Estou com meu computador de volta, nossa depois de muita luta, os meninos descobriram que os sites não estavam funcionando simplesmente porque a DATA estava errada, é mole? Sim isso acontece comigo... Só comigo.

UM DIA, isso mesmo, UM DIA para o lançamento de Breaking Dawn. Tudo bem, vocês irão falar: Do que adianta isso? O lançamento será La nos EUA! E eu respondo, sim, será, mas imagina quanto tempo ainda iria durar se faltassem mais dias para o lançamento lá? Pois é então não reclamem! E tem mais, dia três de outubro, Lua Nova está pintando por aqui pelo Brasil, então, calma!

Como eu fiz com “A menina que roubava livros” eu vou colocar uma parte do livro Crepúsculo (o primeiro de uma série de 04 livros)

Quando Isabella Swan se muda para a melancólica cidade de Forks e conhece o misterioso e atraente Edward Cullen, sua vida dá uma guinada emocionante e apavorante. Com corpo de atleta, olhos dourados, voz hipnótica e dons sobrenaturais, Edward é ao mesmo tempo irresistível e impenetrável. Até então, ele tem conseguido ocultar sua verdadeira identidade, mas Bella está decidida a descobrir seu segredo sombrio. O que Bella não percebe é que quanto mais se aproxima dele, maior é o perigo para si e para os que a cercam. E pode ser tarde demais para voltar atrás...

Gente, eles são apaixonantes, simplesmente isso! E claro, TODAS as pessoas que leram, não conseguiram parar de ler um só minuto.

Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 10:52:27
  | Encaminhar Este Post

Inicio de semana e simplesmente, foi um final de semana completamente atípico pra mim. Estou sem computador. Meu notebook resolveu frescar com a minha cara essas últimas semanas, e meu desktop, na sexta feira, simplesmente queimou... Legal, né? Detalhe básico? Meus arquivos estão naquele computador, minhas pastas de imagens estão naquele computador... Meus 31 MBs da pasta de Twilight estão naquele computador... Enfim!

E claro, estou com uma alergia nas costas chata... Mais uma para a coleção, rs. Enquanto isso eu estou usando, provisoriamente, o notebook da mamãe e quando eu for buscar o meu, no mais tardar amanhã, assim eu espero, irei ver o que diaxo aconteceu com o meu desktop. Fora isso, está tudo bem!

Sem filme essa segunda feita, simplesmente porque não há filme que tenha me despertado a vontade de ir assistir. Estreou, esse final de semana, Arquivo X – Eu quero acreditar, mas sinceramente, já basta Indiana Jones e seus ETs... Isso pra mim é tão patético... Mesmo tendo os dois detetives que eu gosto. Mas mesmo assim, o tempo deles já passou, essa falta de roteiros decentes em Hollywood tem feito com que os produtores procurem coisas idiotas para poder filmar. Viva o roteiro de Batman (que algumas pessoas insistem em falar que é ruim).

Num final de semana em que o Brasil ficou em quarto na Liga Mundial e onde os Estados Unidos a venceram, as coisas não podiam ser normais. Por mais que seja duro de acreditar. Brasil – Vôlei - 4° lugar? Estados Unidos (freguês do Brasil) em primeiro? Juro por Deus que isso ainda não entrou na minha cabeça. Liga mundial é tão... Européia quando o Brasil não ganha que ver os EUA no lugar mais alto do pódio foi esquisito.

É gente, enquanto eu fico sem imagens pra postar () eu vou tentando sobreviver sem elas ^^, mas espero que pelo menos meu notebook funcione... O desktop? Bom eu peço para salvar a pasta “meus documentos” e tudo fica certinho. Espero sinceramente que essa coisa seja problema apenas de fonte... Amanhã eu saberei.

Beijos Gelados.

Postado por vanessa.sc às 09:43:34
  | Encaminhar Este Post

Eu acho incrível que todas as vezes que eu assisto a um filme “inteligente”, novos assuntos aparecem para que eu fique pensando...

Assisti novamente ao filme “Um Beijo a Mais” com o fofíssimo Zach Brath (o protagonista da série Scrubs da Sony), que eu com certeza já falei aqui pelo menos outras duas vezes, e algo novo me veio à mente.

Uma das vezes que eu comentei foi o fato do medo de seguir adiante nos leva a fazer coisas estúpidas a quem amamos.

Dessa vez eu me peguei pensando, quando Michael está conversando com o pai da Jenna para tentar recuperá-la, por que é tão difícil acreditar nas pessoas que amamos? Quero dizer, não no caso do filme, que houve realmente uma traição, mas por que é tão difícil acreditar na pessoa que nós amamos, e acreditamos tão facilmente nas outras pessoas?

Eu sempre me perguntei isso. Quer dizer, se você ama uma pessoa, logicamente você acredita nela, certo? Errado! É justamente o contrário. Quanto mais você ama uma pessoa, menos você acredita nela.

Vejam, eu não estou falando aqui de pai e mãe, mas de amor, aquele amor romântico mesmo de homem e mulher.

Aí, por mais que você não tenha feito nada demais, por mais que você esteja falando a verdade, você vê nos olhos da pessoa amada que ela não está acreditando em você... Isso deve ser uma coisa tão dolorosa, que somente por mágoa você acaba fazendo adita coisa somente para você ser acusado com justiça.

Eu juro que não entendo essas coisas do amor. Por que uma coisa aparentemente tão forte quanto o amor, se mostra tão frágil em situações como essa? Isso eu nunca entenderei.

 

Beijos Gelados.

 

Postado por vanessa.sc às 14:39:54
  | Encaminhar Este Post

Questão: Por que Twilight é tão viciante?

Resposta: ? Falta de opção de criatividade que consigam fazer com que os leitores sintam as mesmas coisas que os personagens. Bom pra autora. Sério, eu já estou ficando meio preocupada com isso, mas, enfim...

 

Ainda sofrendo com a falta de criatividade... É duro você gostar de escrever, mas não saber exatamente sobre o quê! Enquanto passa, pela milésima vez, Brighit Jones no Limite da Razão na TNT, eu vou tentando entender esse tal sexo oposto. Se é que eles são pra ser entendidos. Deixando esse lado prá lá, porque dele eu não sou nada especialista...

Comecei a ler “Torre Negra” a série (essa coisa de série é viciante, mais ainda série fantasiosa) do Stephen King de sete (?) volumes. O último volume saiu no ano passado e eu agora estou começando a ler o primeiro... Descobri uma narrativa interessante, brilhante até e uma mente como jamais vista... Bom, para ser quem é a mente dele deve ser um tanto quanto brilhante. Estranho que o autor mesmo fala que foi uma das obras dele que menos foi lida, dentre tantas... Em sua maioria, roteirizadas para o cinema. Bom, o certo é que eu estou gostando da história do Roland (não tem nada a ver com vampiros ou coisa do gênero) e sua fixação por uma tal torre negra. INFELIZMENTE, ou felizmente, ainda não consegui decidir, parece MUITO, mas muito mesmo com outra torre um pouco mais macabra de certa terra média, mas isso daí é pano para outra manga.

A Terra Média, alias que ficou meio esquecida depois que o Sr. Peter Jackson transformou-a em um dos fenômenos de bilheteria, mas eu, sinceramente, detestei a narrativa do querido Tolkien, inspiração para a Torre Negra (que novidade) apesar de a historia ser completamente diferente. O próprio Stephen comenta isso em seu prefácio (sim, o prefácio do livro não tem nada a ver com a história)... É eu acho que cada autor faz da maneira que melhor convier.

Quanto ao meu livro? Bom, cheguei naquele momento que eu já passei antes... Falta de criatividade, eu nunca acho que o livro é bom o suficiente para continuar... Quer dizer, o que iria mais me doer é ver que eu estou caindo no velho erro de alguns autores e criar “enrolação” demais... Vamos ver, eu ainda estou escrevendo... De vez em quando.

 

Beijos Gelados.

 

 

Postado por vanessa.sc às 21:32:34
  | Encaminhar Este Post

Estranho como as coisas são, não é? Um amigo meu vive cantando umas pedras que, na hora, eu fico cética em acreditar que elas realmente irão acontecer, mesmo eu fazendo isso o tempo todo. Quando elas acontecem, eu simplesmente fico espantada.

É sempre assim, rs. Pior é quando ele está com a razão. Ele fica se achando o máximo! Enfim, a vida é assim.

Faltam apenas 8 dias, 8 DIAS... Na realidade minha agonia ainda terá que esperar pela tradução da net, mas ainda assim, está quase no final essa abstinência pelos Cullens. Tanto que minha “passagem” já está mais que reservada para Forks.

Enquanto eu viajo na maionese, literalmente, para terminar um resumo, chato pra caramba, sobre Ética, estou vendo que eu amanha vou passar o dia na frente desse computador fazendo isso, eu vou seguindo na pós - graduação.

Gente, vocês não têm noção do que está sendo esse módulo, o professor simplesmente fica lendo umas apostilas ridículas... Sério mesmo? O bom de estarmos em dúvida se haverá ou não mais uma aula, é que terei mais tempo para fazer esse maldito resumo e só, mas ter que agüentar mais uma aula daquela coisa... Não sei se eu terei saco para fazer o “city tour” pelo centro da cidade novamente como eu fiz com os meninos na semana passada não! SIM, EU ANDEI pelo centro atrás de notebooks pra eles. Pelo menos um deles conseguiu comprar. É eu andei no inferno. ODEIO centro de cidade, ainda mais da cidade de Manaus – Camelô, Sol, Quentura... ISSO pra mim é o próprio inferno.

Como seria o paraíso pra mim? Um local onde não houvesse sol, calor, mormaço? Vocês conhecem alguma cidade no mundo que seja assim? Forks é assim, mas... Acho que a forma como a autora descreve a cidade está longe da realidade de qualquer planeta saudável.

Enquanto isso, eu espero as notas, siiiiim ainda não saíram. Quer dizer, eu já sei que eu passei na tal Metodologia do Ensino da História (ou Introdução ao ensino de História do Brasil), mas ainda falta didática (que eu não sei por que cargas d’água está demorando tanto para sair) e História Medieval, claro, essa sairá somente na segunda, já que fizemos a prova na terça.

É isso gente, mais tarde eu prometo postar alguma coisa interessante! Quem sabe esse maldito trabalho não me ajude nisso!?

 

Beijos Gelados.

 

Postado por vanessa.sc às 10:30:58
  | Encaminhar Este Post

Edward: "Do you want me to sing to you? I'll sing all night if it will keep the bad dreams away."

Sinceramente, eu ainda vou morrer esperando esse livro. Mas, pelo menos faltam apenas 09 dias para o lançamento de Breaking Dawn.

Enquanto esse dia não chega, eu vou levando a vida, ontem prova de história Medieval, gente minha professora é ótima, fizemos a prova sob o som de Beethoven e Vivaldi, bacana né? Bacana nada teve uma hora que a música ficou tão alta que foi preciso pedir para ela abaixar, mas enfim, coisas de Maria Eugênia!

Última prova desse semestre, matrícula nos dias 30 e 31 e a nota de didática ainda não saiu, bom espero sinceramente que isso não demore muito, vamos ver. Mas eu sei que eu passei mesmo assim.

Enfim, só vim mesmo para atualizar o blog, quando eu pensar em um texto bacana, prometo que venho aqui novamente!

Beijos Gelados.

Postado por vanessa.sc às 10:29:34
  | Encaminhar Este Post

O ator Christian Bale, 34, que volta como o homem-morcego em "Batman - O Cavaleiro das Trevas", foi posto em liberdade após pagar uma fiança, depois de ter sido detido hoje acusado de agredir dois membros de sua família, informou a polícia de Londres.

Bale, que na segunda-feira (21) assistiu em Londres à estréia do filme, foi liberado após ter sido detido hoje em uma delegacia londrina porque teria agredido a mãe e a irmã na suíte de um hotel, no domingo passado.

As duas mulheres, que vivem em Dorset (no oeste da Inglaterra), teriam apresentado ontem a denúncia em uma delegacia local.

Uma porta-voz da polícia de Londres disse que o ator ficará em liberdade sob fiança, enquanto estão sendo investigadas as acusações contra ele, e deverá voltar a comparecer diante das autoridades em setembro.

A detenção aconteceu horas depois de Bale ter assistido nesta segunda-feira à noite à estréia européia do novo filme de Batman, com a presença dos atores do elenco Michael Caine, Maggie Gyllenhaal e Aaron Eckhart.

 

Que feio Christian... Que feio para seus mais novos fãs!

 

Beijos Gelados!

 

Fonte: Uol Cinema - Folha Ilustrada

Postado por vanessa.sc às 12:19:30
  | Encaminhar Este Post

Batman - O Cavaleiro das Trevas (Requiém para um Ator)

 

No sábado, depois de um longo e tenebroso inverno, fui ao cinema com a Rayssa e a Aline (uma amiga dela) assistir a Batman – O Cavaleiro das trevas.  Eu ainda não sei bem o que pensar sobre o filme, não sei como elogiá-lo com menos de SIMPLESMENTE PERFEITO em todos os sentidos. Quando o Luiz ler esse post, provavelmente ele falará que quem escreveu não foi a amiga dele pelas palavras que se seguirão.

Antes de mais nada, eu fui ao cinema para saber que haveria o tão esperado trailer de Twilight (não, não há nenhum trailer do filme por aqui pelo Brasil), mas em compensação tem de Star Wars e só por isso, minha ida ao cinema já valeu a pena.

Começa o filme e aparece um velho amigo e conhecido do rato voador, o Espantalho – pena que foi somente no início do filme mesmo. Nesse segundo filme, Batman fez as pazes com a população de Gothan City e se tornou um grande aliado para as forças policiais. Bom, não tão aliado assim, já que a máfia Italiana e Latina tem seus infiltrados no departamento, tornando-o corrupto. Algumas pessoas ainda servem de exemplo como é o caso de Jim Gordon (ainda brilhantemente interpretado por Gary “Sirius Black” Oldman) e do novo promotor geral da cidade Harvey Dent (é o nome não é coincidência não, é o mesmo que um dia se tornará o Duas Caras), que unem forças para ir atrás da máfia e de um novo elemento chamado de Coringa.

Enfim cheguei onde eu queria. Foi em meio a controvérsias e escândalos que o Cavaleiro das Trevas estreou. Bom, não preciso dizer o motivo, basta apenas ver o nome Heath Ledger que já se tem uma noção do porque tanto “bafafá”. Algumas pessoas que assistiram ao filme sentiram uma ponta de nostalgia ao vê-lo em seu derradeiro trabalho. Eu, que acompanhei não tão de perto a escolha do coringa, à época fiquei com raiva de escutar o Heath falando que nunca foi fã do Batman e coisa e tal e fiquei pensando como, ele não sendo fã, poderia colocar na tela grande toda a essência do Coringa? Um sociopata que deixou a loucura tomar conta de sua inteligência perspicaz?  O coringa é assim! Ele é capaz de matar somente para deixar de ficar entediado, e de todos os vilões dos quadrinhos, sem dúvida nenhuma, ele é o que mais me assusta, justamente pelo fato de ele ser a essência do mal. Não há nada de bom nele, e ele não faz questão de procurar. E era justamente por isso que eu achava que o Heath não saberia levar a coisa.

Ledo engano. Heath Ledger não só soube interpretar O CORINGA como trouxe para as telas todas as angustias e frustrações que o personagem exige. Tanto que isso o consumiu até a morte. O que eu vi dentro do cinema, foi uma aula de interpretação. Heath Ledger (com menos idade que os outros dois atores principais da série) soube ensinar do que é feito um ator digno daquele papel. Ele não só interpretou o coringa, como SE TORNOU o coringa. E foi ele quem conseguiu traduzir toda a relação que existe entre Batman e ele. Tanto que o personagem Coringa deixa em segundo plano o personagem Batman. Eu via apenas o coringa, e lá pelas tantas, esqueci completamente com o fato do ator estar morto. Impossível pensar nesse “detalhe” enquanto se assiste ao filme.

O Nolan também ajudou muito com as tomadas (SIM LUIZ SOU EU MESMA ESCREVENDO) que valorizaram, e muito, a morbidez do personagem, porque eu sempre vi o coringa como um quê de morbidez envolvendo-o. Pra mim, a cena que traduz tudo o que o coringa ém, foi a que ele está no meio da rua e faz o Batman cair da moto. A tomada inferior que o Nolan fez do personagem trouxe o verdadeiro olhar do personagem. Um olhar frio, distante, maligno.

Triste foi ver o “nascimento” do “Duas Caras”, como o Batman mesmo falou: o melhor dos três. Isso conversando com o já comissário Gordon. O Coringa (sempre ele) o fez perder tudo o que ele tinha, ou seja, a Srta Rachel. Isso tudo para chamar a atenção do Batman, pois como ele mesmo gritou, ele não existe sem o Batman, e era somente por esse motivo que o morcegão ainda estava vivo. Enfim, foi o Coringa mais complexo e verdadeiro que já se tem notícia. O problema agora, depois da interpretação perfeita de Heath Ledger, é saber quem terá a coragem de interpretar o personagem no futuro. Algum palpite?

 

Beijos Gelados.

Postado por vanessa.sc às 17:37:29
  | Encaminhar Este Post

The Last Thing

Every decade I've lived
I didn't know that I was waiting for you
Then out of nowhere you were there
Disrupting all I knew

I'm down on one knee
With one thing to ask
I'm begging you please to say "yes!"
Welcome to something new
When two lives are joined to make one
She said "yes" and the best of
My endless life is to come

Hey listen to the sound of
My feet leaving the ground
Hey love is the last thing
That I thought I would have found

Every breath that I take
I want to breathe you in
Your smile is so bright that
It feels like the sun shining on my skin

Postado por vanessa.sc às 10:55:14
  | Encaminhar Este Post

Último Beijo

 

Era um dia de festa e estavam todos por lá. Ela estava nervosa e ansiosa, não estava acostumada nem com multidão e muito menos ficar muito tempo longe dele. Mas era necessário e ela sabia disso.

Os dois filhos adolescentes dele estavam lá também. Ela ficou observando-os. Era estranho conhecê-los tão pouco e já gostar tanto deles, mais entranho ainda era sentir que o gostar era recíproco, mesmo os três terem trocado não mais que poucas palavras.

Então, ele entrou. Nesse momento, todos os sentidos dela se voltaram para o homem alto que estava entrando na sala. Os sentimentos que ela possuía por ele eram novos para ela; isso a assustava, pois, por mais que ela fosse grata aos céus por tê-lo encontrado, ela odiava se sentir assim, frágil, humana. Seu sorriso se voltou para encontrar com o dele.

Ele... Com toda sua altivez não percebida, entrou à sala com seu incrível jaleco branco, seu sorriso alvo e seus olhos claros tremendamente humanos indo na direção da única pessoa que importava a ele dentro daquela sala.

Era sempre assim, ela esquecia que precisava respirar, mesmo achando uma inutilidade. Na frente dele, todas as coisas se tornavam inúteis.

A primeira coisa que ele fez ao encontrá-la foi a única coisa que ela não conseguia resistir. Ele passou a sua mão branca e macia por entre os cabelos dela e delicadamente encostou seus lábios rosados e grossos nos já sem cor e finos dela. Ao movimentar a boca, ela pôde sentir o infinito amor que ele sentia por ela. Sua língua agora explorava cada canto daquela pequena boca. Tão pequena quanto a dona.

Ela, uma mulher de opostos. Em uns momentos tão forte, em outros, no entanto, parecia um cristal de tão frágil. Ele adorava esses momentos e este era um deles. Em que ela se entregava plenamente à sua proteção.

Ela, por sua vez, entregue àquele beijo esqueceu-se do mundo ao redor. Envolta naqueles braços que tanto amava, ela ficou certa que ficariam juntos para sempre.

Ao se soltarem e olharem um para o outro, eles se pertenciam e se amariam. A única coisa não dita entre eles ficou no passado e a única coisa dita após o beijo saiu com a voz dela: você é a minha humanidade.

Ele, enfim, estava em paz. E ela? Bem, agora ela não ficaria mais sozinha.

 

 By Nessa Carvalho

 

Beijos Gelados

Postado por vanessa.sc às 08:58:09
  | Encaminhar Este Post

Realmente eu vou começar a pensar seriamente em fazer os textos dos posts de manhã cedo. AGORA neste exato momento eu estou na frente do Dom Bosco esperando a aula começar.

Ainda “eclipsada”, fiquei criando minhas teorias em torno da saga Twilitghtiana. O certo é que quanto mais próximo chega o dia dois de agosto, mais ansiosa eu fico e que isso ainda iria dar muito pano para manga. E claro, notei que ainda não havia falado sobre o terceiro livro da saga.

Em eclipse, Bella e Edward voltam à antiga química que existia entre eles, antes dos acontecimentos de New Moon, mas a relação dela com Jake (agora seu melhor amigo) está estremecida com a volta de Edward à Forks. Enquanto isso, Bella desenvolve o que ela acha que é um novo sentimento pelo amigo, deixando-a confusa, pois ela nota que, enquanto Edward torna-se um pouco super - protetor demais, Jake é sua válvula de escape, porém, fica mais do que claro que Bella e Edward são almas gêmeas. A promessa feita por Edward aos Volturi ainda não se cumpriu, mas há uma possibilidade mais que provável que ela aconteça, mesmo a contra gosto de Edward. Enquanto isso não se cumpre, Bella tenta viver da forma mais humana possível, até, pelo menos, a volta de uma antiga conhecida dos Cullens.

No intuito de acabar de vez com Victoria e seus seguidores, Edward e Jake se vêm obrigados a juntar forças por um bem maior: Bella.

Em meio a paranóias, tórridas (e hilárias) noites de conversas entre Edward e Bella na mais nova cama no quarto dele e pedidos de casamento Eclipse se mostrou um dos melhores livros da série. Que venha Breaking Dawn.

 

Beijos Gelados.

 

Postado por vanessa.sc às 21:51:51
  | Encaminhar Este Post

É estranho como as coisas são, como é que eu pude me deixar ficar assim, como eu pude... Eu estava bem até, vivendo a vida de maneira tranqüila e calma, então por uma única viagem tudo despertou dentro de mim como um furacão varre a costa dos Estados Unidos de tempos em tempos. Foi o suficiente pra me deixar idiota, fraca... Sentir-me humana...

É muito ruim já ter que administrar isso, pior ainda é tentar esconder algo tão na cara assim, e isso eu tenho medo, a cada dia que passa, fica mais difícil, a cabeça sabe que o mais racional é NÃO pensar nisso, mas o órgão idiota pulsante dentro de mim está querendo renascer das cinzas... E eu sei disso pelo fato de que toda vez que eu penso em você... Vem a nítida impressão de estar faltando ar a minha volta e eu me esqueço de respirar... Nunca pensei que isso fosse acontecer dessa forma.

Eu fico querendo mais do que você está querendo dar, e isso não é muito saudável... É horrível pra ser bem sincera... Como eu pude me permitir...?! O pior não foi descobrir o que eu sinto e sim é não estar sabendo administrar isso. Fazia tempo que eu não sentia isso...

Por que as pessoas não entendem meus sentimentos? Acham que eu sou uma idiota qualquer? Acham que é fácil ignorar isso que está dentro de mim? Porra... Eu queria MUITO que alguém no mundo, qualquer pessoa pudesse me entender! E não simplesmente me falar “esquece”, porra foda isso!

Em outros tempos eu falaria: “daria qualquer coisa para te ter comigo”. Hoje eu falo: daria qualquer coisa para poder tirar isso de mim! Eu não quero sentir isso, não gosto de me sentir frágil novamente, não gosto mesmo.

 

Postado por vanessa.sc às 12:25:14
  | Encaminhar Este Post

[…] é o tédio, contando meus problemas esperando meu fim!

Essa música do Bikini Cavadão mostra como exatamente eu estou... Entediada! Ainda mais depois dessa aventura de ficar desde as duas da manhã rolando de um lado pra o outro da cama.

Bom, template novo, de Crepúsculo! Certo prometo não falar mais sobre isso, por enquanto. Sem carro, de novo, vamos ver se sai pelo menos amanhã para poder sair com meus amigos, tenho sentido falta deles ultimamente. Final de semestre na faculdade, e passei em Metodologia, que era a matéria que eu estava realmente com medo, Deus me livre!A UFAM é legal...

Outro dia, eu comprei desses livros novos que vêm com um poeminha e várias fotos de animais, cada um mais lindo que o outro e eu parei pra pensar um pouco... Às vezes realmente nos sentimos tão pequenos... Enfim...

Acho que estou falando esse monte de asneira pelo fato de ter descoberto um sentimento que não tem me feito muito bem, quer dizer, me faz bem, mas não me faz, entendem?! Não? Tudo bem, isso não seria a primeira vez, ou seria?

Conta também o tédio, mas isso não vem ao caso! Comecei a ler O Guardião de Memórias, está apenas no início, mas até que parece ser legal! Mas pelo fato de não ser nitidamente uma história de amor, eu estou lendo à passos de tartarugas... Bom, vamos ver! A História de uma família então isso talvez seja legal! Estava vendo o site da Saraiva e o livro “A Menina que roubava livros” está em primeiro lugar... Merecido e Twilight em 5°... Edward Cullen rox \o/. Enfim, quando terminar de ler o livro é claro que eu venho comentar, vocês já notaram que eu troquei um pouco os comentários de cinema por livros, não é? Fazer o que se Hollywood não coopera comigo?!

Enfim... Acho que é isso... Ah, avisando, na assinatura do post abaixo a frase correta é “Look after my heart, i left IT with you” (Eu esqueci do IT)!

Beijos gelados!


(Essa é muito linda, o sangue mais doce...)

Postado por vanessa.sc às 20:54:40
  | Encaminhar Este Post

Seguindo a tradição vinda desde o blog do Weblogger, onde eu sempre mudei meus templates em Julho e Dezembro, um novo template, claro, esse totalmente feito por mim! Para quem notar o nome, não podia deixar de ser, Twilight (Crepúsculo) com o Edward Cullen e a Bella Swan para variar um pouco!

Eu queria um preto que tem, mas infelizmente terei que refazê-lo, e como esse ficou até que bonito ^^ não mudarei tão cedo, até porque isso dá um trabalho "féla da mãe"! Bom é isso! Volto mais tarde para poder postar algo decente. Beijos gente

Postado por vanessa.sc às 18:20:24
  | Encaminhar Este Post

Tudo, de repente, pareceu claro como o dia. Era como se um estalo tivesse acontecido dentro de mim. Tudo está diferente agora e todo aquele mal estar faz sentido.

Avisaram-me que provavelmente você não entenderia. Talvez, afinal de contas, eu seja mesmo a tal “expert” em camuflar os sentimentos. Faço isso tão bem, que às vezes camuflo até de mim mesma.

Um amigo está certo que é apenas ilusão... Mas, ilusão dói tanto assim? Ilusão pode me deixar à beira da loucura ao ponto de eu ter que me controlar para não ir falar a verdade pra você? Quer dizer, de dizer que você é VOCÊ!?.. Quando tudo isso se tornou claro pra mim, numa sexta feira... Eu não sei como ficar mais ao seu lado. Não posso ficar perto, pois isso definitivamente me faz mal, mas não consigo ficar longe, mesmo tentando. Ao sentir sua presença meu corpo treme de emoção, estranho eu falar isso, mas eu realmente nunca me senti assim na vida inteira. Com ninguém!

Eu não suporto vê-lo dando em cima das outras meninas, me tratando como qualquer outra pessoa. NÃO, eu não quero isso, eu não quero ser qualquer outra pessoa (nossa eu estou admitindo isso pela primeira vez) eu não quero... Não suporto seu tratamento comigo, quer dizer, ele é lindo, mas eu quero um pouco mais de atenção que a maioria; eu quero ser especial pra você, mais que as outras pessoas, eu quero a sua preocupação verdadeira; eu quero OUVIR você falar que mesmo eu sendo estressada isso...

São 4:30 da manhã (eu comecei a escrever às 3:30) agora e foi por você que eu perdi o sono – POR VOCÊ! Certo, você não me cobrou isso, aliás, você não me cobra nada, talvez apenas para eu descansar um pouco mais. Eu sei que você não pediu nada disso... E eu não estou cobrando nada de você, quem sou eu para fazer isso? A não ser, é claro, que você venha cantarolar alguma canção de ninar para que eu possa dormir. Não, eu apenas estou falando para você: EI VOCÊ TEM MEU CORAÇÃO, CUIDADO!!

Gostaria muito que você entendesse que É VOCÊ. Queria que você tomasse conta de mim e visse que eu desmorono fácil e que somente você poderia me levantar!

 

Nessa Carvalho.

Postado por vanessa.sc às 03:43:51
  | Encaminhar Este Post

ANTES IDIOTA QUE INFELIZ. (Arnaldo Jabor)

 

Uma vez Renato Russo disse com uma sabedoria ímpar: "Digam o que disserem, o mal do século é a solidão". Pretensiosamente digo que assino embaixo sem dúvida alguma. Parem pra notar, os sinais estão batendo em nossa cara todos os dias. Baladas recheadas de garotas lindas, com roupas cada vez mais micros e transparentes, danças e poses em closes ginecológicos, chegam sozinhas e saem sozinhas. Empresários, advogados, engenheiros que estudaram, trabalharam, alcançaram sucesso profissional e, sozinhos. Tem mulher contratando homem para dançar com elas em bailes, os novíssimos "personal dancer", incrível. E não é só sexo não, se fosse, era resolvido fácil, alguém duvida? Estamos é com carência de passear de mãos dadas, dar e receber carinho sem necessariamente ter que depois mostrar performances dignas de um atleta olímpico, fazer um jantar pra quem você gosta e depois saber que vão "apenas" dormir abraçados, sabe essas coisas simples que perdemos nessa marcha de uma evolução cega. Pode fazer tudo, desde que não interrompa a carreira, a produção. Tornamo-nos máquinas e agora estamos desesperados por não saber como voltar a "sentir", só isso, algo tão simples que a cada dia fica tão distante de nós. Quem duvida do que estou dizendo, dá uma olhada no site de relacionamentos ORKUT, o número de comunidades como: "Quero um amor pra vida toda!", "Eu sou pra casar!" até a desesperançada "Nasci pra ser sozinho!" Unindo milhares, ou melhor, milhões de solitários em meio a uma multidão de rostos cada vez mais estranhos, plásticos, quase etéreos e inacessíveis. Vivemos cada vez mais tempo, retardamos o envelhecimento e estamos a cada dia mais belos e mais sozinhos. Sei que estou parecendo o solteirão infeliz, mas pelo contrário, pra chegar a escrever essas bobagens (mais que verdadeiras) é preciso encarar os fantasmas de frente e aceitar essa verdade de cara limpa. Todo mundo quer ter alguém ao seu lado, mas hoje em dia é feio, démodé, brega. Alô gente! Felicidade, amor, todas essas emoções nos fazem parecer ridículos, abobalhados, e daí? Seja ridículo, não seja frustrado, "pague mico", saia gritando e falando bobagens, você vai descobrir mais cedo ou mais tarde que o tempo pra ser feliz é curto, e cada instante que vai embora não volta mais (estou muito brega!), aquela pessoa que passou hoje por você na rua, talvez nunca mais volte a vê-la, quem sabe ali estivesse a oportunidade de um sorriso a dois.
Quem disse que ser adulto é ser ranzinza? Um ditado tibetano diz que se um problema é grande demais, não pense nele... e se ele é pequeno demais, pra quê pensar nele? Dá pra ser um homem de negócios e tomar iogurte com o dedo ou uma advogada de sucesso que adora rir de si mesma por ser estabanada; o que realmente não dá é continuarmos achando que viver é out, que o vento não pode desmanchar o nosso cabelo ou que eu não posso me aventurar a dizer pra alguém: "vamos ter bons e maus momentos e uma hora ou outra, um dos dois ou quem sabe os dois, vão querer pular fora, mas se eu não pedir que fique comigo, tenho certeza de que vou me arrepender pelo resto da vida". Antes idiota que infeliz!

Seja onde você estiver eu te amo!

(Renato Russo) Diga isso mais vezes e com sinceridade... E aposto que serás mais feliz ;)

 


(New Moon)

Postado por vanessa.sc às 15:14:31
  | Encaminhar Este Post

Oi Gente!

Como vocês estão? Eu estou me recuperando (ou pelo menos tentando) de uma gripe, fazia tempo que eu não gripada, isso é bem estranho, mas eu vou melhorar. Estamos no quarto módulo da pós-graduação depois de alguns sábados sem saber o que é ficar à tarde por lá eu estou tendo que me (re) acostumar com isso... Enquanto isso, eu vou vivendo tentando NÃO dormir à tarde! Tarefa árdua, confesso.

Detalhe: O trabalho desse módulo é fazer a tal resenha (argh) do livrinho que a gente ganha. Sabe, é até legalzinho. Mas eu precisarei de ajuda de um filósofo ou algo do tipo pra poder entender algumas partes.

É está dando para perceber que faz tempo que eu não falo de cinema! É eu realmente não tenho ido ao cinema, mas essa semana é a última (graças a Deus) na faculdade e provavelmente irei mais ao cinema, não que eu não tenha tempo para isso, mas sinceramente é estranho ir ao cinema enquanto tem aula ou coisa do gênero. Tem alguns filmes na lista para que eu possa falar, como por exemplo, alguns filmes do Kevin Smith...

Vocês acreditam que eles têm até um roteiro bacana atrás do besteirol que ele faz? E acreditam que algumas coisas eu realmente concordo com o que aparece por lá? Exemplo? Em “Dogma” (filme que ele critica E MUITO a Igreja Católica) quando os personagens da Mira Sorvino e do Ben Affleck (sim, eles são amigos) estão conversando sobre acreditar ou não em Deus, eu concordei com os dois personagens em vários momentos, e discordei também!

Em “O Balconista” nossa, a conversa da Bekky com o Dante e a cena final? Simplesmente perfeitas, é eu sei que eu não acredito estar falando que eu gostei de algum filme assim, mas gente, é isso mesmo, tem um momento na vida em que a gente realmente passa por todas as angústias que aparecem no filme! Ele realmente ganhou uma fã... Podem acreditar nisso!

OS: Sem contar que os personagens JAY e SILENT BOB são perfeitos!

Uma coisa é certa, semana que vem, eu vou assistir “Batman – Cavaleiro das Trevas” e não, não é pelo Heath Ledger ou pelo Christian “boca de velha” Bale, mas sim pela possibilidade de ter (ou não) um treiler de UM MINUTO de Twilight (Crepúsculo) – É gente, eu sei que estou sendo repetitiva, mas... Tem sido minha alegria, essa e escrever meu livro, que eu acho que vai demorar um pouco mais do que eu estava pensando! Acho que acabou a inspiração! Do jeito que eu estou agora, é bem capaz de eu matar algum personagem principal antes do merecido ou então não fazer os personagens principais ficarem juntos (o que provavelmente seria uma boa). Agora, se não houver treiler nenhum... Como eu acho que não terá levando em consideração a minha ótima maré de azar, pelo menos eu vou poder analisar o desempenho do Heath... Vamos ver!

É isso gente, desculpem a falta de atualização, confesso que eu estava com preguiça, deu uma bronca no meu notebook (impossibilidade de conectar a net por falta de antivírus), mas essa semana resolverei isso (ou não).

Ah, falando em Twilight, o lançamento de Breaking Dawn será dia 02.08.08 – Contagem Regressiva!

É isso!

Postado por vanessa.sc às 19:14:31
  | Encaminhar Este Post

Sobre o vil Metal...

Comércio… Moeda… Dinheiro… Grana! Todas essas características formam o que hoje nós conhecemos como Sistema Capitalista. Sistema Capitalista, um sistema que surgiu logo após... Não, logo após é pedir demais, surgiu durante a Idade Média, ainda com o sistema de escambo entre os feudos, e está aí até hoje.

Basicamente, o sistema pode ser resumido nas duas últimas palavras da primeira linha deste post e eu vou dizer uma coisa pra vocês... É simplesmente uma merda.

Eu sempre defendi demais o sistema, pois foi através dele que vieram as revoluções tecnológicas que eu tanto adoro (INTERNET é uma delas fazer o quê?), mas de um tempo pra cá isso tem me feito perder o fôlego. DINHEIRO... É claro que sem ele ninguém consegue fazer mais nada hoje em dia, mas quando as pessoas começam a dar mais prioridade a isso... Sinceramente... Fica uma merda! DINHEIRO, DINHEIRO, DINHEIRO... Mas que porra que as pessoas têm que dar importância a isso? Quando eu era criança o que eu menos entendia era essa coisa de dinheiro! Aliás... Quão felizes são as crianças em sua feliz ignorância quanto ao dinheiro. Desde que isso virou a “ordem do dia” por aqui por casa eu nunca mais soube o que é NÃO viver em eterna agonia.

Nunca eu faço nada direito, nunca está bom, sempre as coisas saem errado! Mesmo quando eu tento fazer a coisa certa. Mesmo quando eu faço as coisas com a mais sincera bondade do meu coração.

Às vezes me dá vontade de sumir e ninguém NUNCA mais me encontrar, NUNCA mais saber de nada sobre mim... Sabem quando vemos na TV ou filmes aquelas pessoas que somem durante ANOS a fio pra poder fazer o que bem entendem? Pois é, eu só não faço isso por uma coisa simples: MÃE! Se eu soubesse que ela ficaria bem? Já teria sumido do mapa e nunca mais, pelo menos por um bom determinado período de tempo, ninguém iria saber onde eu estaria.

Eu que sempre defendi o Sistema Capitalista, agora vejo que ele não merece ser defendido! Ele não merece que ninguém tente ser seu aliado, pois ele não quer aliado. Ele não quer defensores. Ele só quer como aliado e defensor o DINHEIRO! E quanto mais, melhor! Sistema Capitalista... Grandes Merda... As duas grandes Guerras Mundiais aconteceram em nome dele, sim, não me venham com motivos religiosos e a eterna e constante briga entre Judeus e Cristãos porque isso virou conto da carochinha... É grana mesmo! O vil metal... Definitivamente DINHEIRO nunca irá trazer felicidade para ninguém! Muito menos pra mim.

Postado por vanessa.sc às 09:10:15
  | Encaminhar Este Post

Twlight x Harry Potter: Dá pra comparar?

Acho que eu vou começar a postar agora às 6:30 da manhã que é quando as boas idéias aparecem. Eu estava entrando no meu carro hoje e fiquei lembrando uma das comunidades no Orkut sobre o meu mais novo vício. Eu tinha o começo de post perfeito, mas agora que eu vim escrever, sumiu.

O meu mais novo vício? Twilight (Crepúsculo)! Não, calma, eu não irei falar (de novo) sobre os livros em si, mas sim o que está acontecendo com ele. É certo que em tempos em que estamos órfãos de Hogwarts (pelo menos no papel) logo o mundo teria que descobrir um novo “fenômeno” – mesmo eu não gostando dessa palavra.

Twilight chegou devagar, bem devagar mesmo em um tempo quando HARRY POTTER reinava absoluto no coração e na preferência do mundo inteiro. As relíquias da morte, ou melhor dizendo, o melhor livro do bruxinho escrito, deixou saudades no coração de diversos fãs, inclusive esta que vos fala. E sinceramente, faltava um livro que me fizesse parar para ler.

Eis que surge, através de uma mensagem do MSN de uma amiga minha, um livro de capa preta com um par de braços segurando uma maçã chamado Crepúsculo. Até então eu não tinha a menor idéia do que se tratava apenas o título me chamou a atenção. Bom a história de amor proibido seduz desde a primeira linha e quanto mais se lê mais vontade se tem de saber o que vai acontecer.

Por conta disso, e claro pelo sucesso que o livro vem garantindo, as comparações entre a Steph e a JK surgiram. Eu não vejo motivos para isso. Sim, são mundos fantásticos. Sim ambas rondam o “mundo” adolescente. Sim, ambas criaram personagens inesquecíveis. Quem não chorou no último livro com o Tobby (o elfo doméstico) ou não se encantou com a ingenuidade apaixonante do Hagrid nos livros, por favor, não vá adiante. Você não merece ser aceito em Hogwarts.

Crepúsculo não é diferente. Bom é diferente, mas não em relação aos personagens apaixonantes. Quem ao se encontrar em Forks, não se apaixonar por Alice Cullen, ou então não se encantar com os encantos naturais, e sobrenaturais do Edward; ou ainda, não se afeiçoar por Bella Swan... Sinceramente, este ser não tem coração. Ou pior, não tem alma. São personagens que você pode ter como amigo e não sabe. Impossível não comparar a Alice com aquela garota estabanada que chega ao local mais triste do mundo e só com um sorriso alegra até as pessoas mais deprimidas. Ou então, sendo mais ousada, quem não se apaixonar por Edward Cullen e seu romantismo exacerbado, não tem coração. Literalmente.

É impossível não se identificar com esses personagens. É impossível uma comparação, pois eu amo todos eles. É claro, existem diferenças nos estilos literários. Meu Deus, a JK vive no cerne da cultura mundial. Ela é britânica e por conseqüência, seu modo de literatura é britânico, sério, comedido, chega muitas vezes a ser técnico. Ela é capaz de descrever um local – como foi o caso de Hogwarts – desconhecido e fazer com que ele fique parecendo a sala de estar da sua casa. Mas ela, pelo menos para mim (quer dizer, depois de Crepúsculo), não sabe como descrever as emoções humanas. Faltou ao Harry a emoção necessária no momento de reflexão em relação à morte do Sirius. Eu não acho que quebrar a sala do Dumbledore seja sinal de tristeza, mas sim de rebeldia e raiva; mas enfim, cada um lida com a tristeza da maneira que melhor convir.

Stephenie Meyer é completamente diferente de JK Rowling. Essa mulher sabe descrever como ninguém o sentimento de um ser humano. A parte em que Bella está sozinha na floresta em “Lua Nova” me fez sentir as mesmas coisas que ela. A descrição dos sentimentos de angústia e revolta dos personagens é tão intensa que você sente ou que você foi o responsável pelo sofrimento; ou que você está vivendo o sofrimento. A forma literária da Steph chega mais perto dos adolescentes pela forma de escrita leve, direta, e claro, usando a linguagem da garotada. O que mais me chamou a atenção foi que o livro foi um dos únicos, senão o único, livro em primeira pessoa que eu li. O uso de algumas gírias também, a meu ver é um ponto positivo da escritora. Ou melhor, como ela mesma gosta de se intitular, contadora de história.

Sinceramente, não há como comparar as duas. A não ser pelo fato de as duas terem uma imaginação privilegiada. JK reformulou a idéia que o mundo tinha dos bruxos. Steph reformulou a idéia que tínhamos de seres mitológicos como Vampiros e Lobisomens. Afinal de contas, quem em sã consciência iria imaginar um Vampiro vegetariano ou um Lobisomem racional?

Postado por vanessa.sc às 13:26:19
  | Encaminhar Este Post

Humor Atual

Meu Perfil

Links

. Blog do Uol
. Letras de Musica
. Martha Falcão
. Omelete
. Cinema com Rapadura
. Cinemais
. Cinemark
. UFAM


Nome: Vanessa Carvalho

Nascimento: 28 de Janeiro

Signo: Aquário

Cidade: Manaus/Amazonas

Twitter: @Nessasc

Twitter²: @Filmes_Livros

Profissão:

Férias vitalícias. Terminei de escrever um livro chamado "Anos Incríveis" e pelo que parece vai sair mais cedo do que eu pensava, só falta eu deixar de ter preguiça e começar a passar para o computador.




Frase: "Can you put a price on your dreams?"


Gosto:

Eu gosto de estar com as pessoas que gostam de mim, gosto dos meus amigos, são poucos, mas eles são importantes pra mim. Estou apaixonada, muito, e estou muito feliz.Sou desconfiada, ciumenta (apesar de conseguir esconder até que bem isso das pessoas), seletiva nas minhas coisas, não perdoo fácil as pessoas quando me ofendem ou alguém que eu amo, tenho pouca paciência, não posso negar e sou bastante racional, dificilmente me deixo ser levada pelas minhas emoções. Mas sou muito chorona, choro em desenho animado, novela mexicana (FATO), quando estou triste, e também quando estou feliz. Choro em livros (Calafrio foi o último que eu chorei) e adoro escrever.



Odeio:

Injustiça e mentira, acho que essas duas palavras resume bastante como eu sou no cotidiano.




Filme:

Um filme que resume bem meu gosto por tudo na vida é Orgulho e Preconceito... Sim o sarcasmo, pra mim, mostra muito do sentimento não dito entre duas pessoas. Mas eu gosto também de filmes antigos como "Casablanca" e "Bonequinha de Luxo" (Ainda está para nascer alguém como a Audrey linda Hepburn. Gosto de filmes de ação, romance, drama, desenhos. Ainda estou em dúvida em relação às comédias românticas. Acho que elas deixaram o brilhantismo de Meg Ryan e Tom hanks nos anos 80/90, não inovam mais e sempre é aquela mesma coisa chata. Harry e Sally adoro o final do filme. Filmes do momento como a série Harry Potter (Sim, eu gosto), Saga Crepúsculo eu assisto por ter lido os livros, confesso, não espero muita coisa deles, mas são legais, filmes dos anos 80? Clube dos Cinco, Primeiro ano do resto de nossas vidas, Curtindo a vida adoidado, Goonies, Gremlins, e por aí vai...



Música:

Trilhas Sonoras de filmes, eu sou particularmente fã. Mas gosto do "The Fray", do "David Cook" (Ganhador do American idol de 2008), "Bon Jovi" (Always), Ana Carolina, Jota Quest, Skank, Emmerson Nogueira (Todos Mineiros - Adoro o sotaque mineiro), Lulu Santos (Ainda a trilha sonora da minha vida, não tem jeito), e claro, coisas que eu trago ainda da minha adolescência como Backstreet Boys. Músicas dos anos 80, do rock nacional sempre me animam.



Livros Lidos:

Crepúsculo (Saga Completa); Orgulho e Preconceito; As areias do tempo; Saga Millennium, O Clube do Filme, Anjos e Demônios, Calafrio, Feios, A menina que roubava livros, Dançando no ar, Wake.



Livros para Ler:

Fallen, Swoon, Símbolo Perdido, Coração Ferido, A Guardiã da Meia-Noite, Para Sempre, Lua Azul, O legado da Caça-Vampiros, A Princesa e o Gelo, e mais alguns que eu não lembro.



Lendo: Um beijo do destino.








:: Vanessa's Link::





Arquivo

01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

Votação

[Avalie Este Blog]

Indique Este Blog

[Clique Para Indicar]

Visitas

Créditos

[ Layout ]
VICKYS.com.br
VICKYS.com.br

[ Powered by ]

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular