Indo para a faculdade, hoje, escutando o rádio, saiu uma notícia de que um país da Europa (Não lembro qual é agora) vai proibir o uso do véu mulçumano em espaços públicos. Por mais que a corte européia fale que essa proibição não viola a liberdade de religião, eu acho essa decisão radical.

Eles falam que é pra combater o fundamentalismo islâmico, mas eu ainda acho que isso é violar sim a religião islâmica. Quer dizer, o véu é uma característica da religião, e as mulheres que escolhem usá-lo, devem usá-lo sempre. Eu acho sim uma violência a liberdade de religião.

A nossa Constituição Federal de 1988, em seu art. 5°, VI, CF afirma: é inviolável a liberdade de consciência e de crença, sendo assegurado o livre exercício dos cultos religiosos e garantida, na forma da lei, a proteção aos locais de culto e as suas liturgias. Só este inciso do artigo 5° já basta para mostrar que aqui no Brasil, não pode haver uma proibição deste que ficará sim caracterizado violação à liberdade de culto.

Sinceramente? É ridículo isso. Eles que vivem falando em liberdade e tal, em respeito e coisa e tal, proibir o uso do véu está mostrando o quanto a Europa é preconceituosa. Sim, ela é preconceituosa, eles estão generalizando, oras. Por mais que eu concorde que existem pessoas do islamismo que são radicais, acho besteira combater radicalismo com radicalismo. Se fosse assim, coitado de nós, católicos com esses escândalos que estão aparecendo em relação aos padres.

Enfim, pena que o mundo está presenciando uma atitude dessas da corte (?) européia.

Beijos Uivantes!

Postado por vanessa.sc às 23:27:18
  | Encaminhar Este Post

O mais angustiante que pode haver é você se sentir na música conspiração internacional do Kid Abelha.

Eu não contei, pois fiquei arrasada. Sabe aquela parte: a fila que eu escolho vai sempre andar mais devagar e o troco acaba bem na hora em que eu vou pagar? Então, é mais ou menos por ai, só que no meu caso, foi sessão esgotada mesmo.

Ah, o filme? Alice rs certo, eu sei que as críticas não estão lá essas coisas para o filme, mas eu ainda assim quero ver, pois é o Johnny e é o Tim. Sei lá... Às vezes até vale a pena! Vamos ver, nesta sexta eu tentarei assistir e assim deixar uma crítica ao filme, ok?

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 21:00:24
  | Encaminhar Este Post

Domingo, dia de re-arrumar a casa (Casa = Computador). O chato de você mandar seu “filho” para a assistência, é que você tem que colocar TUDO novamente e até para ficar como era antes... Nossa demora. Agora estou no ITunes... Preciso (Vício mesmo)!

Enquanto isso, no “campo de concentração” nem tudo é ruim, há coisas muito legais acontecendo por lá que dá gosto de continuar. Mas é como o Robin diz “Don’t Give up”=x. Bom, eu sei que a maioria não está entendendo nada do que eu estou falando. É melhor assim neste caso.

Bom, ontem foi o Clube do livro da literatura vampiresca... Chato que não deu muita gente parecia mais um papo entre amigos que outra coisa, mas pelo que deu pra notar foi interessante! O meu está em andamento. Já fiz o tal texto que terei que entregá-lo até terça. Pelo menos isso está pronto. Já os slides? Bem, acho que tenho algumas semanas para fazer isso. Certo? Mas vai ficar legal... Espero!

Enquanto isso, no país das maravilhas (?) as coisas estão andando... Tá que eu cheguei, na sexta, pra comprar o ingresso e quando eu chego à boca do caixa os ingressos esgotam, mas eu ainda verei esse filme em 3D, só uma coisa, havia a opção de assistir tradicional, mas o Tim merece um pouco mais para que eu o assista em 3D... Agora somente um horário é cruel (Mentira, há mais dois cinemas com 3D na cidade, eu que estava com preguiça de sair à procura de algum que estivesse vendendo ingressos para 3D rs) quero saber se as críticas contras são mesmo necessárias! Tá é Alice, a história é chata pra caramba, mas ainda assim é a dupla que vale a pena! Então, vamos lá... Certo?

Devidamente vestida para o trabalho, dependendo do meu estado físico (e mais precisamente psíquico) este será meu único post de domingo (Dá pra notar que é apenas para atualizar o blog que andou muito abandonado esses últimos meses, certo?)

Amanhã (?) eu volto com uma coisa mais substancial para postar, ok?

Xoxo...

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 10:40:52
  | Encaminhar Este Post

Dá até vontade de assistir aos filmes só pra ver se é verdade mesmo isso que ele falou! ¬¬

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 17:22:55
  | Encaminhar Este Post

É, realmente nem tudo está tão perdido assim em “Vanessa’s Land”. Depois de que a ficha caiu, ou seja, é AMANHÃ a estréia de Alice e eu não sei se vou consegui ingresso, eu entrei no Omelete e vi uma notícia xouxou...

Quem vem sempre por aqui sabe o quanto eu suspiro pelo James McAvoy, não sabe? Para quem não sabe quem ele é, é o ator principal de “Wanted”. Bem, esse filme eu assisti “zilhões” de vezes (Mesmo tendo a boca Jolie no elenco) e não paro de assisti-lo, foi ali que ele estava mais lindo e perfeito (Mesmo tendo feito Reparação).

Então, o filme foi um super sucesso e o estúdio já está pensando em fazer a continuação (Acreditem, eu juro que irei assisti-la só por causa dele), mas que ela estava vagarosa porque a senhora Pitt estava com frescura para voltar à franquia. Pois bem, agora que ela dançou o estúdio está procurando outra atriz para uma nova personagem feminina, e adivinhem quem eles estão pensando em contratar? A Bella *_* Kristen Stwart. Tá que a garota tá com tudo e encarar uma produção desse porte é coisa de gente grande, ainda mais para substituir quem ela vai substituir (Não que para mim faça alguma diferença, é até melhor, pois não há o risco de ela dar em cima do James -.-‘ como ela fez com o Pitt – Idiota!)

Tomara que isso realmente vá pra frente, ver a Kiki fora das árvores de Forks numa produção que realmente valha a pena, é bom!

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 22:33:52
  | Encaminhar Este Post

É, minha teoria realmente está se comprovando! Quando as pessoas não têm criatividade, apelam para as refilmagens.

No caso de Hollywood eu fico meio assim, pois há roteiristas brilhantes por lá, afinal de contas, Gênio Indomável ainda é um ótimo roteiro. Então eu fico realmente com raiva quando eu vejo essa ondinha de continuações a torto e a direito e de remakes que andam fazendo (Nem ousem fazer remakes de Star Wars, Casablanca e De volta para o Futuro).

Aqui no Brasil a coisa é mais discreta e funciona assim: Quando tá todo mundo de saco cheio das pornografias que andam aparecendo nas tv’s hoje em dia, o que acontece? Apela-se para os remakes. Até que funciona, às vezes.

Ah não? E A viagem, Mulheres de Areia e Anjo Mau? Foram novelas muito bem dirigidas roteirizadas e estreladas, certo? Mas e quando a coisa começa a desandar como foi o caso de Sinhá Moça (Mesmo tendo a Deborah Falabella *-* e o Danton Mello?) e Irmãos Coragem que foi uma porcaria, diga-se de passagem? E Escrava Isaura? Tudo bem que não foi bem da Globo, mas foi um remake!

Agora estão pensando em fazer remake de TI TI TI, novela dos anos 80 com a Malu Mader e o Tato Gabus como protagonistas. A novela do Victor Valentim lembram? E do Jack Leclair? Que um fazia um Frances, italiano, sei lá o que e o outro fazia um viado, mas que na verdade não era! Eram os estilistas da novela e as roupas eram LINDAS? Lembraram? Bem, quem tem pelo menos 30 anos vai lembrar sim RS eram interpretados pelo Luiz Gustavo e pelo Reginaldo Faria. Eu sei que a dupla era hilária e no final da novela termina eles brigando novamente e uma personagem perguntando quando eles iriam parar de brigar e a voz de Deus fala NUNCA! Brilhante...

Eu não sei... Mas eu sinto que vem outra bomba por ai!

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 18:28:39
  | Encaminhar Este Post

Traz alguem como eu sozinho, você às seis e trinta... A gente vai se conhecendo e vê que ainda não sabe nada.  A GENTE ESQUECE QUE O AMOR É TUDO E NÃO NOS COBRA NADA!

Eu amo você!

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 12:29:59
  | Encaminhar Este Post

O MUNDO sabe que eu sou enlouquecida por Star Wars, e toda a sua mitologia (Sim, ninguem vai me fazer mudar de ideia quanto a isso).

Bem, navegando, mais uma vez a saga foi noticia. Agora, as naves estão sendo vendidas em bancas de jornal, pense! Eu não sei claro que é bom por um lado, atrai novos fãs, mas será que a grande exposição vale mesmo? Quer dizer, nós das antigas, será que não somos bombardeados com informações, séries animadas demais que acabam por contaminar os antigos filmes?

Os três primeiros... Quer dizer, as três primeiras histórias (os três filmes sobre o Anakin, pronto!) foram reveladores em relação à história em si, mas comparados aos três primeiros (Quer dizer, os do Luke) não tem a mesma grandiosidade. Realmente, o tio Lucas pecou e muito no uso exagerado de tecnologia.

Para os mais desavisados, de “A Ameaça Fantasma” até “A Vingança dos Sith” passou-se 30 anos. Então, teoricamente, os três últimos (primeiros) seriam mais evoluídos tecnologicamente que os três primeiros (últimos). É como todos falam: eu fui movida pela curiosidade de ver como Anakin virou Darth Vader (até hoje o vilão mais fodástico da história do cinema).

Complicações a parte, A vinganca dos Sith foi um dos melhores filmes da nova trilogia. Eu realmente nunca mais vi o Vader com os mesmos olhos. Até então, eu o via como uma máquina pura e simplesmente. A impressão de que ele já surgira daquela forma ficou gravada em minha memória até o surgimento do filme. Anakin era uma pessoa boa, era quem realmente iria trazer equilíbrio a força e destruir os Sith. Mas ele era ingênuo ao esquecer que as perdas são importantes para o nosso crescimento.

Ele não sabia lidar com isso, o que o tornava fraco. O imperador se apoderou disso! É claro que pessoas inseguras e com medo cometem atos levados pela emoção. E foi o que aconteceu. Eu não nego o fato de ele ser ganancioso, querer ser o melhor, mas isso seria bem aproveitado se ele não fosse tão ingênuo em acreditar que poderia salvar a Padmé. E vendo pelos olhos mais críticos, ele foi quem matou a Padmé, que morreu de tristeza.

Bem de qualquer forma, o link para ver uma análise bem legal dos filmes está clicando aqui.

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 10:56:07
  | Encaminhar Este Post

Alguns dias, eu estava fazendo nada e resolve procurar vídeos interessantes no Youtube para ficar passando o tempo. Estava procurando alguma coisa sobre internet ou coisa do gênero, jornalismo e afins quando encontrei um vídeo do Marcelo Rubens Paiva (*_*) num programa falando sobre “Feliz Ano Velho”. Foram 29 minutos de diversão pura.

Quem conhece, sabe que o Marcelo é sisudo e calado, mas nessa entrevista ele estava tão à vontade que fez até piada, falando palavrão e tudo o mais. Notem o quanto ele está tranqüilo, diferente de outras entrevistas das quais ele já participou.

Bem, para os mais desavisados, o Marcelo Rubens Paiva é escritor nacional que escreveu seu primeiro livro em 83 (podemos dizer que foi... Um Crepúsculo da época tamanho foi o sucesso do livro). O nome do livro é Feliz Ano Velho, onde ele conta com bastante sinceridade, emoção e diversão do acidente que sofreu deixando-o paraplégico. Uma das partes mais emocionantes do livro é quando ele está ainda na fisioterapia na AACD (Sim, naquela época ela já existia). Ele tinha 23 anos na época.

Não vou ficar me alongando demais. Infelizmente, o site não disponibilizou o link para que eu pudesse postar o vídeo direto, então, quem tiver interesse de assistir a esta entrevista é só clicar em cima do nome dele, ok?

Beijos Uivantes.

 

Postado por vanessa.sc às 09:26:07
  | Encaminhar Este Post

Grandes poderes exigem grandes responsabilidades.

Eu escutei essa frase hoje de uma pessoa abençoada (meu namorado ¬¬) quando eu falei algumas coisas que vão acontecer. Não são ruins, mas realmente me deixaram com frio na barriga.

Bom, vocês sabem que eu trabalho na Saraiva (Ah falo mesmo ora ora ora). Bem, agora a Saraiva criou o “Clube do Livro”, uma espécie de bate-papo sobre temas da atualidade que estão servindo de assunto para qualquer livro.

Já houve do Milton Hatoum (Um escritor que eu acho que é mais famoso fora que dentro de Manaus), neste sábado terá sobre a Literatura vampiresca (Eu juro por Deus que vou escrever um livro com vampiros... Eu quero ganhar dinheiro rs).

Eu vou ser a mediadora do próximo clube do livro, e eu confesso eu estou morrendo de frio na barriga, encarar pessoas desconhecidas assim “by myself” dá um frio na barriga. Mas, é uma coisa que eu gosto de falar sobre livros, o que eu vou pretender fazer, é fazer o que eu faço entre meus amigos para pessoas desconhecidas.

O que eu acho interessante é que foi só saber que eu iria estar sozinha que a coisa começou a ficar complicada. Não sei se eu conseguirei levar sozinha uma discussão dessa, ai ai... Mas vamos lá... Confesso que eu estou até bem orgulhosa de mim sabe... Sei lá... Imagina, EU? Pessoa mais tímida do universo? Encarando uma platéia? É... agora eu sei como muuuuuuitos escritores se sentem... Oh se sei rs...

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 23:30:01
  | Encaminhar Este Post

“Não direi que é eterno, posto que é chama, mas que seja infinito enquanto dure” Essas palavras do poema do Vinicius já foi aclamada por várias pessoas no país durante várias gerações. Algumas concordando com ela, outras (Como essa que vos escreve) não.

Claro, eu não vou duvidar da capacidade intelectual e criativa de Vinicius de Morais, nem vou por em dúvida sua mais repetida frase, mas sinceramente? Se for amor, ele é imortal. Agora, se as pessoas que o sentem ficaram juntas até que a morte as separe, já são outros quinhentos.

É, eu estou usando muitos clichês, coisa que eu não gosto muito, mas fazer o quê? Às vezes é preciso fazer uma coisa assim. Mas, voltando ao assunto, existem amores, que por mais que você ame demais a pessoa, você simplesmente não consegue ficar com ela. Eu fico me perguntando se todas as pessoas têm um amor assim.

A literatura e o entretenimento são cheios de exemplos desse tipo de amor. Muitas vezes, as pessoas, a maioria delas, preferem torcer para aquele amor sereno e calmo que faz você saber que tem um porto seguro sempre que precisar... Mas, quando esse tipo de amor não for suficiente? Quer dizer, quando esse tipo de amor vier como “prêmio de consolação?”

Duvidam? Pensem!Quantos exemplos vocês conhecem de amores assim? Eu posso falar de três. O primeiro? Jean Grey e Logan. Claro, tanto nos quadrinhos quanto nos filmes ficou claro o quanto de química rolava entre os dois, o quanto o Logan estaria disposto a ir por ela. Calma, eu não estou falando que o Scott também não faria isso, ele até faria, mas de uma forma “errada”. Quer dizer, O Scott preferiria morrer a ver a Jean sofrendo, o Logan também, mas a diferença entre os dois é que o Logan não seria egoísta ao ponto de fazer com que a Jean ficasse salva. Quem assistiu “The Last Stand” lembra que ela pediu para o Logan uma coisa... Na época uma grande amiga minha ficou se perguntando se ele teria coragem de fazer-lo. Eu respondi que o Logan faria sim, o Scott tem um amor tão egoísta que não veria o lado da Jean.

O segundo? Fantasma da Ópera (Ou Eric – Sim, ele tem nome ¬¬) e Christine Daee. Eu sempre torci para o fantasma – O Raoul é idiota ‘hunf’. Sei lá o amor que o fantasma sempre sentiu pela Christine é uma coisa fora de série, é incondicional, é... Eu nem sei como falar daquele amor. Tudo bem que a genialidade dele virou loucura, mas o sentimento que ele tem por ela, é completo, sem faltar nada. Talvez, faltasse para o fantasma um pouco mais de segurança, de saber que ela o amava (Sim, ela o amava) apesar de tudo, mas que não poderia ficar com ele, com aquela vida errante que o Eric possuía. Na continuação da peça, se vê bem isso... A vida depois de casada, ela era feliz, mas faltava alguma coisa, faltava aquela paixão incondicional que a mulher sempre procura. Depois de ter isso é difícil se acostumar com a rotina, não é mesmo?

A terceira, bem, é um pouco mais recente, mas foi bem discutida. Jacob Black e Bella Swan. Sim, eu sou team Edward, afinal de contas, quem não torce pelo Mr. Darcy? Mas esquecendo que as menininhas que ainda sonham com o príncipe encantado têm raiva do Jake, é lógico que ele era melhor para a Bella, justamente pelo fato de não ter a intensidade do Edward. Com o Jake, ela conseguia ser ela mesma, ser uma coisa mais leve, mas ainda assim intensa, incondicional! É difícil falar da relação do Jake com a Bella porque é o tipo de relação que as pessoas mais tem, é mais real, e por isso mesmo mais plausível de críticas. Sim, eles deveriam ter ficado juntos, SE não fosse o Edward. Depois de Lua Nova... O Edward mostrou que era apenas um garoto inseguro demais para seguir em frente com o relacionamento dele com a Bella. Por isso eu vejo isso como fraqueza. Muita gente fala que ele foi embora para protegê-la. Ao contrário, ele tinha medo do impulso sanguinário do ego dele, por isso o afastamento. Ele precisou ficar longe para saber que seria capaz de voltar a ficar ao lado dela novamente. A sorte do Edward é que a Bella sentia por ele uma coisa tão profunda e doentia que o perdoou quase que instantaneamente.

Eu não sei, as vezes as pessoas precisam saber o que é ser amadas incondicionalmente para poder seguir vivendo!

Beijos Uivantes!

Postado por vanessa.sc às 16:45:24
  | Encaminhar Este Post

Lendo a reportagem do caso Nardoni (sim, até eu fiquei atenta ao que estava acontecendo, mas meus olhos estavam sob um ponto de vista jurídico) na isto é, creio li uma coisa bastante interessante.

Antes de tudo eu gostaria de parabenizar, mesmo que ninguém responsável vá tomar conhecimento do fato, os repórteres da revista, em momento algum, nos meus ingênuos olhos de leitora, eu vi fatos tendenciosos para este ou aquele lado. Vi a reportagem “seca”, isso me alegrou bastante.

Depois em determinado momento da matéria, estava “as pessoas ficam com uma estranha sensação de insegurança, quando não se sabe o motivo de um crime” (ou algo parecido); esta frase ficou presa em minha memória de tal maneira que simplesmente eu tive que concordar com ela.

Quer dizer, levando em consideração um crime como esses, que por si só já é um ato de barbárie, a pergunta que eu sempre me fiz desde 98 é: por que cargas d’água um pai faz isso com uma filha? Quer dizer, tá que o cara tem o jeito de “psicopata americano” (em alusão a um filme do Christian bocadevelha Bale em que o cara surta e sai matando todo mundo que vê pela frente) mas daí a jogar a filha do 5° andar de um prédio? É loucura demais para a minha cabeça. Tudo bem que a psique humana ainda é um mistério, mas me assusta ver a capacidade de violência que um ser humano é capaz.

Quer dizer, foi pra isso que criamos consciência? Foi pra isso que nos tornamos a única espécie que tem “raciocínio”? Quando eu penso no mundo nos últimos 70 anos, com toda ingenuidade eu acho que já houve de tudo, daí vem um pai de classe média alta e me prova o contrário.

No colégio, estudando a segunda guerra, vendo todas as horripilantes coisas que aconteceram, eu sempre pensava que o homem não seria capaz de fazer mais nada. Então veio Hiroshima... Muro de Berlim, Guerra do Golfo, Árabes e Judeus, TORRES GEMEAS...

O Cristianismo prega que Emanuel voltará. E que esse dia seria o dia do Juízo final... (Agora estou parada vendo o cursor piscar sem saber o que e como pensar sobre tudo isso) Eu me pergunto... Será que ele se pergunta se valeu mesmo a pensa ter sofrido o que ele sofreu pela gente? Será mesmo que ele vai cumprir a promessa de voltar? Olha, eu sinceramente não voltaria não! Pra sofrer novamente e ver que o ser humano vai continuar fazendo o que faz? Não voltaria mesmo! Mas é essa a diferença entre nós e Ele. Ele... Ainda acredita!

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 07:57:33
  | Encaminhar Este Post

Bom quem diria que até Will Smith se renderia aos apelos financeiros da turma dos estúdios cinematográficos.

Com filmes como “Eu sou a lenda” (Que eu ainda não assisti acreditem) e Hitch – Conselheiro amoroso (Que diga-se de passagem, nesse filme ele está o sonho de 11 entre 10 mulheres inclusive essa que vos escreve – Desculpa Rabbit) ele se tornou um dos grandes astros da “nova” geração. Engraçado, quem estava acostumado a ver o Smith em “um maluco solto no pedaço” jamais iria pensar em vê-lo tão bem na fita assim.

Bem, a questão é que ele, depois de um longo e tenebroso inverno longe das telonas, resolveu voltar à ativa. Isso não é ruim a meu ver, o que realmente me preocupa é que talvez ele esteja pisando em terras instáveis.

Com projetos na agulha como uma comédia familiar a espreita, me assusta o fato de que “MIB” esteja na agulha para mais um filme. Sim, nós sabemos que o primeiro foi obra do senhor Spielberg e que por isso chegou a uma bilheteria absurda no ano em que passou, mas daí a ter DUAS continuações? Não sei não.

O segundo já não foi assim tão engraçado quanto o primeiro. Deixem-me explicar: esse tipo de filme só funciona quando existe o tal “elemento surpresa”. Quer dizer, quando o primeiro MIB foi exibido, NINGUÉM sabia do que se tratava. Só sabia que era o “carinha” de Independence Day, Tommy Lee Jones e uma produção do Spielberg. As pessoas se surpreenderam com o filme. Isso é legal para filmes assim. Ele era ao mesmo tempo divertido e tinha alguma ação. Há quem não goste, mas sinceramente, ver o “não humor” do Sr. Jones em cena é fantástico. Nunca me esqueço da frase: “Elvis não morreu, só voltou para o planeta dele” – Isso é brilhante. Mas só funciona uma vez.

No segundo filme, que conseguiu um relativo sucesso devido ao primeiro filme, a coisa já não foi tão engraçada assim. Quer dizer, a fórmula que funcionou tão bem no primeiro, já não iria funcionar nesse. Os agentes J e K voltaram, claro, mas faltava aquela coisa do elemento surpresa do primeiro filme. Todo mundo já sabia que o filme rodava em torno de ETs que viviam anonimamente na Terra, simples assim.

Agora MIB 3? Tá eu gosto de ver trilhões de continuações quando eu gosto de um projeto (quer dizer nem tanto assim, ainda estou pasma com o sucesso frio de Piratas III e Shrek Terceiro). O problema de filmes como MIB e Indenpendece Day (Que também está sendo cotado para ter duas continuações) é que primeiro: são filmes que se houverem mais continuações além do necessário perde toda a magia do primeiro filme (VIDE Matrix como exemplo) e segundo: o fator tempo conta bastante. Quer dizer, Indenpendece Day foi obra dos anos 90 (eu ainda estava no segundo grau – sim, ainda era segundo grau o nome que se dava) e uma continuação quase 10 anos depois? Bill Pullmam tá mais pra interpretar o avô do presidente dos EUA que o próprio. E MIB? Deus, o que vai ser agora? Os ETs que foram embora voltaram para se vingar do planeta azul? Qual é!

Interessante é que os dois projetos “brincam” com um assunto parecido: ETs. É talvez isso funcione, já que estamos em tempos de vampiros por todos os cantos. Já sei, os ETs que serão os vilões são ETs vampiros que ao se depararem com o gosto do sangue humano ganham super força, ah e claro, que se apaixonam por humanos desastrados com tendência ao azar (É só o que falta). Aí junta logo ETs, Vampiros e Super-Heróis com poderes sobre-humanos (E eu “não” estou sendo sarcástica, não, nem um pouco)!

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 07:55:19
  | Encaminhar Este Post

Humor Atual

Meu Perfil

Links

. Blog do Uol
. Letras de Musica
. Martha Falcão
. Omelete
. Cinema com Rapadura
. Cinemais
. Cinemark
. UFAM


Nome: Vanessa Carvalho

Nascimento: 28 de Janeiro

Signo: Aquário

Cidade: Manaus/Amazonas

Twitter: @Nessasc

Twitter²: @Filmes_Livros

Profissão:

Férias vitalícias. Terminei de escrever um livro chamado "Anos Incríveis" e pelo que parece vai sair mais cedo do que eu pensava, só falta eu deixar de ter preguiça e começar a passar para o computador.




Frase: "Can you put a price on your dreams?"


Gosto:

Eu gosto de estar com as pessoas que gostam de mim, gosto dos meus amigos, são poucos, mas eles são importantes pra mim. Estou apaixonada, muito, e estou muito feliz.Sou desconfiada, ciumenta (apesar de conseguir esconder até que bem isso das pessoas), seletiva nas minhas coisas, não perdoo fácil as pessoas quando me ofendem ou alguém que eu amo, tenho pouca paciência, não posso negar e sou bastante racional, dificilmente me deixo ser levada pelas minhas emoções. Mas sou muito chorona, choro em desenho animado, novela mexicana (FATO), quando estou triste, e também quando estou feliz. Choro em livros (Calafrio foi o último que eu chorei) e adoro escrever.



Odeio:

Injustiça e mentira, acho que essas duas palavras resume bastante como eu sou no cotidiano.




Filme:

Um filme que resume bem meu gosto por tudo na vida é Orgulho e Preconceito... Sim o sarcasmo, pra mim, mostra muito do sentimento não dito entre duas pessoas. Mas eu gosto também de filmes antigos como "Casablanca" e "Bonequinha de Luxo" (Ainda está para nascer alguém como a Audrey linda Hepburn. Gosto de filmes de ação, romance, drama, desenhos. Ainda estou em dúvida em relação às comédias românticas. Acho que elas deixaram o brilhantismo de Meg Ryan e Tom hanks nos anos 80/90, não inovam mais e sempre é aquela mesma coisa chata. Harry e Sally adoro o final do filme. Filmes do momento como a série Harry Potter (Sim, eu gosto), Saga Crepúsculo eu assisto por ter lido os livros, confesso, não espero muita coisa deles, mas são legais, filmes dos anos 80? Clube dos Cinco, Primeiro ano do resto de nossas vidas, Curtindo a vida adoidado, Goonies, Gremlins, e por aí vai...



Música:

Trilhas Sonoras de filmes, eu sou particularmente fã. Mas gosto do "The Fray", do "David Cook" (Ganhador do American idol de 2008), "Bon Jovi" (Always), Ana Carolina, Jota Quest, Skank, Emmerson Nogueira (Todos Mineiros - Adoro o sotaque mineiro), Lulu Santos (Ainda a trilha sonora da minha vida, não tem jeito), e claro, coisas que eu trago ainda da minha adolescência como Backstreet Boys. Músicas dos anos 80, do rock nacional sempre me animam.



Livros Lidos:

Crepúsculo (Saga Completa); Orgulho e Preconceito; As areias do tempo; Saga Millennium, O Clube do Filme, Anjos e Demônios, Calafrio, Feios, A menina que roubava livros, Dançando no ar, Wake.



Livros para Ler:

Fallen, Swoon, Símbolo Perdido, Coração Ferido, A Guardiã da Meia-Noite, Para Sempre, Lua Azul, O legado da Caça-Vampiros, A Princesa e o Gelo, e mais alguns que eu não lembro.



Lendo: Um beijo do destino.








:: Vanessa's Link::





Arquivo

01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

Votação

[Avalie Este Blog]

Indique Este Blog

[Clique Para Indicar]

Visitas

Créditos

[ Layout ]
VICKYS.com.br
VICKYS.com.br

[ Powered by ]

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular