Look After You (tradução) - The Fray

Se eu não disser isso agora eu certamente enlouquecerei
Como se deixasse a única coisa que quero ter

Perdoe a urgência, mas apresse-se e espere
Meu coração começou a se partir.

Oh, oh, oh
Oh, oh, oh
Seja minha garota (bebê)
Oh, oh, oh
Eu cuidarei de você

Agora, namorando fixo, tão poucos vêm e não vão.
Você quer ou não ser a única que sempre saberá
Quando eu estou perdendo meu controle, a cidade gira ao redor.
Você é a única que sabe, você diminui isso.
Oh, oh, oh
Oh, oh, oh
Seja minha garota
Oh, oh, oh
Eu cuidarei de você.

Se sempre existiu dúvida
Meu amor, ela decai sobre mim
A soma mais garantida
Ela disse mais garantida.

Oh, oh, oh
Oh, oh, oh
Seja minha garota (bebê)
Eu cuidarei de você.

É sempre ter e nunca segurar
Você começou a sentir-se em casa
O que é meu é seu, aceite ou ignore
O que é meu é seu para fazer para você mesma.

Oh, oh, oh
Oh, oh, oh
Seja minha garota (bebê)
Oh, oh, oh

(Agora vocês entendem porque eu gosto tando dessa música? Meu... Uma declaração dessa, faz até Cruela Cruel se apaixonar pelos 101 Dalmatas)

Postado por vanessa.sc às 11:18:15
  | Encaminhar Este Post

Margarida - Roupa Nova

Andei, terras do meu reino em vão
Por senhora que perdi
E por quem fui descobrir
Não me crer-mais-ei aqui, me encerrei
Sou cantor e cantarei
Que em procuras de amor morri, ai!
Dor que no meu peito dói
Que destróis assim de mim
Bem sei que eu achei enfim
E que adiantou a dor,
Mas me queimou
Pois por não saber de amar
Ela ainda rainha está

E ela está em seu castelo, olê, olê, olá
E ela está em seu castelo, olê, seus cavaleiros

Ora peçam que apareça
Pois por mais que me eu me ofereça
Mais me evita essa senhora
Eu já fui rei, já fui cantor
Vou ser guerreiro, um perfeito cavaleiro
Armadura, escudo, espada,
Pra seguir na escalada

Belo motivo, é por amor que vou lutando
E pelas pedras do castelo
Uma eu já vou retirando

E retirando uma pedra, olê, olê,olá
Mais uma pedra não faz falta, olê, seus cavaleiros

Que ainda correm pelo mundo
Ouçam só por um segundo, que eu acabo de vencer
Retirei pedras de orgulhos, majestades,
Deixei todas de humildades,de amores sem reinado
Ela então se me rendeu

Eu já fui rei, já fui cantor, já fui guerreiro
E agora enfim sou companheiro,
Da mulher que apareceu

Apareceu a Margarida, olê, olê, olá
Apareceu a Margarida, olê, seus cavaleiros
Apareceu a Margarida, olê, olê, olá
Apareceu a Margarida, olê...
Seus cavaleiros!

Postado por vanessa.sc às 08:39:49
  | Encaminhar Este Post

Era tarde da noite quando eu me peguei pensando em você! Não sabia o motivo disso tudo, nem porque justo VOCÊ me veio à cabeça! Mas a verdade que eu realmente estava sentindo sua falta! Estranho era que fazia apenas pouco tempo que havíamos nos conhecido. Estávamos construindo uma linda amizade, quando essa viagem pintou. Nem lembrava mais da promoção que estava participando, quer dizer, lembrar até lembrava, mas não imaginava que fosse ganhar. Agora estou aqui, numa cidade completamente estranha sozinha. Conhecendo os principais pontos turísticos, mas querendo ferozmente estar ao teu lado. Sentindo teus beijos, o toque dos teus dedos, o calor da tua pele.

Visitei museus, parques, shoppings, até oficinas mecânicas do momento, mas nada disso tem graça sem você. Te liguei várias vezes e nada de você atender, o que será que aconteceu para que você não me atendesse mais? Sinceramente não sei porque essa vontade enorme de falar com você. E por mais que eu fizesse tudo para me cansar durante o dia, a lembrança do teu sorriso sempre estava ali, para me lembrar que você não estava ao meu lado. Que viagem mais infame essa que eu fiz.

Então, entrei em um shopping, pior, estava perto do dia dos namorados que aqui se comemora em fevereiro, ele estava todo enfeitado de corações, beijos, namorados passeando de um lado para o outro... Sinceramente, isso já estava ficando ridículo. Por que um único beijo estava fazendo isso comigo? Por que eu estava sentindo tanto a falta de falar com você, de estar perto de você?

Eu estava andando sem rumo certo quando escutei uma música: aquela que estava tocando quando nos beijamos... Foi o suficiente para que isso me fizesse chorar! Procurei um banco e fiquei sentada ali durante a execução da música. Nunca pensei que fosse doer tanto escutá-la longe de você.

- Juliana... Você está aqui?

Escutei sua voz no microfone do shopping, falando em português meu nome, claro que por um momento achei que estivesse maluca ou algo do tipo, como você poderia estar falando meu nome aqui? Tão longe!

De repente, novamente! Ok, duas vezes no mesmo dia me provava que eu não estava maluca. A voz me pedia para ficar parada onde eu estava que você iria fazer uma surpresa. Sim eu fiquei onde estava, mas não parada. Fiquei feito barata tonta. A música tocando repetidas vezes e eu já ficando maluca.

Foi quando eu avistei você rindo do meu desespero. Na hora fiquei com raiva, mas seu sorriso me desarmou. Eu odeio quando você faz isso. Quer dizer, vem andando na minha direção devagar. Isso me deixa incomodada, e eu não sei porquê. Quer dizer, você é bonito, sim, mas... Alguma coisa na forma como você me olha me deixa incomodada. E quando mais você se aproximava, mais eu ficava estranha em relação a você.

Você chegou, sorrindo e nem esperou que eu falasse alguma coisa. Foi logo colocando a sua mão direita pelo meu pescoço. Ai pronto, você conseguiu com que eu me desarmasse. Fiquei a mercê dos seus caprichos enquanto você se aproximava lentamente do meu rosto.

Eu tentando falar alguma coisa e você se aproximando cada vez mais eu tentando me afastar, quer dizer, nem sei o que eu queria, só sei que cada vez que você se aproximava mais meu coração pulava de maneira estranha. Sério eu fiquei parecendo aquelas adolescentes bobas que se apaixonava pela primeira vez.

Foi nosso segundo beijo, mas foi o beijo que me revelou o quanto eu estava apaixonada por você.

Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 18:15:02
  | Encaminhar Este Post

Enquanto eu fico tentando entender meus sentimentos em relação ao final Clana em Smallville (e isso somente através dos comentários dos “foristas”) eu sinceramente não sei se rio, se choro, se celebro ou qualquer outra coisa. Aos que sempre acompanharam, muitas vezes eu declarei meu amor por esse casal que mudou minha concepção da mitologia do Superman. Primeiro trouxe para nossas vidas uma personagem perfeita Chloe Sullivam (A melhor amiga do nosso querido Clark Kent) depois porque mostrou que, dentre muitas das mulheres que apareceram na mitologia do superman (reza a lenda que ele teve outros “amores” na vida) Lana Lang foi uma das mais importantes (vejam, não estou aqui falando que Lois Lane não é importante para ele, SIM ela é sim, eu simplesmente AMO a história deles nos quadrinhos e na série animada – ela conseguiu ser um mix das três mulheres de smallville FATO). Mas vamos analisar racionalmente esse relacionamento.

Algumas pessoas falam que é “lenga lenga” deles dois, que já ficou provado que eles não podem ficar juntos e tudo o mais. Mas eu vejo amor verdadeiro ali. Por que? Bem, gente, por mais que as pessoas neguem alguém que sofre TUDO o que a Lana sofreu, ainda ter um sentimento ENORME pelo Clark dentro dela, só tendo amor verdadeiro! Perdoando todos os erros do Clark, mostrando pra ele que estava disposta a tentar ser feliz com ele, “no matter what”! Porém, notei uma mudança drástica demais na personagem a partir da 04* temporada! (E isso, eu estou falando pela primeira vez para todos saberem). Ela mudou e de alguma forma eu me sentia insegura com o que ela poderia fazer em relação ao Clark (Veja, não de contar para o mundo o segredo dele, mas de ter se tornado um pouco fria demais). Veio a 05* temporada e nossa, fiquei no céu dos Clanas durante 12 bons episódios (até o Clark surtar e começar as paranóias dele novamente, afastar Lana e jogá-la direto para os braços do Lex). Na sexta temporada (apesar de ser a que eu realmente mais gostei) vimos uma Lana horrível, seca, distante de tudo e todos que a amavam e distante da essência Lana Lang (ali, foi a oportunidade perfeita de começar a fazer Lois Lane se tornar o grande amor da vida do Clark), mas não, aproveitaram e reforçaram mais os sentimentos que uniam Lana e Clark... E a partir daí começou o erro. A sétima temporada chegou... “Temporada mais clana que houve” (foi um comentário que eu li certa vez) e mesmo minha veia clanática estivesse pulando, eu sempre tinha a péssima impressão que a Lana faria alguma coisa ruim com o Clark... Bem... Assistam Wrath (ou seja lá como escreve isso) que foi o episódio que Lana surta com os poderes de Clark. Depois disso, eu vi a velha e boa Lana Lang voltando ao seu bom e velho jeito meigo de ser. Por que? Minha teoria é que eles fazem bem um pro outro. Não nego quando falam que Lois Lane representa a humanidade do Superman (Aka Clark Kent), mas eu também não me canso de falar: Lois Lane representa a humanidade do Clark e toda a vontade de “ser normal” que ele sempre teve, mas Lana Lang é o coração batendo dentro dele! Apesar de haver um grande LOIS escrito dentro dele.

O que eu realmente NÃO gosto (Além dessa idiotice que eu venho presenciando entre pessoas Clanas e Clois – Vocês NÃO são PALESTINOS e ISRAELENSES ou PROTESTANTES e CATÓLICOS, vocês SÃO brasileiros que gostam de uma SÉRIE! Pelo menos eles lá brigam por alguma coisa séria) é essa mania dos produtores de fazer com que ou uma seja odiada porque está impedindo o Clark de seguir o seu destino, ou outra porque chegou na série para estragar o lance dele com a Lana se tornando “segunda opção”.

Em Réquiem (Que quer dizer descanso – apesar de ter ficado com meus olhos brilhando quando eu li os comentários) aquele final prova o que eles estão fazendo com a história de 70 anos (transformaram Lois em segunda opção). Gente, isso causa revolta sim para todas as pessoas que curtem a personagem, claro! Não nego que até eu, que acho que em smallville Lois Lane apareceu cedo demais (ou tarde demais que seja) fiquei chateada quando li as pessoas falando que ela é a “segunda opção” e ela NUNCA foi segunda opção! Sim, estou defendendo a Lois porque acompanho a série animada há anos e duas coisas: uma: Clark Kent NUNCA foi tão bundão assim como aparece na série (Superman com medo de altura aff); Duas: Lois Lane não é segunda opção. FATO é ver o lindo amor que ele nutre pela colega de trabalho tão perfeitamente discreto que chega a doer por sentirmos tamanho sentimento!

Clanas, não me joguem pedras, primeiro porque eu NÃO sou Maria Madalena; depois porque sinceramente, I don’t give a danm pra essa “guerrinha” que estão travando entre Clanas e Clois, não quero fazer parte dela, nunca quis. E nunca farei. Já perdi uma amizade por isso, e por mais que meu coração esteja sangrando de dor por conta dessa amizade, se alguém mais NÃO quiser mais falar comigo por esse post, à vontade! Citando Pedro Bial: Entenda que amigos vão e vem, mas NUNCA abra mão de UNS POUCOS e Bons (E eu tenho certeza que eu tenho poucos e ótimos amigos).

Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 17:58:09
  | Encaminhar Este Post

"Como não ser idiota na Internet"

Manual A arte da consquista em simples lições!

Mesmo com suas manifestações singulares e praticamente monossilábicas, vi-o reclamar de uma certa carência afetiva neste tópico, que é próprio para a aproximação entre os usuários do Portal. Conforme se vê, casais felizes foram formados no presente tópico, todos eles com juras eternas de amor recíproco, e parece-me que você não quer ficar para trás. Entretanto, ao que tudo indica, sua presença está sendo sumariamente ignorada, fato que pode se dever a variados motivos.

E é por isso que resolvemos editar um manual denominado de "A Arte da Conquista em Simples Lições", cuja obra encontra-se em sua primeira edição e tem conteúdo voltado estritamente para o Portal Smallville! Não é o máximo? Eu também achei... Pois bem, o manual nos guia ao âmago das mentes femininas do Portal, principalmente aquelas que participam ativamente do fórum (não é necessário citar nomes), propiciando uma adequação do nosso comportamento exatamente àquilo que a mulherada deseja, ou seja, homens legais, despojados, inteligentes, bem humorados, fisicamente bonitos e, se possível, bem resolvidos financeiramente. Você pode pensar: mas isso é quase impossível! Não, não é. E o manual ensina-lhe isso (com exceção do "bem resolvido financeiramente").

Repassarei a você algumas linhas da obra "A Arte da Conquista em Simples Lições". Tenho certeza que o restante dos foristas lembrar-se-ão dessa magnífica obra e acrescentaram suas lembranças do manual em complemento às que se seguem. E você verá a manifestação do mulherio: tenha certeza de que desde já você passará a ser melhor visto e quisto por todas elas.

Primeira lição: comente sempre e somente o necessário, evitando meros sorrisos e piscadelas, afinal você não é obrigado a ter opinião formada sobre tudo, não é? Você é um cara inteligente, já pude perceber, então basta-lhe aplicar seus grandes conhecimentos em tópicos que você possa discorrer melhor sobre o assunto debatido, bem como mostrar seus dotes intelectuais para impressionar as gatinhas! Como elas não podem verificar seu aspecto físico (a não ser que você mande uma foto), as mesmas se impressionarão com seu intelecto, seu bom humor, suas possíveis virtudes, enfim... Desta forma, corte comentários do tipo: "grsrsrsrs"; "e isso ai"; "e vredade" e correlacionados. Lavagem cerebral quando as moças estão checando suas mensagens nos tópicos do Portal não é nada bom.

Segunda lição: não se vanglorie por algo que as pessoas não saibam se você é realmente. Isso definitivamente assusta as muchachas. O fato (by Nessa_Bauer) é que as garotas ficam com medo do sujeito ter somente pretensões carnais e esquecer dos sentimentos tão profundos que afloram por esses seres femininos maravilhosos. Se o mancebo espalha a fama de "comedor" e de que "faz-e-acontece", as nossas lindas garotas ficam receosas pensando que serão apenas mais uma na lista. Desta forma, exclua as expressões "transador nato" do seu vocabulário forista, assim as garotas quererão (ou não) descobrir se você realmente o é.

Bom, o post está ficando muito extenso, se você estiver interessado em mais dicas da obra "A Arte da Conquista em Simples Lições", estamos sempre aqui. Aqueles que leram o manual (cof, cof!) e quiserem acrescentar algo, fiquem à vontade. Seguem relatos de pessoas bem sucedidas amorosamente que leram "A Arte da Conquista em Simples Lições":

"Após a leitura do manual melhorei como pessoa e pude conquistar minha amada. Até criamos um apelido carinhoso para nosso shipper. Está tudo nessa magnífica obra!" (Adrian_Bauer).

"Cara, se não fosse o manual, nunca teria conquistado tatie_lang! Quase a perdi pro Anderson..." (Woldson!!).

"Só digo uma coisa: o manual é O MANUAL. Muito legal!" (nilderson soares).


É isso aê! Abraços, cara.


 

Esse manual foi escrito pelo nosso querido NO WAY para o Portal Smallville como uma forma de ajudar um usuário a consquistar o amor da sua vida! Enfim... Divirtam-se. Dan, você deveria pensar em escrever um livro FATO!

Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 10:11:25
  | Encaminhar Este Post

Essa é uma história que eu criei inspirada em dois amigos meus do PSV (Aka Portal Smallville) Barbarela (Aka barb, Barba, Barbie) e No_Way (Aka Dan). Espero sinceramente que vocês não se importem com o fato de: 1) O narrador não ter nome; 2) A personagem não se chamar Chris. (O sono me impediu de raciocinar direito!). Enfim, espero que vocês gostem!


 

Era mais um daqueles dias chatos em que eu simplesmente não tinha tempo nem sequer de lembrar de respirar, mas para a minha sorte, era sexta feira, e estávamos combinando de ir festejar o aniversário da Ana em uma das várias discotecas da cidade. Eu, sinceramente, iria apenas para “dar o ar da graça” pois minha vontade mesmo era apenas de ficar em casa lendo um bom livro (Aliás, estou completamente desatualizado em relação à leitura), pois quando você se vê em meio aos problemas de pessoas que você não conhece, esquece um pouco de ler romances para ler, laudas e mais laudas de processos. Mas naquela sexta, estava aproveitando, já que Ana era a responsável pelos momentos mais lights e descontraídos do escritório.

Sai alguns minutos mais cedo para poder pegar alguma loja aberta e comprar alguma coisa para Ana. O problema era que ela gostava de tudo. Ana era daquele tipo de pessoa que se você desse uma caneca bic ela festejaria da mesma forma que um carro de última geração, por exemplo. Estranhamente eu estava até animado para esse aniversário. Estava tentando imaginar a sua feição quando olhasse para o espaço decorado com coisas afins a ela.

Cheguei a uma loja e acabei escolhendo alguma bijuteria, dessas que as mulheres têm usado bastante, devido ao fato de estar na novela das oito. Eu ainda não entendo porque essas coisas pegam mais fácil que gripe. Enfim, era um brinco de argola, não tão grande, já que parecia que ela não gostava de coisas muito chamativas.

Cheguei ao meu apartamento, cansado, sem dúvida, mas a cada hora que passava e chegava perto da hora marcada eu ficava mais animado. Fui direto para o banheiro para tomar banho. Quando saí do banho, notei que minha vida social estava um pouco prejudicada, pois eu só possuía roupas mais sociais (Essa vida de advogado às vezes é fatigante). Então, escolhi uma camisa social amarela e uma calca preta (Tudo bem, eu estava parecendo uma abelha, mas foi a melhor coisa que eu pensei para não parecer assim tão... tão... Advogado).

Sai e fui para a tal discoteca. Não ficava longe e a turma do escritório resolveu alugar uma parte somente para a nossa turma. Éramos uma turma bem grande até, acho que por alto assim, deveria chegar facilmente à 15 pessoas. Quando eu cheguei, algumas pessoas já estavam lá, inclusive Ana, que facilmente era a mais divertida entre todos os presentes. Ela veio em minha direção e foi quando eu notei o quanto aquela pequena era graciosa. Sorrio de maneira abobalhada e fui cumprimentá-la.

Ela veio feliz e saltitante para perto de mim e me abraçou. Quer dizer, eu interpretei aquele abraço desajeitado na minha cintura como uma tentativa patética de um abraço. O problema que eu realmente sou bastante reservado (as pessoas falam que é um nome bonito para tímido) e não estou acostumado, ainda, com a espontaneidade dela.

Fui sentar-me próximo ao meu colega de mesa, eu gostava dele, era tão calado quanto eu, mas divertido. Não gostava muito de falar dele, mas mesmo assim, eu simpatizava com o rapaz. O problema desse tipo de reunião, é que geralmente acaba quase sempre com os assuntos relacionado ao trabalho, por mais que não quiséssemos à primeira vista.

Claro que, quando Ana notou, correu para o nosso lado para tentar fazermos mudar de assunto. O que, as gargalhadas acabamos fazendo. Tenho que admitir que ela, quando irritada,

Postado por vanessa.sc às 00:05:40
  | Encaminhar Este Post

PARTE II

fica com uma cor bem corada no rosto, tornando sua beleza ainda mais destacada. A festa estava indo até bem, quando notei que Ana ficou desanimada e por mais que eu não quisesse, a forma como ela estava com o olhar, me incomodava demais. Eu nunca havia visto Ana daquela forma, e o instinto de ir lá conversar, para saber o que estava acontecendo estava mais forte. O problema era que ela não saia de perto das amigas mais íntimas. Observando bem, parecia que elas estavam dando conselhos a ela. Aquilo me incomodou mais ainda.  Falei para meu colega que iria pegar alguma coisa para beber e ofereci algo. Ele, por mais calado que fosse, era bastante observador. Falou que não era preciso nada e foi se reunir com outras pessoas do escritório.

Fui para uma parte mais afastada da discoteca, uma espécie de varanda, onde a música não parecia tão alta e fiquei observando as estrelas. Daquele ponto da cidade, até dava para notar o quanto o céu, mesmo com uma linda lua brilhando, estava estrelado. Uma situação atípica, eu sei, mas ainda assim, linda de se observar.

- Noite bonita, não é? – A voz de Ana atrás de mim, por um minuto me assustou.

- Ana, sim, muito bonita! – Falei ao olhar para o interior dos olhos dela. Naquele momento me senti a pessoa mais cafajeste do mundo por flertar com uma colega de trabalho. O pior foi que ela percebeu quando sorriu e falou:

- Eu estava falando da noite!

- Desculpe Ana, acho que é o efeito do álcool.

- Tudo bem, eu não fiquei chateada.

Eu notei o quando ela era baixinha quando ela veio ficar ao meu lado.

- Então, você foi “o cabeça” para essa festa surpresa?

- Bingo! Você me perdoa?

- Perdoar? Não há o que perdoar, eu simplesmente estou adorando tudo isso. Quer dizer, quase tudo.

O olhar distante e triste voltou novamente. Agora que estávamos sozinhos, podia tentar uma maior aproximação.

- Por que quase? Seu namorado não pode vir?

- Namorado? Eu não tenho namorado.

De alguma forma aquela informação fez meu coração ter batimentos acelerados.

- Então, você está solteira? Como uma mulher linda com você pode estar solteira?

- É porque parece que o cara de quem eu estou gostando, não tem afeição por mim.

- Impossível. Ou ele é desligado demais ou então é... Bem... Veado. – Meu comentário fez com que Ana desse um belo e sincero sorriso. – Que bom, você voltou a sorrir.

- Não acho que ele seja nem uma coisa, nem outra. Ele é apenas bastante tímido. Engraçado que, para um advogado, ele deveria ser menos tímido.

Ela falou olhando para dentro dos meus olhos. O olhar dela me deixou paralisado da cintura para baixo.

- E eu fico pensando... – Ela falou se aproximando de mim -... Como deve ser o beijo dele.

- Eu... Eu acho que somente ele deve responder isso pra você!

- É... Eu acho também.

Tudo aconteceu tão rápido que eu simplesmente não notei quando ela chegou perto, puxando minha gravata levemente desfeita, ficando nas pontas dos pés e me beijando!

Postado por vanessa.sc às 00:01:16
  | Encaminhar Este Post

Humor Atual

Meu Perfil

Links

. Blog do Uol
. Letras de Musica
. Martha Falcão
. Omelete
. Cinema com Rapadura
. Cinemais
. Cinemark
. UFAM


Nome: Vanessa Carvalho

Nascimento: 28 de Janeiro

Signo: Aquário

Cidade: Manaus/Amazonas

Twitter: @Nessasc

Twitter²: @Filmes_Livros

Profissão:

Férias vitalícias. Terminei de escrever um livro chamado "Anos Incríveis" e pelo que parece vai sair mais cedo do que eu pensava, só falta eu deixar de ter preguiça e começar a passar para o computador.




Frase: "Can you put a price on your dreams?"


Gosto:

Eu gosto de estar com as pessoas que gostam de mim, gosto dos meus amigos, são poucos, mas eles são importantes pra mim. Estou apaixonada, muito, e estou muito feliz.Sou desconfiada, ciumenta (apesar de conseguir esconder até que bem isso das pessoas), seletiva nas minhas coisas, não perdoo fácil as pessoas quando me ofendem ou alguém que eu amo, tenho pouca paciência, não posso negar e sou bastante racional, dificilmente me deixo ser levada pelas minhas emoções. Mas sou muito chorona, choro em desenho animado, novela mexicana (FATO), quando estou triste, e também quando estou feliz. Choro em livros (Calafrio foi o último que eu chorei) e adoro escrever.



Odeio:

Injustiça e mentira, acho que essas duas palavras resume bastante como eu sou no cotidiano.




Filme:

Um filme que resume bem meu gosto por tudo na vida é Orgulho e Preconceito... Sim o sarcasmo, pra mim, mostra muito do sentimento não dito entre duas pessoas. Mas eu gosto também de filmes antigos como "Casablanca" e "Bonequinha de Luxo" (Ainda está para nascer alguém como a Audrey linda Hepburn. Gosto de filmes de ação, romance, drama, desenhos. Ainda estou em dúvida em relação às comédias românticas. Acho que elas deixaram o brilhantismo de Meg Ryan e Tom hanks nos anos 80/90, não inovam mais e sempre é aquela mesma coisa chata. Harry e Sally adoro o final do filme. Filmes do momento como a série Harry Potter (Sim, eu gosto), Saga Crepúsculo eu assisto por ter lido os livros, confesso, não espero muita coisa deles, mas são legais, filmes dos anos 80? Clube dos Cinco, Primeiro ano do resto de nossas vidas, Curtindo a vida adoidado, Goonies, Gremlins, e por aí vai...



Música:

Trilhas Sonoras de filmes, eu sou particularmente fã. Mas gosto do "The Fray", do "David Cook" (Ganhador do American idol de 2008), "Bon Jovi" (Always), Ana Carolina, Jota Quest, Skank, Emmerson Nogueira (Todos Mineiros - Adoro o sotaque mineiro), Lulu Santos (Ainda a trilha sonora da minha vida, não tem jeito), e claro, coisas que eu trago ainda da minha adolescência como Backstreet Boys. Músicas dos anos 80, do rock nacional sempre me animam.



Livros Lidos:

Crepúsculo (Saga Completa); Orgulho e Preconceito; As areias do tempo; Saga Millennium, O Clube do Filme, Anjos e Demônios, Calafrio, Feios, A menina que roubava livros, Dançando no ar, Wake.



Livros para Ler:

Fallen, Swoon, Símbolo Perdido, Coração Ferido, A Guardiã da Meia-Noite, Para Sempre, Lua Azul, O legado da Caça-Vampiros, A Princesa e o Gelo, e mais alguns que eu não lembro.



Lendo: Um beijo do destino.








:: Vanessa's Link::





Arquivo

01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

Votação

[Avalie Este Blog]

Indique Este Blog

[Clique Para Indicar]

Visitas

Créditos

[ Layout ]
VICKYS.com.br
VICKYS.com.br

[ Powered by ]

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular