, é tão frágil assim? Por que é tão difícil acreditar na pessoa que diz nos amar e vice versa? Alguém já parou realmente pra pensar nisso? Pode até não ter acontecido com você, mas você certamente conhece alguém que passou por isso... FOFOCAS, todo casal que um dia foi feliz sabe do que eu estou falando... É como diz a musica do Jota Quest: Que culpa a gente tem de ser feliz? E eu vos respondo: Não é que seja culpa, mas a felicidade alheia incomoda. As pessoas estão tão acostumadas a ver tristeza e desilusões que não admitem que as outras pessoas possam encontrar isso.

E vêm com teorias de conspiração para atrapalhar o casalzinho. O Maurício falou uma coisa que eu achava que somente eu tinha isso, mas não, SIM as pessoas gostariam SIM que suas vidas fossem feito filmes. Pensando assim seria legal mesmo acontecer conosco o que acontece em “A Felicidade não se Compra” quando o personagem do James Stuart está na merda e vem um anjo e o ajuda a superar tudo. Mas a vida não é assim, infelizmente. Não vai cair nenhum candidato a anjo do céu para ajudar a gente, não vai tocar nenhuma música quando você encontrar alguém que mexe com seu coração e não vai haver o destino na sua vida, fazendo com que você encontre A pessoa anos depois. Não, o amor real é mais cruel e insensível sim.

O amor real magoa, engana, trapaceia... Eu sei que vocês vão falar, mas isso não é amor? Mas eu vou lhes falar uma coisa por experiência própria... Você pode AMAR uma pessoa de todo coração, mas se acontecer alguma coisa que faça com que você desconfie dela... Você não acreditará nela, não adianta depois se ressentir disso, não vai e acabou.

Certa vez eu li uma frase que dizia: O Amor é uma idiotice. Mas é incrível como a gente faz tudo pra cometê-la. Escutando uma pessoa falar que estava mal por estar sentindo falta da pessoa amada eu parei e pensei: poxa, você ainda está reclamando? Você ainda TEM alguém pra sentir falta. Eu antes achava que isso nunca fosse acontecer comigo, que eu achava besteira quando algumas pessoas falavam que não conseguiam mais se apaixonar e tudo o mais, mas hoje eu vejo que essas pessoas são as que mais sofrem. Ainda ter alguém para sentir falta é uma maravilha. Eu sei o quanto a gente sofre com isso, eu sei que é uma dor tão grande, tão intensa que parece que nosso coração vai sair pela nossa boca sem nem ao menos querer, mas se eu soubesse que ele vazio é mais pesado, jamais teria me deixado secar como eu deixei.

O ruim de uma desilusão para algumas pessoas, é que depois você tem tanto medo de sentir isso novamente que afasta toda e qualquer pessoa que chegue perto de você. Você até se interessa por algumas pessoas, mas logo passa, você faz passar. E ai fica sonhando com a pessoa perfeita... Com o relacionamento perfeito... Com o mocinho dos filmes de comédias românticas... Eles não existem, sua vida NÃO é uma comédia romântica e você não vai escutar sininhos tocando quando encontrar com a pessoa da sua vida, provavelmente você passará por ela e nem perceberá...

Mesmo desejando desesperadamente que isso aconteça!

Postado por vanessa.sc às 21:26:40
  | Encaminhar Este Post

Sabe o que é chato quando você é reconhecidamente viciado em alguma coisa? É que você nunca pode “tomar o primeiro gole”. Não sei porque cargas d’água eu resolvi me “embebedar” novamente com o Bon Jovi na minha vida, eu agora não paro de escutar tanto o Cd quanto procurar as cidades da nova turnê dele? E sabe o que me dá mais raiva? É que nessas horas eu queria estar morando em qualquer outro lugar do mundo menos “onde o vento faz a curva”. E por falar nisso, alguém sabe inglês fluente?

Mas eu não estou nem chateada com isso não, afinal de contas, eu já te me acostumei, mas o que eu não me conformo, é que vem a coisa chata do Scorpions e não vem Bon Jovi, ok, a gente pode até se acostumar com isso.

O chato não é nem isso, eu enfim consegui ter um HD externo para guarda todas as minhas músicas, muito lindinho ele. O cara verificou na loja e tudo o mais, formatou, todo bonitinho, chegou aqui em casa o que aconteceu? Não funcionou mais... Legal isso né? Porra, isso me deixa tão chateada... Eu queria tanto que ele estivesse funcionando pra deixar todas as minhas músicas guardadinhas nele sem precisar de tanto CD e DVD... Resultado amanhã eu vou voltar à loja pra saber o que está acontecendo. Tomara sinceramente que eles consigam encontrar o problema e resolvê-lo.

E falando em amanhã... É aniversário do Luis. Ele anda meio sumido da internet, espero sinceramente que seja porque os DVD’s tenham chegado e ele esteja se cansando de tanto ver, mesmo ele falando que não é de assistir muito aos filmes em casa... É... Eu entendo perfeitamente porque também sou meio assim... Mas. De qualquer forma eu amanhã ligarei para ele desejando os parabéns. Tomara que esteja tudo bem com ele.

Enquanto eu penso no melhor horário para ligar pra ele, me aparece na Internet que um garotinho de 08 anos, exatamente isso, 08 anos conseguiu passar no vestibular de Direito da UNIP de Goiânia, QUE TAL ISSO? Coisas assim não é novidade em algumas faculdades, não tem muito tempo, saiu um escândalo na mídia que um analfabeto passou no vestibular da faculdade Gama Filho no Rio de Janeiro. É enquanto tem gente ralando para conseguir um lugar ao sol, um garotinho pirralho passa numa boa... Se isso fosse no exame da ordem eu juro que cometeria um Homicídio... Juro.

Postado por vanessa.sc às 22:33:45
  | Encaminhar Este Post

É engraçado como as pessoas são, não é? Eu falo isso porque muitas delas ficam esperando as coisas acontecerem do nada, e outras acham que somos idiotas o suficientes ao ponto de acreditar que elas realmente acham isso.

Eu estava esse final de semana com alguns amigos e em um determinado momento da conversa um deles soltou: “nossa isso seria um sonho realizado” e eu na hora apenas fiquei escutando essa conversa.

A criatura em questão vive reclamando de tudo, do que tem e do que deixou de ter. Tudo bem, eu sei que a gente quase nunca, ou nunca, está satisfeito com a nossa “sorte”, mas, viver reclamando de barriga cheia não dá. Tá tão ruim assim? Então faz alguma coisa para mudar isso e não ficar reclamando. Uma das primeiras coisas que minha avó ensinou, é que Deus nos ajuda sim, mas se a gente também ajudá-lo a nos ajudar.

Quer dizer, não adiante viver pedido a Deus pra ajudar a pessoa a ganhar na loteria se ela não jogar, não adianta pedir a Deus que ele... Sei lá, faça a gente passar em uma prova, se a gente não estuda. Sabe são essas coisas que eu fico sempre pensando. Nossa seria muito fácil e muito legal se as coisas caíssem do céu na nossa mão e a gente não tivesse que merecê-las, não é?

Deus já me ajudou muito, uma vez até me falou por sonho que no dia seguinte teríamos uma prova de física. Imagina eu louca de madrugada estudando a matéria que apareceu no sonho? Resultado: teve a prova e eu fui bem (uma das poucas pessoas que aconteceu isso). São coisas assim que as pessoas não querem fazer. Quantas vezes eu dormir mais de meia noite e acordei às seis horas da manha pra ficar estudando alguma coisa? Não duvide, eu estou pra fazer isso novamente.

Ficar só reclamando é muito cômodo pra pessoa. E é como o papai sempre fala: o único lugar que sucesso vem antes de trabalho é no dicionário.

Postado por vanessa.sc às 06:46:46
  | Encaminhar Este Post

»» Bon Jovi - Strangers ««

It might be hard to be lovers
But it's harder to be friends
Baby pull down the covers
It's time you let me in
Maybe light a couple candles
I'll just go ahead and lock the door
If you'll just talk to me baby
Till we ain't strangers anymore

Lay your head on my pillow
I'll sit beside you on the bed
Don't you think it's time to say
Some things we haven't said
It ain't too late to get back to that place
Back to the way, we thought it was before
Why don't you look at me
Till we ain't strangers anymore

Sometimes it's hard to love me
Sometimes it's hard to love you too
I know it's hard believing
That love can pull us through
It would be so easy to live your life
With one foot out the door
Just hold me baby
Till we ain't strangers anymore

(Solo)

It's hard to find forgiveness
When we just turn out the lights
It's hard to say you're sorry
When we can't tell wrong from right
It would be so easy to spend your whole damn life
Just keeping score
So let's get down to it baby
There ain't no need to lie

Tell me who you think you see
When you look into my eyes
Let's put our two hearts back together
And we'll leave the broken pieces on the floor
Make love with me baby
Till we ain't strangers anymore
We're not strangers anymore

Postado por vanessa.sc às 20:46:00
  | Encaminhar Este Post

Hoje eu recebi duas notícias maravilhosas, uma é que a Warner está de volta, GRAÇAS A DEUS, nossa, sinto a minha vida voltou novamente, agora até vontade de rever os episódios de Heroes eu tenho. E a segunda é que a MINHA VIDA, quer dizer, SMALLVILLE terá uma oitava temporada. Certo eu concordo que provavelmente será a pior, já que não tem mais assunto para uma oitava temporada (isso pensando racionalmente), mas meu coraçãozinho está tão feliz, mas tão feliz que nossa... Por mim, Smallville seria pra sempre até quando o Tom tivesse velhinho de cabeça toda branquinha e todo enrugado... Mesmo assim, ele seria lindo de viver!

Enfim eu descobri uma música que eu tenho escutado até cansar, sabem aquela comunidade “Eu escuto a mesma música mil vezes” ou algo assim? Pois é, é do novo disco do Bon Jovi (sempre ele) que chama Strangers com a participação especial da LeAnn Rhimes (aquela que canta a música tema do filme Show Bar). A letra da música eu posto qualquer dia desses.

Postado por vanessa.sc às 20:44:31
  | Encaminhar Este Post

Mais um ano vai outro ano vem, rolou tanta coisa e... Tudo bem” é, eu sei que não tem nada a ver começar com essa música, se eu não me engano é música de final de ano, mas tudo bem. Realmente o ano mal começou e já ta rolando tanta coisa que eu não sei como eu vou chegar a Julho. Provavelmente vai ser tanta informação de cinema, livros, etc. que eu não imagino.

Bom, enquanto eu espero por Abril as coisas parece que vão se ajeitando aos poucos, realmente, paciência é uma virtude. Desencanei de algumas coisas que vinham fazendo aquela nuvem negra que de vez em quando insiste em se formar em cima da nossa cabeça, e outras estão querendo se formar, mas, o mais importante é não deixar que ela cresça tanto.

O mais interessante é o que anda acontecendo dentro de mim. Tá chegando de uma maneira que eu realmente não esperava e eu ainda não sei como isso tudo vai acabar, talvez não termine nada bem, levando em consideração o “passado”, mas sinceramente? Eu acho que alguma coisa vai dar certo, aliás, já está dando.

É eu sei: eu não estou falando coisa com coisa, mas isso, infelizmente foi um péssimo habito que meu ex-namorado deixou comigo, coisa que, aliás, tenho lembrado coisas que já havia esquecido. Não, eu não estou sentindo falta dele, enquanto algumas pessoas se apegam as coisas boas para não esquecer, eu já passei dessa fase; apenas lembrando coisas que eu não lembrava mais... Eu acabo rindo dessas coisas, infelizmente (ou felizmente) a premissa que no final acabamos rindo dos nossos sofrimentos é verdade mesmo.

Não sei se eu estou pronta para um novo RELACIONAMENTO (mesmo querendo), pois como eu estava falando com a Alessandra ainda agora, eu ando meio sem paciência pra conversa fiada dos caras que andam aparecendo pro meu lado. Não que eu não conheça pessoas inteligentes, eu conheço e muitas pessoas inteligentes que realmente são dignas de ter alguém que dê valor a isso, mas eles são meus grandes amigos. Amigos...

E como eu conversei com a Bel, bom, um cara precisa ser uma mistura de Mr. Darcy com Dr. House para poder chamar a minha atenção, e eu não estou falando porque são personagens engraçados e misteriosos, mas é porque eles de tanto insistirem eles acabam conseguindo aquilo que eles querem, e por isso eu vos falo: o cara precisa antes de tudo ser a reencarnação de Jó, pois se chegar comigo com conversa idiota vai levar patada e sem nenhum remorso.

É, os posts de domingo à noite são realmente fora de noção. Mas é assim mesmo! Domingo à noite é difícil mesmo.

Postado por vanessa.sc às 21:44:47
  | Encaminhar Este Post

Começar a escrever sobre um filme é bem complicado, temos que nos preocupar com direção, atuação, roteiro, trilha sonora, fotografia... Tantas coisas que têm em um filme que acabamos prestando atenção a isso e esquecemos a história. Eu geralmente tento ao máximo falar mais da história do que da parte técnica do filme, deixando uma pequena parte para falar dessas bobagens.

Mas essa sessão de cinema vai ser complicado sequer pensar nessas coisas pequenas, eu acho que eu vi o filme mais bonito, singelo, meigo e sincero do ano, e olha que estamos apenas em Março, ainda vem muito filme por ai! Eu estou falando de “O Caçador de Pipas”. Quando eu li o resuminho que vem na parte de trás do livro, eu achei uma história interessante e resolvi dar de presente para a minha mãe. Ela leu e chorou muito no livro. Quando eu vi o trailer do filme, eu chorei... Agora no filme, chorei mais ainda.

O filme; conta a história de Amir e Hassan, dois meninos alegres no Afeganistão de antes da ocupação Russa, loucos por “Sete Homens e um Destino” e apaixonados por pipas (os conhecidos papagaios por aqui)... Logo nos 05 primeiros minutos do filme, se você não se apaixonar pelo Hassan, saia, vá para a sua casa, pois você tem o coração de pedra e não merece estar em uma sala de cinema vendo esse filme.

O que eu posso falar do Hassan? Eu não falo impossível descrever a inocência nos olhos dele, a admiração que ele tinha pelo Amir e tudo o que ele fazia por ele. Pois bem, acontecem coisas ruins, muito ruins com o Hassan que faz com que ele e o pai saiam da casa do Amir. Com a ocupação Russa no Afeganistão, Amir e o pai são obrigados a fugirem para os Estados Unidos. Passam-se alguns anos e o passado volta à bater a porta de Amir, e ele agora precisa voltar ao país de origem para poder resgatar o filho do seu amigo mais fiel.

Essa é a história do livro e do filme, pode parecer boba, mas não é, quando eu comecei a falar, quem não se apaixona pelo Hassan não merece ver um filme desses. Mesmo com todas as coisas ruins que aconteceram com ele, ele continuou tendo a mesma esperança e o mesmo carinho por Amir, a carta que ele deixa para ele, é o diferencial do filme... “por você, faria mil vezes

Postado por vanessa.sc às 21:42:16
  | Encaminhar Este Post

Humor Atual

Meu Perfil

Links

. Blog do Uol
. Letras de Musica
. Martha Falcão
. Omelete
. Cinema com Rapadura
. Cinemais
. Cinemark
. UFAM


Nome: Vanessa Carvalho

Nascimento: 28 de Janeiro

Signo: Aquário

Cidade: Manaus/Amazonas

Twitter: @Nessasc

Twitter²: @Filmes_Livros

Profissão:

Férias vitalícias. Terminei de escrever um livro chamado "Anos Incríveis" e pelo que parece vai sair mais cedo do que eu pensava, só falta eu deixar de ter preguiça e começar a passar para o computador.




Frase: "Can you put a price on your dreams?"


Gosto:

Eu gosto de estar com as pessoas que gostam de mim, gosto dos meus amigos, são poucos, mas eles são importantes pra mim. Estou apaixonada, muito, e estou muito feliz.Sou desconfiada, ciumenta (apesar de conseguir esconder até que bem isso das pessoas), seletiva nas minhas coisas, não perdoo fácil as pessoas quando me ofendem ou alguém que eu amo, tenho pouca paciência, não posso negar e sou bastante racional, dificilmente me deixo ser levada pelas minhas emoções. Mas sou muito chorona, choro em desenho animado, novela mexicana (FATO), quando estou triste, e também quando estou feliz. Choro em livros (Calafrio foi o último que eu chorei) e adoro escrever.



Odeio:

Injustiça e mentira, acho que essas duas palavras resume bastante como eu sou no cotidiano.




Filme:

Um filme que resume bem meu gosto por tudo na vida é Orgulho e Preconceito... Sim o sarcasmo, pra mim, mostra muito do sentimento não dito entre duas pessoas. Mas eu gosto também de filmes antigos como "Casablanca" e "Bonequinha de Luxo" (Ainda está para nascer alguém como a Audrey linda Hepburn. Gosto de filmes de ação, romance, drama, desenhos. Ainda estou em dúvida em relação às comédias românticas. Acho que elas deixaram o brilhantismo de Meg Ryan e Tom hanks nos anos 80/90, não inovam mais e sempre é aquela mesma coisa chata. Harry e Sally adoro o final do filme. Filmes do momento como a série Harry Potter (Sim, eu gosto), Saga Crepúsculo eu assisto por ter lido os livros, confesso, não espero muita coisa deles, mas são legais, filmes dos anos 80? Clube dos Cinco, Primeiro ano do resto de nossas vidas, Curtindo a vida adoidado, Goonies, Gremlins, e por aí vai...



Música:

Trilhas Sonoras de filmes, eu sou particularmente fã. Mas gosto do "The Fray", do "David Cook" (Ganhador do American idol de 2008), "Bon Jovi" (Always), Ana Carolina, Jota Quest, Skank, Emmerson Nogueira (Todos Mineiros - Adoro o sotaque mineiro), Lulu Santos (Ainda a trilha sonora da minha vida, não tem jeito), e claro, coisas que eu trago ainda da minha adolescência como Backstreet Boys. Músicas dos anos 80, do rock nacional sempre me animam.



Livros Lidos:

Crepúsculo (Saga Completa); Orgulho e Preconceito; As areias do tempo; Saga Millennium, O Clube do Filme, Anjos e Demônios, Calafrio, Feios, A menina que roubava livros, Dançando no ar, Wake.



Livros para Ler:

Fallen, Swoon, Símbolo Perdido, Coração Ferido, A Guardiã da Meia-Noite, Para Sempre, Lua Azul, O legado da Caça-Vampiros, A Princesa e o Gelo, e mais alguns que eu não lembro.



Lendo: Um beijo do destino.








:: Vanessa's Link::





Arquivo

01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

Votação

[Avalie Este Blog]

Indique Este Blog

[Clique Para Indicar]

Visitas

Créditos

[ Layout ]
VICKYS.com.br
VICKYS.com.br

[ Powered by ]

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular