Crônica em defesa dos Geeks! (Parte I)

 Há algum tempo eu vinha pensando no que escrever. Sim, às vezes, como vocês bem sabem, me falta assunto e criatividade, para escrever (motivo este de o meu livro ainda não ter saído do quarto capítulo). Hoje quando eu acordei (diga-se de passagem, às 7 da manhã), fiquei pensando em Guerra nas Estrelas, sim, o motivo maior de eu ter virado cinéfila (Todo cinéfilo tem o filme que o fez ser um), e de toda a filosofia por detrás dos efeitos especiais. Sim, há filosofia dentro do mundo de George Lucas, pena que poucas pessoas se dão conta disso ao falarem que não gostam da saga.

Claro, não nego que pensar em Guerra nas Estrelas é simplesmente viajar nos grandes efeitos especiais da empresa do Lucas, principalmente quando falamos da segunda trilogia (e ironicamente a primeira parte da história), mas há também uma boa dose de “parar para pensar” no que está se passando na tela, principalmente nessa segunda trilogia.

A primeira, como todos sabem, conta a história de Luke Skywalker (Nome este responsável por muitos “Lucas” que existem por aí no mundo) e sua trilha para chegar a ser um mestre Jedi brilhantemente mostrado em “O Retorno de Jedi”. Esse personagem não só fez a fama (mesmo que momentânea de um jovem Mark Hammil) como também de várias menininhas da época. Pensem que Luke Skywalker seria mal comparado com... Digamos... Um Edward Cullen dos anos 80, já que foi motivo de suspiros de muitas garotas e de um não tão conhecido Harrison Ford e seu imortal Han Solo. Bem, temos ainda a Princesa Leia, irmã de Luke e namorada de Han, que foi encontrada prisioneira do sith Darth Vader.

Bem, aí começa literalmente o assunto dessa pequena (será?) crônica. O Vader. Quando ele apareceu e eu o vi pela primeira vez eu simplesmente vi um homem vestido de preto com uma mascara engraçada (já que foi aos 10 anos que eu assisti pela primeira vez o episódio IV), mas à medida que eu ia crescendo o Vader teve um significado diferente para mim, tanto que se me perguntarem não tenho medo de responder que ele é o meu personagem preferido do cinema, e o mais complexo também. Fiquei intrigada em querer conhecer a história do antigo Jedi que foi seduzido pelo lado negro da força e que traiu a ordem Jedi e seu melhor amigo Obi Wan Kennobi. Os motivos que o levaram a isso demoraria 20 anos para sair do papel (Literalmente). Ao mesmo tempo que eu tinha raiva daquelas coisas todas que ele fazia (E confesso que um pouco de medo também) eu ficava fascinada com todos aqueles poderes! Acho brilhante o lance de ele apenas com a força do pensamento matar uma pessoa sufocada.

Então, depois de 20 longos anos, começou a se falar novamente de Star Wars (Já não mais Guerra nas Estrelas simplesmente). E seus relançamentos em home vídeo remasterizados e com novas cenas. Foi estranho rever NO CINEMA aos três primeiros filmes e mesmo assim, deu pra ter o gostinho de como na época assistir a um filme inédito! Em 99 chega às telas, A Ameaça Fantasma (Nome de desenho japonês, eu sei) contando a história do pequeno Anakin, feito escravo e descoberto por dois Jedis. Um deles, um jovem e promissor cavaleiro jedi chamado OBI WAN. Aí começa uma história de respeito, amor, ódio, culpa... Entre esses dois personagens. Anakin se afeiçoa a senadora da república Padmé Amidala. Ela lembrava a sua mãe e se sentia protegido perto dela. O filme em si não é lá grande coisa, mas foi bom ver o início da história do maior guerreiro Sit da República. Vemos também um personagem bem misterioso, um senador, que simplesmente para quem é fã da série, descobre o segredo dele, nos primeiro segundos em que ele aparece.

Postado por vanessa.sc às 19:30:33
  | Encaminhar Este Post

PARTE II

Então, veio O Ataque dos Clones, e é aí que toda a história do Vader começa. Anakin já mais velho reencontra Padmé depois de 10 anos e o que ele achava que fosse apenas admiração se tornou num forte e intenso amor. Tão intenso que começou a consumir Anakin aos poucos. Jedi não pode ter outro tipo de sentimento tão forte assim. Aliás, ele não pode se apaixonar ou se relacionar. Mas ambos ignoram esse detalhe e se entregam a uma forte, bonita e intensa paixão (Claro sem cenas apelativas). Ele ainda tenta entender que não pode ficar ao lado dela, mas no final, ele sucumbe a tão forte amor. Ela idem, o amor que um sente pelo outro é tão intenso que eles quando separados ficam fracos.

Percebendo isso, o imperador (Sim, ele já existe nessa época) começa a usar isso contra o Anakin. Primeiro, traz o personagem para mais perto dele para, assim, controlar as emoções do Anakin da maneira que melhor quiser. Esse controle vai desde o ódio implantado pelo Obi Wan (Que se tornou seu mestre) e pelo medo que o Any tem de perder as pessoas que ama, principalmente a mãe e a Padmé. E é aí que o Anakin perde, principalmente depois que ele vê a sua mãe morrendo em seus braços.

Em A vingança dos Sith foi simplesmente o resultado das ações tomadas no segundo filme. Padmé se encontra grávida (Eles se casaram em segredo) de Anakin e constantemente ele tem sonhos de ver Padmé morrendo na hora do parto. Claro, simplesmente foi coisa do Imperador, mas ainda assim, deixou Anakin fraco e mais propício para o lado negro da força. Mas, ao mesmo tempo, ele se tornou arrogante, mesquinho e prepotente por ser, de longe o Jedi com mais poderes. Porém, ainda apenas cavaleiro, ele anseia por mais poder (para assim poder trazer paz para toda a galáxia – Ok, a intenção é boa, mas sinceramente, não tem desculpa) e poder salvar sua amada Padmé. Os conflitos com Obi Wan também começaram a se intensificar. Vemos um grande amor e respeito se tornar em ódio puro, até porque, Anakin culpa Obi Wan por ter perdido sua tão preciosa Padmé, já que ele havia decidido afastar os dois. É quando eu vi uma das cenas mais emocionantes do cinema moderno (pelo menos para quem entendeu toda a coisa do filme) Anakin e Obi Wan duelando com seus belos sabres de luz em meio a lavas de uma fábrica. Dói você ver um amor tão grande se tornar em puro ódio. Quando Obi Wan grita: “Era para você destruir os Sith e não se juntar a eles, eu amava você como um irmão” e o Anakin grita de volta: “Eu odeio você!” é de partir o coração. Foi justamente nesse momento que Anakin é consumido pela lava e fica entre a vida e a morte. Nesse momento, o imperador, vitorioso, faz uma série de experimentos e nós simplesmente vemos Darth Vader nascer! Mas, com uma pequena diferença... A primeira coisa que ele faz ao acordar é perguntar: onde está Padmé? E o imperador, com toda sua crueldade afirma que ela morreu, juntamente com SEU FILHO. Sim, padmé morre, mas de tristeza. Ela simplesmente morreu porque não poderia viver sem seu eterno amor. Mas, da a luz a duas crianças – um casal de gêmeos (Essa parte poderia ter sido mais bem feita).

Eu fiquei de boca aberta com toda essa intensidade do filme. De longe foi o melhor filme de toda a saga, superando inclusive o “I AM your father” do Vader para o Luke. Somente para quem simplesmente assistiu aos três primeiros filmes entende dessa forma os três segundos, porque, simplesmente, ele passou a vida dele, enquanto “máquina” pensando em seu grande amor. Meus olhos nunca mais foram os mesmos depois da primeira parte da história.

Beijos Gelados.

Postado por vanessa.sc às 19:29:16
  | Encaminhar Este Post

Caramba, sempre tem que haver alguma coisa para estragar um momento bacana da nossa vida né? Sabem o que realmente me deixa verdadeiramente chateada? Falta de consideração!

Estranho é que cada vez mais, as pessoas estão cometendo essa barbaridade, sério. Gente qual é o problema de você simplesmente agradecer uma ajuda, ou coisa assim? Quer dizer, dói você falar: Obrigada pela ajuda? Eu acho que não, quer dizer, é tão simples: Obrigada! Pronto, simples assim.

Mas não, cada vez mais as pessoas se fecham em seu mundo e esquecem de agradecer, quer dizer, “obrigada” está se tornando uma palavra extinta e sabem por que? Ninguém mais usa! Você ser educado nos dias de hoje, simplesmente é ser idiota, otário ou coisa do gênero.

Enfim... Esse post é apenas para desabafar mesmo! Estou com dor de cabeça por estar tão chateada, mas é como um amigo meu acabou de me falar: simplesmente não vale a pena ficar chateada por alguém que simplesmente não teve o mesmo tipo de educação que eu. Simples assim!

Mas FATO, tenho que deixar de ser idiota de querer ajudar todos.

Beijos Gelados

Postado por vanessa.sc às 18:16:34
  | Encaminhar Este Post

“O que faz você feliz?
A lua, a praia, o mar.
Uma rua, passear.
Um doce, uma dança.
Um beijo ou goiabada com queijo?
Afinal, o que faz você feliz?
Chocolate, paixão
Dormir cedo, acordar tarde
Arroz com feijão, matar a saudade
O aumento, a casa, o carro que você sempre quis
Ou são os sonhos que te fazem feliz.
Dormir na rede, matar a sede
Ler ou viver um romance
O que faz você feliz?
Um lápis, uma letra, uma conversa boa
Um cafuné, café com leite, rir a toa
Um pássaro, um parque, um chafariz
Ou será o choro que te faz feliz?
A pausa para pensar
Sentir o vento
Esquecer o tempo
O céu
O sol
Um som
A pessoa
Um lugar.
Agora me diz o que faz você feliz!”

OBS: Texto do comercial da rede Pão de Açúcar (Que na boa só tem nome mesmo) declamado (?) pelo Arnaldo Antunes acho que foi ao ar no ano passado!

Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 07:39:13
  | Encaminhar Este Post

Um Dia


Um dia descobrimos que beijar uma pessoa para esquecer outra é bobagem.

Você só não esquece a outra pessoa como pensa muito mais nela...

Um dia percebemos que as melhores provas de amor são as mais simples...

Um dia percebemos que o comum não nos atrai...

Um dia saberemos que ser classificado como o "bonzinho" não é bom...

Um dia perceberemos que a pessoa que nunca te liga é a que mais pensa em você...

Um dia saberemos a importância da frase: "Tu te tornas eternamente responsável por aquilo que cativas..."

Um dia percebemos que somos muito importantes para alguém, mas não damos valor a isso...


Enfim... Um dia descobrimos que apesar de viver quase um século esse tempo todo não é suficiente para realizarmos todos os nossos sonhos, para beijarmos todas as bocas
que nos atraem, para dizer tudo o que tem que ser dito naquele momento.

Não existe hora certa para dizer o que sentimos se quem estiver te ouvindo não te compreender, não te merecer...

O jeito é: ou nos conformamos com a falta de algumas coisas na nossa vida ou lutamos para realizar todas as nossas loucuras...

Quem não compreende um olhar tampouco compreenderá uma longa explicação.


Mário Quintana

 Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 07:59:04
  | Encaminhar Este Post

“O mundo através das palavras de LUTO”

O mundo da música ficou um pouco mais triste hoje. Michael Jackson morreu, aos 50 anos, após sofrer uma parada cardíaca em sua casa em Los Angeles.

Notícia do UOL.

“O cantor e compositor Michael Jackson, 50, morreu na tarde desta quinta-feira (25), após sofrer uma parada cardíaca em sua casa, em Los Angeles. Segundo o jornal "Los Angeles Times", os médicos confirmaram a morte do cantor, que teria chegado ao local em coma profundo.

De acordo com o jornal, Jackson não estava respirando quando os paramédicos chegaram a sua residência, em Holmby Hills, por volta das 12h20 (horário local). Michael recebeu uma massagem cardiopulmonar ainda na ambulância e seguiu direto ao hospital da Universidade da Califórnia, que fica a dois minutos da casa do cantor.

O cantor se preparava para uma série de 50 shows em Londres, que começaria em 13 de julho.

A temporada de apresentações, intitulada "This Is It", estava originalmente marcada para começar no dia 8 de julho, mas foi adiada pelos organizadores em cinco dias por questões de logística.

Os adiamentos alimentaram as especulações de que Jackson estaria com problemas de saúde. Segundo a agência de notícias EFE, o presidente da produtora da turnê, Randy Phillips, avisou que o adiamento não teria "absolutamente nada a ver com a saúde" do cantor. Em dezembro do ano passado, o jornal sensacionalista "The Sun" publicou que Michael Jackson estaria com câncer de pele, mas a informação foi negada no mesmo dia.

Colocados à venda em março, os ingressos para as apresentações de Michael Jackson em Londres se esgotaram em apenas cinco horas. De acordo com cálculos da revista norte-americana "Billboard", os shows poderiam render mais de US$ 50 milhões ao cantor.”

FATO: Fiquei chocada quando li a notícia. Tudo bem que há tempos ele não vinha em sua melhor fase, tanto pessoal, quanto profissionalmente. Mas saber que os ingressos esgotaram em cinco horas deve ter sido bom pra ele!

Postado por vanessa.sc às 17:44:13
  | Encaminhar Este Post

Cinema Notícia 1

Johnny Deep quer ser Charada no próximo Batman (Isso se ele realmente acontecer)!

 

O astro Johnny Depp (do ainda inédito "Inimigos Públicos") revelou ao site da MTV norte-americana que gostaria de viver o vilão Charada na continuação de “Batman: O Cavaleiro das Trevas”, até agora conhecido apenas como "Batman 3". "Parece que seria muito bom. Sempre gostei do Charada", disse.


Se apenas sua vontade garantisse o papel, com certeza já estaria confirmado o vilão do longa. "Sempre gostei de Frank Gorshin (ator que interpretou o Charada na série “Batman” dos anos 60). Frank Gorshin foi brilhante, sempre pensei que ele era um grande ator. Se a oportunidade vier, eu seria definitivamente como ele," conta Depp.


Nenhuma informação sobre possíveis vilões foram mencionadas pela Warner Bros.. Inclusive, a última notícia acerca de “Batman 3” é a possibilidade da desistência do diretor Christopher Nolan que, com a morte de Heath Ledger (“10 Coisas que eu Odeio em Você”) teria suas ideias interrompidas.


Depp está bastante ocupado agora com "The Lone Ranger," "Piratas do Caribe 4" e muitos outros projetos que ainda estão em produção, como “Alice no País das Maravilhas” e “The Rum Diary.”

 

Em declaração ao MTV News, o ator Christian Bale ("O Grande Truque") disse que um terceiro filme da nova franquia do personagem Batman, que começou com "Batman Begins", pode não acontecer.

 

"Eu realmente não sei se nós vamos ver um outro filme do Batman. Chris (Nolan, diretor dos outros dois filmes) precisaria encontrar uma história que fosse boa o bastante. Se ele não encontrar, não irá acontecer", disse Bale.


Os rumores ainda dizem que a Warner Bros. já estaria planejando uma lista de possíveis diretores que substituiriam Nolan, caso ocorresse a sua saída, o que indica que o estúdio quer um novo filme do Batman, com ou sem Nolan. Quando perguntado se ele retornaria ao papel mesmo sem o diretor, Bale respondeu: "Eu não quero nem pensar no assunto. Não acho que vá mesmo ter um terceiro".


Na semana passada, rumores na internet indicavam que o diretor de "Batman - O Cavaleiro das Trevas" não retornaria para um terceiro filme e que a morte do ator Heath Ledger ("Os Irmãos Grimm") não apenas abalou Nolan emocionalmente, como frustrou os planos do diretor em trazer o Coringa para mais um longa.

 

(Na boa, o que esses atores tem contra os filmes pipoca? Cara, todo mundo fala que o Batman dele foi um dos melhores e que foi graças a ele que houve uma nova visão para o morcegão e tanto ele quanto o diretorzinho ficam com c& doce para um terceiro filme. Sinceramente, quando começa assim é melhor mudar todo o elenco – FATO)

 

Notícias do CCR

 

Beijos Gelados.

Postado por vanessa.sc às 18:24:05
  | Encaminhar Este Post

Cinema notícia 2

2010 – Academia anuncia que terá 10 filmes na corrida para a estatueta de melhor do ano!

(Notícia do CCR)

Em comunicado oficial divulgado nesta quarta-feira, 24, os organizadores do Oscar informaram que a partir de 2010 a categoria melhor filme contará com dez concorrentes e não cinco como acontecem há mais de dez décadas. Em entrevista coletiva em Los Angeles, o presidente da Academia de Ciências e Artes Cinematográficas dos Estados Unidos, Sid Ganis, anunciou que a mudança reflete a volta a pontos da origem da premiação.


"Depois de mais de dez décadas, a Academia vai retomar algumas de suas raízes, quando o quadro de indicados para o prêmio principal era maior. No final das contas, é claro, o resultado será o mesmo... um vencedor como melhor filme... mas a disputa até a reta final será com dez, não apenas cinco filmes a partir de 2009", afirma Ganis.

 

Tal mudança é significativa, já que nos dez primeiros anos de premiação a cerimônia contava com mais de cinco filmes concorrentes, e durante nove anos foi realizada com dez filmes na disputa. O último ano em que isso ocorreu foi em 1943, na 16ª edição do Oscar, que teve como grande vencedor o filme "Casablanca", estrelado por Humphrey Bogart e Ingrid Bergman.

 

(Nota da cinéfila: Isso pra mim só diz que ano que vem a ceromônia será um pouco mais longa do que vem acontecendo há alguns anos. Se ao menos houvessem filmes dignos de serem ao menos concorrentes da premiação eu estaria pulando de alegria agora FATO)

 

Beijos Gelados!

Postado por vanessa.sc às 18:16:20
  | Encaminhar Este Post

Era um daqueles dias em que ele não queria saber de sair de casa. Primeiro estava chovendo e era uma delícia ficar na cama quentinha com o quarto escuro escutando a chuva lá fora. Depois, porque depois da noite anterior ele sinceramente não estava com um animo muito grande para sair de casa.

O que aconteceu foi que... Há um tempo ele foi para uma festa legal, e conheceu uma garota legal, que logo ele notou que era ela... Tornaram-se amigos, daqueles que trocam confidencias de maneira mais natural possível. Depois porque era fácil ficar perto dela! Ela deixava tudo tão simples que o mais complicado problema praticamente se resolvia sozinho. Era fácil gostar dela. O problema era que ele tinha aquela péssima mania de afastar as pessoas que ele amava e só ficava perto das que ele não amava. Bem... na verdade o que ele sentia por ela era uma coisa tão intensa que sinceramente, ele estava com medo de sentir aquilo.  E foi então, que ele percebeu que ele a havia perdido, pois ela estava andando para cima e para baixo com um perdedor de marca maior (coisa que ele ainda não entendia como ela conseguia ficar perto dele). Isso o deixava deprimido! E com raiva, dele, dela e do idiota que estava com ela.

Ele se levantou, afinal de contas, ainda era quarta feira e ele precisava trabalhar. Naquele dia ele fez tudo automático... Bem, não tudo, fez tudo automático até escutar a voz dela chegando. Ele ficou na dele, mal deu bom dia para ela. Na verdade ele queria correr e abraçá-la, porém ele se conteve... De novo.

Ela ficou ali, olhando para ele de longe. Mal sabia ele que todas as vezes que ela o avistava, seu coração pulava de maneira descontrolada, tão descontrolada que ela tinha medo que todas as outras pessoas pudessem escutá-lo. Ela se notara apaixonada por ele na mesma festa legal, quando ele chegou com seu sorriso arrasador, e toda sua segurança não conhecida. Nossa como ela o amava, como ela ansiava pelos beijos dele, e como ela ficava cada vez mais triste em saber (ou pelo menos achar) que ele não a amava da mesma forma. E havia ficado claro para ela, já que ele agora mal a cumprimentava. Então, mesmo completamente apaixonada por ele, ela decidiu seguir sua vida e arrumou um namorado. Bem não era ele, mas ao menos o namorado fazia companhia nas idas ao cinema.

Ele havia notado que naquela quarta ela estava mais cansada que o normal! Ela vinha trabalhando demais e isso a estava prejudicando. Ele até tentou fazer com que ela ficasse mais dias em casa, mas ela preferia ir trabalhar (até para poder ficar mais tempo ao lado dele). Ele estava preocupado pelo fato de saber que ela estava se recuperando de uma gripe.

Foi quando aconteceu. Uma antiga namorada dele estava de volta à cidade e passou para dizer um oi. Elas não se gostavam desde a época do colégio e foi o suficiente para deixá-la completamente mal com isso, pois a antiga namorada chegou já dando um beijo de cinema nele (o que, para ela aparentemente ele havia adorado). Ela resolveu sair naquele momento da loja para não presenciar mais aquilo.

O que ela não viu foi que ele simplesmente mandou a ex embora. Pelo canto do olho ele a avistou saindo de maneira estranha da loja. Quando olhou para o relógio viu que já estava no horário deles e resolveu ir atrás dela. Nem ele entendia porque estava tão desesperado assim para encontrá-la, mas ele sabia que estava precisando ter essa conversa com ela há tempos. Aquele era o dia.

Ele sabia que ela não tinha carro e ao chegar ao seu, notou que ainda estava chovendo. Pelo que deu pra notar, provavelmente ela estava andando na chuva. Ele começou a se preocupar de verdade, já que ela ainda não estava 100% curada da gripe. Foi quando ele, desesperado pelo trânsito lento que estava fazendo, estacionou o carro em um parque e saiu à procura dela debaixo da chuva mesmo.

Ele a encontrou caminhando sem destino pelo parque. Quando ela o avistou tratou de dar meia volta e sair andando mais rápido. Mas ele era mais alto e mais rápido que ela e logo a alcançou.

“Afinal de contas, o que você pensa que está fazendo? Você está ficando maluca? Nem se recuperou da gripe e já quer pegar outra?”

“Você... O que você está fazendo aqui?”

“Procurando você, não é óbvio? Vamos, vamos sair dessa chuva!”

“Não... Quer dizer, eu vou sair dessa chuva, mas não com você!”

“O que deu em você? Por que saiu daquela maneira da loja? Eu...”

Eles, que até então estavam gritando um com o outro pararam de repente e ficaram se olhando por alguns instantes.

“Vá embora” – Ela falou num tom mais baixo. “Sua namorada deve estar lhe esperando.”

“Ela não é minha namorada!” – Ele falou de maneira divertida da acusação.

“Não ria de mim, aquele beijo não foi de brincadeira. Eu nem sei por que estou assim tão preocupada, não temos nada de qualquer maneira”

“Você não notou ainda? Eu estou aqui... AQUI com você e não lá com ela. Eu estou aqui com você na chuva porque eu...”

“O que? Você o que?”

“EU AMO VOCÊ DROGA!”

“...”

“E há muito tempo!”

Antes que ela pudesse falar alguma coisa, ele já estava beijando-a. Foi tão rápido o movimento que ele fez que ela mal teve tempo de pensar. Desde então, eles simplesmente, “lived happily ever after”

Beijos Gelados.

 

Postado por vanessa.sc às 19:58:56
  | Encaminhar Este Post

Esperança

 

Lá bem no alto do décimo segundo andar do Ano

Vive uma louca chamada Esperança

E ela pensa que quando todas as sirenas

Todas as buzinas

Todos os reco-recos tocarem

Atira-se

E— ó delicioso vôo!

Ela será encontrada miraculosamente incólume na calçada,

Outra vez criança...

E em torno dela indagará o povo:

— Como é teu nome, meninazinha de olhos verdes?

E ela lhes dirá

(É preciso dizer-lhes tudo de novo!)

Ela lhes dirá bem devagarinho, para que não esqueçam:

— O meu nome é ES-PE-RAN-ÇA...

Mário Quintana

Postado por vanessa.sc às 18:44:14
  | Encaminhar Este Post

As coisas, enfim, parecem estar entrando nos eixos. Quer dizer, não tão nos eixos assim, mas eu creio que elas apenas diminuíram o ritmo e estão começando a entrar no meu próprio ritmo. Certo, eu sei que as coisas, realmente não estão assim tão bem, mas estão melhores que antes.

Há um ano eu simplesmente estava e isso bastava para mim, hoje? Bem,... Digamos que eu esteja progredindo. Agora neste exato momento em que escrevo esse post, estou rindo, porque, não perco essa incrível mania ser ser um tanto evasiva nas coisas que eu escrevo, mas, se não for algum conto, vocês já estão mais que acostumados de saber que, quando eu desabafo, geralmente falo através de ... sinceramente, nem sei o que é isso que eu escrevo, não sei se são metáforas (que eu sinceramente gosto de pensar que sim) ou então apenas devaneios dessa mente pouco brilhante assim (nada sério que eu queira apagar minhas memórias - os cinéfilos provavelmente entenderão essa minha última frase).

Não sei se estou escrevendo isso para somente atualizar meu blog, ou se é porque eu estou... Bem e feliz (¿), mas veio essa vontade estranha de soltar essas pequenas, mas sinceras palavras de felicidade.

Felicidade, eu sinceramente, tenho medo dessa palavra, pois ela ao mesmo tempo que é intensa, é efêmera para algumas pessoas. Pessoas que tem a lei de Murphy batendo sempre à porta, feito eu. Mas hoje (mesmo sendo domingo e mesmo eu tendo que ir trabalhar daqui há algumas horas) eu estou bem, feliz e tranqüila.

Medos que rondavam minha cabeça, coração e vida, sumiram completamente e pela primeira vez... O sol que está fazendo lá fora está com um brilho diferente. Talvez seja porque, o que deixava meu coração pesado tenha sumido de vez (mesmo deixando algumas seqüelas chatas), não sei. Mas o fato (essa palavra se tornou meu jargão preferido) é que eu sinceramente estou bem.

Ah, quanto ao meu computador... Bem vou atrás da assistência técnica e de algum técnico para instalar algumas coisas nele para mim (Eu sou ET nesses lances de programas), irei consertar o fone de ouvido (sério, computadores, plugs de fones de ouvido e essa que vos escreve NÃO combinam, enfim.)

Engraçado, a música que me inspirou a escrever esse texto, não tem lá muita coisa a ver com ele, mas quem entende uma música afinal? Quer dizer, a letra, por mais clara que ela seja, sempre tem a interpretação pessoal de quem a escuta e uma música que sempre me deixou bem é : “Leave out all the rest” do link park (Da trilha de Crepúsculo - sim, sempre ele) - que diz,numa passagem: esqueça todas as mágoas que você aprendeu a esconder bem. - Esquecer... Vamos ver se eu consigo.

Beijos Gelados.

Postado por vanessa.sc às 09:19:44
  | Encaminhar Este Post

Era mais um dia em que as coisas não haviam saído bem pra ele no trabalho. Pilhas e pilhas de papeis acumulados durante uma semana exaustiva, o deixava completamente de mau humor. E parece que o final de semana seria igualmente cansativo, já que ele estaria viajando. Ah claro, essa viagem foi motivo de incansáveis brigas com a namorada. Ela não queria que ele fosse, afinal seria no final de semana em que completariam 06 meses de namoro firme. Claro, ela não estava contando a época em que só se falavam ao telefone ou programas de bate papos da vida.

Bom, agora eles estavam juntos e a falta que ele fazia pra ela e que ela fazia pra ele ainda não havia passado. Ele não queria ir também, mas a empresa confiava nele, e ele precisava ir, já que queria fazer uma grande surpresa para ela.

Ela? Iluminava o dia dele todas as vezes! Não havia uma única vez que o sorriso dela não trouxesse um momento de paz naquela vida caótica de escritório que ele tinha. Às vezes, sem ela nem ao menos desconfiar, ele acordava mais cedo apenas para ficar olhando para ela dormindo serena, calma e linda... Ele a amava! Isso era mais que verdade. Ela o havia feito descobrir o que era o amor incondicional. Ela sabia disso, mas ele era aquele tipo de homem que podemos classificar como: misterioso que mal fala dos sentimentos. Ela sabia que ele a amava, mas havia a quase certeza de que ela não sabia o quanto esse sentimento era profundo. Ele simplesmente não conseguia colocar em palavras os reais sentimentos que tinha por ela.

À noite, quando estavam se amando, ela sentia isso através do toque dele. Da pele dele e até mesmo da sua respiração, mas às vezes, ela sentia falta de ouvir ele falar umas palavras, por mais efêmeras que elas fossem (não no sentido de não serem verdadeiras, mas sim de serem curtas) em relação ao que ele sentia por ela.

No trabalho? Ele ficava bobo às vezes pensando nela. Agora eles estariam longe um do outro por pelo menos 03 semanas. É, isso estava doendo nele! No dia da viagem eles mal se despediram. Ela queria parecer forte pra ele! Ela entendia que era o trabalho dele e até tentou brincar que estaria fazendo aulas de culinárias (que ela detesta) apenas para poder passar o tempo e aprender um prato gostoso para a volta dele. Eles se abraçaram forte, ficaram abraçados por um breve momento até que ele saiu pela porta! O vazio que ele havia deixado naquela casa, estava tomando conta dela de tal forma que a fez se ajoelhar com dificuldades de respirar! Ele estava segurando uma foto dela que ele tinha no escritório! Ele não sabia, mas essa viagem seria a viagem que o faria ver o quanto ele gostava dela! Gostava tanto que agora estava doendo em lugares que ele nem sabiam que existia dentro dele.

Ao chegar ao destino, antes mesmo de sequer pegar a mala, ligou pra ela. Ao escutar a voz dela... Algo no peito dele apertou de tal maneira que ele precisou de alguns instantes para poder fazer com que sua voz parecesse normal de novo para que ela não ficasse preocupada! Ela estava choramingando do outro lado da linha. Ele queria estar lá com ela, queria poder abraçá-la, queria...

Relacionamentos de internet nunca dão certo! Mas eles são diferentes. Eles não esperavam nada, não tinham nada para perder, então, simplesmente aconteceu de quando se encontraram (Diga-se de passagem, juntamente com o resto da turma) aconteceu o que todas as outras pessoas viviam falando. Eles se completavam. Eles, mesmo que a princípio estivessem “sem jeito” um em relação ao outro, notaram que simplesmente não podiam mais ficar longe um do outro e que a partir daquele momento eles seriam para sempre um do outro. Mais que monogamia corporal, eles haviam evoluído para o campo espiritual! Eles se amavam! Simples assim. E eram fieis a tal sentimento.

Ele, mesmo não suportando, acabou cantando a música que ela mais amava pelo telefone mesmo. Eles estavam tentando religar o computador, mas alguma coisa neles fez com que isso nunca mais fosse usando na relação deles. Então foi quando algo aconteceu. E eu lhes digo... Algo mágico aconteceu... Ele simplesmente começou a falar as coisas que sempre quis falar pra ela, mas nunca conseguira!

- Eu sei... Eu não sou de falar muito sobre o que se passa no meu pensamento, pra falar a verdade, fora o trabalho, eu não sou de falar muito, mas tem coisas que eu simplesmente sinto. Quer dizer, não precisam de palavras concretas para se saber da existência delas. Eu espero que você tenha notado que meu amor por você é dessa forma! Quer dizer, eu sei que você, muitas vezes espera que eu saia espalhando pros quatro ventos, o quanto eu amo você, mas eu sei também, assim espero, que você sabe que as palavras nesse caso não conseguiriam explicar isso o que eu sinto por você. Não, não é nada doentio, claro que não, você me conhece perfeitamente bem para saber que não concordo com isso. Mas o que eu sinto por você, simplesmente, não há palavras para explicar. Simples assim! Certa vez eu vi que amar é simples, você ama a pessoa e pronto. Não tem que ter explicação, mas... Se amar fosse tão simples assim... – Ele suspirou ao telefone – Se amar fosse simples assim, nessa hora... Esse vazio que está dentro de mim... Não estaria doendo tanto, e eu estaria suportando melhor a sua ausência. E o mais estranho é que antes, bem antes, as coisas funcionavam assim com a gente! Mas depois de ver seu sorriso, seu jeito, de sentir seu calor... – Outro suspiro. Ele terminou o desabafo com um eu te amo.

Para ela, o eu te amo dele final, foi o que ela estava esperando esses seis meses! Ela sabia que dificilmente ele conseguiria fazer outra declaração tão perfeita quanto aquela que ela acabara de escutar. Por hora bastava para ela! Afinal... Existe outra coisa tão simples quanto amar?

Beijos Gelados!

*Post feito à pedidos do Dan*

Postado por vanessa.sc às 22:33:23
  | Encaminhar Este Post

Era simplesmente estranho de entender porque as coisas estavam dando tão errado. Onde foi que eles haviam errado afinal de contas? Estava tudo indo tão bem, até que... Mudou.

Ela estava saindo para mais um dia de trabalho, no qual, sabia que seria cansativo, por vários motivos. Primeiro porque era segunda feira, e ela não entendia, porque, justamente no dia internacional da preguiça, ela teria tanto trabalho. Ele... Enfim, ainda teria um tempo para ficar curtindo a cama. Na escala da empresa, hoje ele teria que chegar lá pelas 10 da manhã.

“Comece a dar aulas que você também terá um horário assim, flexivel” – Ele falava todas as vezes que ela ficava reclamando.

Nesse dia, ela achava que estava de TPM, coisa que ela odiava. Se nem ela conseguia se atuar, imagina as outras pessoas, e o pior, ela hoje teria que ficar no atendimento ao público, coisa que ela não gostava muito. No dia anterior eles haviam brigado, tarde da noite, antes de dormir. Pior, eles haviam brigado, tarde da noite, antes de dormir, depois de fazerem amor. Ela sempre detestava essas coisas, odiava brigar com ele e ainda mais depois de fazerem amor. É sem sentido! Mas era sempre o mesmo assunto: mudança, casamento... Ele queria, mas ela sentia medo disso. A mesma coisa de sempre:

“Por que você não pode deixar as coisas simplesmente como elas estão?”

“Por que você não quer casar comigo de uma vez?”

Bastava isso para eles virarem para o lado e só se darem ‘bom dia’, ‘até logo’... Coisas assim.

Ela estava há algum tempo trabalhando, atendendo uma senhora que insistia em não entender um simples procedimento da empresa... Haja paciência, ainda mais quando se está na TPM.

“Não, Sr, deixe eu tentar lhe explicar novamente, neste estabelecimento, não se faz tal serviço, mesmo que tenham falado para a senhora que nós fazemos. Isso provavelmente a senhora poderá encontrar em alguma tipografia ou coisa do gênero...”

Ele ficou distante, vendo a cena toda. Seria cômico se ele não soubesse que ela estava completamente irritada com a velha que não entendia um pingo no “I” que ela estava explicando. Como ele sabia que ela estava pensando isso? Simples, ele a conhecia bem, mas também, ela de segundo em segundo, ficava com o tique que ela tinha. Ele achava lindo, mas ao mesmo tempo ficava preocupado de ela se machucar com essa eterna coceira atrás da cabeça. Quando ela terminou de atender a mulher, que aparentemente parecia ter entendido as normas da empresa ele se aproximou.

Ele se aproximou sem parar de olhar para ela. Ela já havia dito a ele para ele não aparecer assim, tão repentinamente no trabalho, primeiro porque o chefe dela não gostava muito, depois porque ele a deixava sem jeito com esse olhar. Mas mesmo assim, ele se aproximava cada vez mais. E cada vez mais ela ficava com o coração batendo mais rápido. Ele chegou perto e ficou em sua frente. Ele sabia que ela logo iria começar a falar, as eternas perguntas do tipo “o que você está fazendo aqui?” Baito, irritado e completamente encatador. Antes que ela começasse a falar, ele tratou de explicar porque ele estava ali, parado, em sua frente.

“Eu sei, você está com raiva. Aliás, eu sei que você dormiu com raiva. Eu sei que você não gosta nem um pouco de tocar nesse assunto, ainda mais aqui, na frente dos seus colegas de trabalho. Eu sei que você está pensando que eu estou fazendo isso apenas para fazer com que você nao fuja, e que está pensando que eu estou louco. É, talvez eu esteja realmente ficando completamente louco. Mas você trouxe vida para uma vida que não existia! Quer dizer, você me trouxe vida. Antes de você eu simplesmente e aparentemente estava apenas... Vivendo. Sim, eu sei que você tem receio de mudança e que você acha que toda a mudança geralmente não é boa. É... Acho que eu tenho que concordar que algumas mudanças realmente não são boas, mas... Eu estou aqui, eu sempre estive aqui, você sabe disso, eu sinto. Quando estamos juntos, eu sinto seu coraçao bater forte, como, aliás, ele deve estar batendo agora. Sei também que você está apenas com medo, e que... Não, por favor me deixe terminar...” – Ele falou quando notou que ela estava prestes a falar alguma coisa – “... Você mudou minha vida, você trouxe alegria e sentido à minha vida e eu não vejo motivos de não estar com você... Eu não vejo motivos para não estamos juntos... E eu também, não vejo motivos...” – Falou ele metendo a mão dentro do bolso da calca jeans e se ajoelhando, enquanto ela ia se levantando completamente branca e assustada- “Para não fazer essa perunta a você agora. Você quer casar comigo?”

Ela ficou olhando para ele ali ajoelhado na frente dela, olhando nos olhos dela, com as mão sobrepostas segurando uma caixinha com um descreto, porém encantador, anel de noivado pensando na loucura que ele estava fazendo em se submeter a uma cena ridículas dessa apenas para fazer uma simples pergunta que ela recusaria. Mas, ao abrir a boca, o som que saiu da boca dela foi outro. A razão dela realmente disse para ela falar “não”, porém, saiu um sonoro “sim”. Eles estavam prontos, e ela... Bem, ela agora podia dizer que realmente era feliz!

Postado por vanessa.sc às 18:39:12
  | Encaminhar Este Post

Humor Atual

Meu Perfil

Links

. Blog do Uol
. Letras de Musica
. Martha Falcão
. Omelete
. Cinema com Rapadura
. Cinemais
. Cinemark
. UFAM


Nome: Vanessa Carvalho

Nascimento: 28 de Janeiro

Signo: Aquário

Cidade: Manaus/Amazonas

Twitter: @Nessasc

Twitter²: @Filmes_Livros

Profissão:

Férias vitalícias. Terminei de escrever um livro chamado "Anos Incríveis" e pelo que parece vai sair mais cedo do que eu pensava, só falta eu deixar de ter preguiça e começar a passar para o computador.




Frase: "Can you put a price on your dreams?"


Gosto:

Eu gosto de estar com as pessoas que gostam de mim, gosto dos meus amigos, são poucos, mas eles são importantes pra mim. Estou apaixonada, muito, e estou muito feliz.Sou desconfiada, ciumenta (apesar de conseguir esconder até que bem isso das pessoas), seletiva nas minhas coisas, não perdoo fácil as pessoas quando me ofendem ou alguém que eu amo, tenho pouca paciência, não posso negar e sou bastante racional, dificilmente me deixo ser levada pelas minhas emoções. Mas sou muito chorona, choro em desenho animado, novela mexicana (FATO), quando estou triste, e também quando estou feliz. Choro em livros (Calafrio foi o último que eu chorei) e adoro escrever.



Odeio:

Injustiça e mentira, acho que essas duas palavras resume bastante como eu sou no cotidiano.




Filme:

Um filme que resume bem meu gosto por tudo na vida é Orgulho e Preconceito... Sim o sarcasmo, pra mim, mostra muito do sentimento não dito entre duas pessoas. Mas eu gosto também de filmes antigos como "Casablanca" e "Bonequinha de Luxo" (Ainda está para nascer alguém como a Audrey linda Hepburn. Gosto de filmes de ação, romance, drama, desenhos. Ainda estou em dúvida em relação às comédias românticas. Acho que elas deixaram o brilhantismo de Meg Ryan e Tom hanks nos anos 80/90, não inovam mais e sempre é aquela mesma coisa chata. Harry e Sally adoro o final do filme. Filmes do momento como a série Harry Potter (Sim, eu gosto), Saga Crepúsculo eu assisto por ter lido os livros, confesso, não espero muita coisa deles, mas são legais, filmes dos anos 80? Clube dos Cinco, Primeiro ano do resto de nossas vidas, Curtindo a vida adoidado, Goonies, Gremlins, e por aí vai...



Música:

Trilhas Sonoras de filmes, eu sou particularmente fã. Mas gosto do "The Fray", do "David Cook" (Ganhador do American idol de 2008), "Bon Jovi" (Always), Ana Carolina, Jota Quest, Skank, Emmerson Nogueira (Todos Mineiros - Adoro o sotaque mineiro), Lulu Santos (Ainda a trilha sonora da minha vida, não tem jeito), e claro, coisas que eu trago ainda da minha adolescência como Backstreet Boys. Músicas dos anos 80, do rock nacional sempre me animam.



Livros Lidos:

Crepúsculo (Saga Completa); Orgulho e Preconceito; As areias do tempo; Saga Millennium, O Clube do Filme, Anjos e Demônios, Calafrio, Feios, A menina que roubava livros, Dançando no ar, Wake.



Livros para Ler:

Fallen, Swoon, Símbolo Perdido, Coração Ferido, A Guardiã da Meia-Noite, Para Sempre, Lua Azul, O legado da Caça-Vampiros, A Princesa e o Gelo, e mais alguns que eu não lembro.



Lendo: Um beijo do destino.








:: Vanessa's Link::





Arquivo

01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

Votação

[Avalie Este Blog]

Indique Este Blog

[Clique Para Indicar]

Visitas

Créditos

[ Layout ]
VICKYS.com.br
VICKYS.com.br

[ Powered by ]

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular