Harry Potter - Tá acabando

 

Adorei Apaixonado 

Se o trailer está assim, imagina como não seriá a primeira parte? E em 3D... Sério, eu estou mais ansiosa por este filme que estava por Eclipse... Que hoje é a estreia

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 09:33:19
  | Encaminhar Este Post

..::Template Novo::..

Então? Gostaram? Template novo... Com coisas que eu gosto, como margaridas, a cor azul...

Ah e eu ganhei um comentário...

Eu sou um Cubo feliz *_*

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 21:36:44
  | Encaminhar Este Post

..::Bruno, do Flamengo::..

E o Bruno heim? Eu sinto que vamos ter mais um “Caso Nardoni” em nossas casas por pelo menos alguns meses.

Depois de vermos, por meses afio o nome da pobre Isabella e do que seu pai e madrasta fizeram com a pequena de sorriso largo, agora foi a vez do flamengo, ou melhor, do goleiro do Flamengo entrar em evidência na toda poderosa “Rede Grobo, fuk”.

Não estou acompanhando – ainda – tão de perto as investigações, mas ao que me parece, a mídia logo viu que precisava de mais um caso Nardoni para encher as audiências na casa da família brasileira.

Culpado ou não, preparem-se, telespectadores, para mais um show de circo armado pelas nossas queridas redes de televisões.

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 19:46:27
  | Encaminhar Este Post

Era ridículo. Ela não sabia como havia chegado àquela situação. Tudo bem que muitas pessoas levavam sua paixão ao extremo, mas eles nunca haviam sequer pensado que aquilo poderia acontecer.

Ela foi à sua casa e sua mãe falou que ele não estava. Era mentira, claro. Ele estava, mas claramente não estava querendo falar com ela. Ela sabia que ele não era daquelas pessoas competitivas que falam que o melhor é competir, mas achava ridículo ele não querer falar com ela só porque ela torcia pelo “contrário”.

Ela não ligava muito para essa coisa toda de rivalidade que havia entre as duas agremiações, apenas gostava do azul, e isso ela não escondia de ninguém. Era ridículo ele não querer falar com ela.

Ela cansou. Foi para casa, afinal de contas, se ele não queria falar com ela, ela não iria atrás dele para saber o que estava acontecendo. Então resolveu voltar pra casa. Quando chegou, sentiu um cheiro bom adocicado vindo da cozinha. Sua mãe estava fazendo um bolo de chocolate. Ela não gostava muito de doces, mas nunca resistia a um bom pedaço de bolo da sua mãe.

- Filha, chegou uma correspondência pra você. Está lá no seu quarto.

De repente, Sofia começou a ficar um pouco nervosa. Ela estava esperando aquela correspondência há mais ou menos um mês. Era da faculdade! Ela correu para o quarto, que ficava no segundo andar. Às pressas acabou tropeçando, nada de grave, mas seu coração batia forte demais para prestar atenção em detalhes.

Pegou a carta tremendo. Sabia que seu futuro estava naquelas linhas. Abriu e leu. Ficou alguns minutos lendo. De repente uma explosão de alegria passou por todo seu corpo. Ela havia sido aprovada, precisava reunir os documentos e encontrar um apartamento próximo do campus universitário. Saiu correndo para avisar à família. Foi uma senhora comemoração.

O campus, teoricamente, ficava na mesma cidade, mas um pouco longe do centro, portanto raramente apareceria pela cidade. Não importava, por mais amor que ela tivesse pela família e amigos, ela estava feliz, afinal de contas, os finais de semanas sempre ela poderia voltar para vê-los.

Foi quando ela tomou um susto. Parado na porta do seu quarto, ele estava olhando para ela. Seu olhar era indecifrável... Para os outros. Ela olhou e logo percebeu o que aqueles olhos negros falavam... Ele estava querendo pedir para que ela ficasse! Antes que ela começasse a falar ele falou:

- Eu sei que não posso pedir isso, mas...

- Julio... As coisas não vão mudar!

- Vão e você sabe disso! - Ele estava olhando para baixo agora. – Quando sua mãe me falou que a carta da faculdade, enfim chegou, eu sabia que é o que você sempre quis. Mas, mesmo assim eu preciso fazer isso Sofia... Eu não quero que você vá!

- Júlio...

- Eu precisava fazer isso, não iria conseguir suportar meu coração! Mesmo sabendo que não é certo, que é egoísmo da minha parte...

- Eu amo você! E será somente durante a semana, eu sempre vou voltar pra você!

Por mais que ele não quisesse as palavras dela sempre o tranquilizavam. Ele nunca havia amado ninguém como amava aquela garota, e agora a faculdade, o futuro brilhante dela os estava separando.

Ele não conseguira passar, teria que esperar um ano inteiro para poder fazer os exames vestibulares novamente. Mas ele queria estar o mais próximo a ela e agora não sabia como...

- Júlio... – falou se aproximando dele – Você me ama?

- Quer pergunta Sofia, claro que amo...

Mas antes de ele terminar a frase, ela já estava em seus braços. Pequena como ela, havia o encaixe perfeito. Quando ela olhou para dentro de seus olhos ela falou:

- Eu sempre vou voltar pra você! Independente se eu conhecer pessoas legais e mais inteligentes que a gente!

E ela sempre voltou!

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 18:03:58
  | Encaminhar Este Post

Hayao Miyazaki

Muita gente, mas muita gente mesmo vira o rosto quando o assunto é desenho japonês. Certo, eu até admito que os exageros que existe nesse tipo de desenho não agrada a todo mundo, mas como tudo na vida existe a exceção. Primeira lição da matemática, afinal de contas.

Há tempos esse tipo de desenho vem “fazendo minha cabeça”. Sim, eu realmente gosto das animações japonesas. São cheias de cores, movimentos, emoções. E muitas vezes, porque não falar, de moralismos.

Um dos desenhistas que mostra bem o que eu estou falando chama-se Hayao Miyazaki. Ele é um criador de histórias, e não apenas um desenhista. As histórias dele estão entre as histórias mais bonitas do mundo. E como ele desenha para o Japão... Por lá, ele seria um Maurício de Souza dos desenhos animados, o ocidente entorta um pouco o nariz quando é um desenho dele, não pela falta de qualidade técnica, mas porque suas histórias têm muito das lendas e mitos japoneses, coisas que poucas pessoas conhecem.

Independente de conhecer a cultura japonesa ou ser apenas um apreciador de sua comida, os desenhos dele estão sim, entre as produções mais brilhantes do mundo. E em tempos de Pixar e Dreamworks, concorrer a um Oscar e ganhar usando as técnicas de animação antigas, não é para qualquer um.

O primeiro filme que eu assisti dele, sem saber, claro, foi Meu amigo Totoro. As suas histórias sempre tem crianças como protagonistas, e isso é o que me chamou mais a atenção. Duas irmãs vão, com seu pai, morar no interior do Japão, para poder ficar mais perto da mãe, que está em tratamento médico. No filme não diz qual é a doença, mas pela fotografia toda do filme, eu creio que seja tuberculose. O pai e as duas filhas pequenas vão morar numa casa perto de uma linda floresta. Todo mundo sabe, que criança quando está enfrentando alguma situação estressante tende a criar um mundo só seu. E assim acontece. As duas irmãs encontram um “espírito da floresta” grande e peludo [olhando mais atentamente, dá pra notar que o Totoro tem a aparência de um panda gigante] que passa a cuidar das irmãs quando elas ficam sozinhas. Ele ensina as meninas a ter o cuidado com a natureza e todas essas coisas ecologicamente certas sem cair no ridículo.

 O segundo filme que eu assistir, dessa vez já sabendo alguma coisa sobre ele, foi A Viagem de Chihiro. Foi neste filme que o ocidente “conheceu” quem era o Hayao, por assim dizer. Com grande projeção, principalmente nos Estados Unidos, ele conseguiu a proeza de em 2003 ganhar o Oscar de melhor animação. E com muita justiça. Chihiro é um conto de fadas moderno. Simples assim. Diferentemente da toda e poderosa Disney, esse conto de fadas agrada a crianças, jovens e adultos [claro aqueles que têm a mente aberta e o coração também]. O filme conta a história de Chihiro, que ao se mudar com os pais para uma outra cidade, acaba se fechando num mundo só dela. Quando estão chegando no destino, seu pai se perde e eles acabam encontrando uma terra mágica, onde o principal para poder sair é saber quem você é. Chihiro então precisa correr para salvar seus pais que esqueceram quem eles são, e passaram a viver como porcos. Em meio a tudo isso, ela encontra em Haku, o seu primeiro grande amor... Haku é o espírito dos mares que a salvou anos atrás de morrer afogada. O engraçado deste filme, é que mesmo usando ledas e mitos japoneses, fica claro que o filme foi feito para o ocidente. Da pra notar isso na primeira cena, onde o seu pai está dentro

[Continua no post abaixo]

Postado por vanessa.sc às 18:04:24
  | Encaminhar Este Post

Hayao Miyazaki - Continuação

do carro. Todos sabem que o Japão usa a mão inglesa nas ruas, e o carro, está estranhamente, com a mão do resto do mundo. Não chega a ser um erro, mas mostra que até mesmo um homem como o Hayao está ligado com o que acontece ao redor do mundo [Depois eu falo mais de Chihiro. Se eu for falar tudo o que eu quero do filme, não caberá num único post].

 Depois veio O Castelo Animado. E eu vou confessar uma coisa, foi neste filme que ele me fez chorar compulsivamente. Outro conto de fadas, esse filme mostra o poder que o amor é capaz de ter na vida das pessoas. Depois de ser enfeitiçada por uma bruxa muito má e transformada numa velha de 80 anos, uma garota de apenas 18 anos acaba tendo que sair da sua casa e ir procurar um mago para ver se ele conseguiria reverter o feitiço. Ela acaba encontrando-o, e acaba indo trabalhar em sua casa, um castelo encantado. O mago, que trabalha para o governo local e tenta evitar a todo custo uma guerra entre os reinos [um dos reinos acredita que o reino da garota sequestrou seu amado príncipe e decide entrar em guerra contra ele] acaba se apaixonando pela garota, já que é o único que vê a sua verdadeira forma. Ela também se apaixona por ele, mas acreditando que ele só vê a forma de uma velha, não sente muita esperança, até que se vê obrigada a entrar na guerra para poder salvá-lo de desaparecer. O desenho é recheado de frases e momentos lindos dos dois, o que acabou se transformando em meu desenho preferido dele [até agora].

Seu novo filme chama-se Ponyo – Uma amizade que veio do mar. Ele voltou a mostrar o que é ecologicamente correto. Ponyo é um peixinho dourado que vira humana para poder salvar a terra de um desastre ecológico. Nesse interim ela conhece Sosuke o que acaba se transformando em uma amizade linda e um amor intenso. Ponyo então decide se tornar humana mais tempo para poder ficar mais perto de seu novo amigo. Ele ainda não estreou por aqui, mas sendo do Hayao e voltado para a natureza, com certeza vou estar no dia da estreia para poder assistí-lo.

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 18:00:58
  | Encaminhar Este Post

Magia de carnaval

 Foi numa noite de terça feira de carnaval. Eu estava com raiva, pois meus amigos haviam sumido na pista de dança. Eu estava procurando um pirata, uma bruxa e uma fada. Eu era a colombina. Pouca imaginação, eu sei, mas foi a única coisa que pudemos pensar de última hora.

Foi quando eu notei que alguém estava me observando de longe. Era um pierrot, com suas roupas brancas e pretas características. Eu, sendo uma colombina, deveria estar procurando o Arlequim, mas eu nunca gostei muito do arlequim. É brincalhão demais para o meu gosto. Sempre gostei muito mais do pierrot e sua ingenuidade mágica.

Ele veio e sem falar nada me tirou para dançar. Era uma daquelas músicas calmas de carnaval. Não lembro direito de como ela era, mas lembro de que falava de encontros e desencontros. Todas as vezes que eu tentava puxar assunto, ele sorria e não me deixava falar.

Seus cabelos pretos e seus olhos azuis, por trás da máscara, aumentavam mais o seu encanto. Quando ficou ao meu lado, notei o quanto ele era alto... Eu batia, no máximo, em seu ombro. Dançamos quase a noite inteira e mal eu vi o tempo passar. Alias, aquela magia toda, fez com que eu nem notasse que havia outras pessoas ao nosso lado.

Foi quando o mundo parou. Os lábios dele eram quentes e se moviam de uma forma carinhosa. Até parecia que eles haviam sido feitos para se encaixar perfeitamente nos meus.

Eu fiquei tão entorpecida pelo beijo que não notei quando ele se foi. Nessa hora, meus amigos me encontraram.

- Estávamos atrás de você. Vamos, o dia já está raiando.

- Esperem. Eu tenho que me despedir do Pierrot.

- Que pierrot, Lizzie? Pelo que consta, ninguém veio fantasiado de pierrot para a festa.

Quando cheguei em casa, encontrei sua máscara com uma rosa em cima da minha cama. Faz um ano. Espero encontra-lo hoje na festa... E espero que a magia do meu pierrot volte.

 

(Texto inspirado na música “Noite dos Mascarados” – Chico Buarque)

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 10:34:03
  | Encaminhar Este Post

A: primeira letra do alfabeto é também a primeira letra da palavra amor e se acha importantíssima por isso! Com A se escreve "arrependimento" que é uma inútil vontade de pedir ao tempo para voltar atrás e com A se dá o tipo de tchau mais triste que existe: "adeus"... Ah, é com A que se faz "abracadabra", palavra que se diz capaz de transformar sapo em príncipe ou vice-versa...

Com B se diz "belo" - que é tudo que faz os olhos pensarem ser coração; e se dá a "bênção", um sim que pretende dar sorte.

Com C, "calendário", que é onde moram os dias e o "carnaval", esta oportunidade praticamente obrigatória de ser feliz com data marcada. "Civilizado" é quem já aprendeu a cantar ´parabéns pra você` e sabe o que é "contrato": "você isso, eu aquilo, com assinatura embaixo".

Com D, se chega à "dedução", o caminho entre o "se" e o "então"... Com D começa "defeito", que é cada pedacinho que falta para se chegar à perfeição e se pede "desculpa", uma palavra que pretende ser beijo.

E tem o E de "efêmero", quando o eterno passa logo; de "escuridão", que é o resto da noite, se alguém recortar as estrelas; e "emoção", um tango que ainda não foi feito. E também tem "eba!", uma forma de agradecimento muito utilizada por quem ganhou um pirulito, por exemplo...

F é para "fantasia", qualquer tipo de "já pensou se fosse assim?"; "fábula", uma história que poderia ter acontecido de verdade, se a verdade fosse um pouco mais maluca; e "fé", que é toda certeza que dispensa provas.

A sétima letra do alfabeto é G, que fica irritadíssima quando a confundem com o J. G, de "grade", que serve para prender todo mundo - uns dentro, outros fora; G de "goleiro", alguém em quem se pode botar a culpa do gol; G de "gente": carne, osso, alma e sentimento, tudo isso ao mesmo tempo.

Depois vem o H, de "história": quando todas as palavras do dicionário ficam à disposição de quem quiser contar qualquer coisa que tenha acontecido ou sido inventada.
O I de "idade", aquilo que você tem certeza que vai ganhar de aniversário, queira ou não queira.
J de "janela", por onde entra tudo que é lá fora e de "jasmim", que tem a sorte de ser flor e ainda tem a graça de se chamar assim.

L de "lá", onde a gente fica pensando se está melhor ou pior do que aqui; de "lágrima", sumo que sai pelos olhos quando se espreme o coração, e de "loucura", coisa que quem não tem só pode ser completamente louco.

M de "madrugada", quando vivem os sonhos... N de "noiva", moça que geralmente usa branco por fora e vermelho por dentro.

O de "óbvio", não precisa explicar...

P de "pecado", algo que os homens inventaram e então inventaram que foi Deus que inventou.
Q, tudo que tem um não sei quê de não sei quê. E R, de "rebolar", que é o que tem que fazer pra chegar lá.

S é de "sagrado", tudo o que combina com uma cantata de Bach; de "segredo", aquilo que você está louco pra contar; de "sexo": quando o beijo é maior do que a boca.
T é de "talvez", resposta melhor que ´não`, uma vez que ainda deixa, meio bamba, uma esperança... de "tanto", um muito que até ficou tonto... de "testemunha": quem por sorte ou por azar, não estava em outro lugar.

U de "ui", um ài" que ainda é arrepio; de "último", que anuncia o começo de outra coisa; e de "único": tudo que, pela facilidade de virar nenhum, pede cuidado.

Vem o V, de "vazio", um termo injusto com a palavra nada; de "volúvel", uma pessoa que ora quer o que quer, ora quer o que querem que ela queira.

E chegamos ao X, incógnita... X de "xingamento", que é uma palavra ou frase destinada a acabar com a alegria de alguém; e de "xô", única palavra do dicionário das aves traduzida para o português.

Z é a última letra do alfabeto, que alcançou a glória quando foi usada pelo Zorro... Z de "zaga", algo que serve para o goleiro não se sentir o único culpado; de "zebra", quando você esperava liso e veio listrado; de "zíper", fecho que precisa de um bom motivo pra ser aberto; e de "zureta", que é como a cabeça da gente fica ao final de um dicionário inteiro.

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 20:22:37
  | Encaminhar Este Post

Remake de Footloose saindo do limbo

 Bem, parece que a “novela” chamada REMAKE FOOTLOOSE acabou. Finalmente foi escolhido o protagonista, que na versão original foi interpretado por um quase desconhecido Kevin Bacon (Quem o vê hoje com esse status todo, não imagina que ele começou como dançarino).

Agora que a escolha ficou com um desconhecido Kenny Wormald, eu espero que o projeto comece a andar. Primeiro porque, enfim, parece que os estúdios seguiram a lógica, escolher pessoas desconhecidas do grande público para os remakes, depois, porque GRAÇAS AO BOM DEUS, Zac Efrom desistiu do projeto por medo de ficar rotulado (é quando a pessoa não tem talento suficiente, fica com esse receio mesmo) por ser um ator de musicais (Engraçado, eu não me lembro de ler qualquer notícia falando que Gene Kelly tinha esse medo, enfim...) e que Kenny Ortega não mais dirigirá o remake – Pelo menos não será uma versão de High School Musical. Ainda teremos Dennis Quaid como o reverendo que proíbe a música na pequena cidade do interior.

A trama é conhecida, um “cara” da cidade grande, se muda logo após a separação dos pais, junto com a mae, para a casa do irmão dela em uma pequena cidade. A cidade tinha uma peculiaridade, era proibido escutar música de qualquer forma e gênero, o que causa um pequeno problema com o protagonista que vivia para a música.

A trilha sonora da versão original é bem famosa entre os oitentistas. Que atire o primeiro All Star preto limpo quem não dançou ao som de Footloose ou de Let’s hear for the boys.

Para os mais atentos, ainda temos uma Sarah Jessica Parker, já com a sua chatice característica, em início de carreira.

PS: Para ir à página do filme no IMDB, é só clicar na imagem.

Beijos Uivantes.

Fonte: UOL Cinema.

Postado por vanessa.sc às 14:46:59
  | Encaminhar Este Post

Au Revois França

E a primeira "grande" caiu frente ao Sul Africanos.

Tá, fiquei triste porque os Sul Africanos não se classificaram, mas diferente dos conterrâneos de Napoleão, eles até que jogaram bem! É isso ai... Falta... Itália, Alemanha, Argentina...

Beijos Uivantes.

PS: E a briga do Dunga com a GRANDE (¿) Globo, heim? Sinceramente, eu ADOREI, só fiquei chateada que na hora, o microfone estava desligado, heuheuheuehueheu

 

Postado por vanessa.sc às 13:10:18
  | Encaminhar Este Post

Qualquer semelhança é mera coincidência

O que uma pessoa quer dizer de verdade quando se despede de seus futuros ex-colegas de trabalho .......

 

Colegas,

(Escravos, fudidos)

 

Chegou a minha vez de me despedir de todos vocês.

Os últimos anos foram magníficos no desenvolvimento da minha carreira, mas é hora de partir em busca de novos desafios profissionais.

(Estou caindo fora desta merda. Após anos de exploração sem sentido, sacanagens da chefia, baixo salário e horas-extras não remuneradas, finalmente consegui arrumar um emprego melhor que este, o que não quer dizer grande coisa).

 

Gostaria de deixar meus agradecimentos a todas as pessoas que de alguma forma me ajudaram durante todos estes anos. Sei que posso acabar esquecendo alguém, mas algumas delas merecem uma saudação a parte:

(Abaixo segue a lista das pessoas que transformaram a minha vida num inferno durante todos estes anos. Existem muitos outros fdps e puxa-sacos, mas não consigo lembrar o nome de todos:)

 

- Em especial fica um forte abraço para o Teixeira, meu chefe ao longo desta jornada, pelo aprendizado, dicas e também broncas;

(- Filho da pu$#@do Teibicha, puxa-saco, maldito corno, jamais cumpriu sequer uma das promessas que me fez. Sempre de mau humor, consegue a todo o momento desmotivar a equipe com sua incompetência e métodos pré-históricos de trabalho.)

 

- Para toda a equipe da Área de Pessoal, em especial para a Luciana, pela simpatia, disposição em resolver meus problemas e também por ter me selecionado (hehe);

(- A flha da pu$#@ da vaca, piranha, do RH, pelo mau humor cotidiano e clara insatisfação em ajudar quem quer que seja.)

 

- A toda equipe de TI, que prontamente solucionou inúmeros problemas em nosso sistema;

(- Aos incompetentes e imbecis da área de sistema, que demoram uma eternidade pra resolver qualquer problema em nossas máquinas, e normalmente o fazem com cara feia e má vontade.)

 

- A equipe do nosso escritório Regional do Rio de Janeiro, pela ajuda com nossos eventos;

(-Às sanguessugas, vagabundos e incompetentes do escritório regional, incapazes de resolver qualquer mer@#$ por conta própria, que me fizeram perder inúmeros finais de semana para ajudar em situações estúpidas que eles mesmos criaram.)

 

Fica aqui o meu grande abraço para todos vocês, pelas risadas, happy-hours, problemas resolvidos e desafios enfrentados. Tenho orgulho de ter feito parte desta família maravilhosa. Adeus para todos.

(Chega de fofoca, baixo nível, puxação de tapetes, picuinha e palhaçada. Espero que todos morram! Nunca mais quero ouvir falar de nenhum de vocês.)

 

Abraços.

(Vão todos tomar no c#%)

 

Texto copiado do blog Neurônios Escassos.

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 12:20:59
  | Encaminhar Este Post

Morreu, hoje, José Saramago aos 87 anos

Hoje, as 7:30, horário de Brasília, morreu o escritor José Saramago em sua casa na Espanha. Ele tinha 87 anos e morreu devido a complicações generalizadas. Estava cercado pela sua família.

Saramago foi o único autor de língua portuguesa, até agora, que ganhou o Nobel de Literatura em 98. Seus romances sempre foram muito intensos, cheios de críticas metaforizadas. EM 2008, Fernando Meireles, levou “Ensaio sobre a cegueira” intitulado por apenas “Cegueira” para o cinema, sendo proclamado pela crítica, mas a população em geral ainda não estava pronta àquelas cenas.

Não que eu fosse fã de seus trabalhos, apesar de ter gostado de “Cegueira”, mas ele era uma figura bastante carismática e importante para a literatura mundial.

O Escritora Poética fica bastante triste em saber que um monstro da literatura morreu. Estamos ficando mais pobres.

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 08:19:50
  | Encaminhar Este Post

A Viagem do Peregrino da Alvorada

 

Eu morri, LITERALMENTE!

Beijos Uivantes!

Postado por vanessa.sc às 22:29:06
  | Encaminhar Este Post

Epitáfio - Titãs

A música mais bonita dos Titãs, na minha opinião!

Beijos Uivantes

Postado por vanessa.sc às 11:13:51
  | Encaminhar Este Post

Ainda em clima de dia dos namorados [por mais estranho que possa parecer] eu me peguei pensando no filme Closer – Perto Demais. Fiquei pensando no motivo de que MUITAS pessoas, inclusive eu, gostam deste filme em particular. Outras não querem nem escutar o nome dele e ficaram com repulsa dos atores envolvidos.

Sinceramente, ter Jude Law, Clive Owen, Julia Roberts e Natalie Portman no mesmo filme é um acontecimento em um milhão de anos. Todos grandes atores estrelaram o filme que talvez seja, o mais complexo filme que já possa ter sido escrito. O roteiro deste filme é um roteiro forte, e intenso e a pessoa deve pensar de maneira despretensiosa para poder enxergar tudo isso.

Esse filme gira em torno de 4 pessoas que se veem envolvidas sentimentalmente umas com as outras. Para quem está lendo este post neste exato momento, talvez pense que se trata de um filme DE amor. Se enganam. Não é um filme DE amor, e sim SOBRE o amor. Mas não é aquele amor romântico, é o amor “real” mesmo, aquele amor próximo da realidade (claro, se você puder enxergar por detrás dos absurdos cinematográficos). E falar SOBRE o amor, é mostrar que ele pode machucar sim. Que ele pode ser egoísta sim, e que muitas vezes ele não se preocupa com quem vai magoar. Lembrem-se, o amor não existe sozinho, para ele existir é preciso de um ser humano envolvido, e sendo um ser imperfeito, o mais puro sentimento humano também se torna o mais mesquinho – na maioria das vezes.

Não é um filme leve, não é um filme simples, é um filme complexo, que mostra o quanto o ser humano pode magoar outro, para realizar uma simples... Fantasia! Neste filme nós vemos as pessoas sendo elas mesmas. Vemos que as pessoas traem seus parceiros apenas para satisfazer a libido {certo, eu falei bonito agora} sexual que todos nós tempos, e magoam apenas porque simplesmente deixaram de amá-la!

Não existe mocinho ou vilão neste filme, existem pessoas comuns querendo encontrar a tal felicidade que todos nós procuramos. E para isso eles levam as consequências no grau máximo da palavra.

Quando eu assisti Closer, eu lembro que a princípio eu torci o nariz e falei que era um filme de uma “cernisse só”, e isso porque eu ainda estava magoada com uma situação parecida com um dos casos apresentados no filme. Anos depois, até mais amadurecida, quando eu voltei a assisti-lo, notei coisas que haviam passado despercebidas por mim no primeiro momento. Uma das coisas, é que todos os quatro personagens, em um determinado momento, se afastam daquelas pessoas que dizem amar, até para poder se encontrar. Então, você pensa: mas se ama, por que se afastar? Eu realmente não sei dar uma resposta precisa, mas eu sei que muitas vezes, a pessoa precisa sim de um tempo para colocar as ideias no lugar para ter a segurança necessária para envolver alguém de uma maneira mais completa na sua vida.

Complicado? Sim, é complicado sim! Se a pessoa ama a outra pessoa, por que não falar para ela de uma vez e ser feliz? Por que tem que se afastar dela?; Por que?; Por que?; Por que? Eu não sei responder a estas perguntas. Eu sei que o ser humano é assim! Dói ficar longe da pessoa que a gente ama, eu sei disso, mas dói mais ainda, quando você realmente se importa com seu parceiro, magoá-lo! Às vezes é preferível deixa-lo que ver em seus olhos uma pitada de mágoa! Isso claro, para as pessoas que têm algum batimento do órgão pulsante do corpo. E não uma pedra no lugar dele.

Todos nós passamos por aquelas situações, seja traindo ou sendo traídos. E pode acreditar, não é bom em nenhuma das situações. Claro, pensem, uma pessoa joga todas as suas expectativas em cima de outra, e no final não é nada disso que ela pensou? Então, ela tem que procurar outra, fora daquele relacionamento que ela investiu tanto, para poder ver se é feliz de algum modo! Caramba, sinceramente? Essa não é uma situação da qual eu queira estar envolvida! E é muito ruim você magoar alguém que sabe que gosta de você! Todas as pessoas hoje fazem isso de maneira natural, mas eu acredito que ainda existam pessoas que se preocupem com seu próximo. E ser traído? Bem... É uma forma de você morrer sem te enterrarem. Dói em locais que você nem imaginava que existia dentro de você. E tudo perde a sua graça e o seu brilho! Enfim, qualquer dessas situações é muito ruim.

Mas, os amores acabam! E quando isso acontece, o que fazer? Falar: “eu não te amo mais, adeus?” deixando a pessoa com aquela cara, mas... O que realmente aconteceu? É, é isso mesmo! Quer dizer, não sendo tão frio quando a personagem da Portman (que inclusive ganhou uma indicação para melhor atriz coadjuvante pelo filme), mas tentando simplificar a coisa. Quer dizer, você não ama mais a pessoa... Ficar prolongando essa situação até quando? Até você começar a traí-la? Não, tenha a decência de fazer isso antes de se envolver com qualquer outra pessoa... Lembre-se, você pode não amá-la mais, mas a pessoa ainda tem um grande sentimento por você...

Enfim, o filme trata mais de seres humanos que dos sentimentos que os envolvem! É por isso que ele é tão brilhante assim... Reflitam e prestem atenção... Ele vale a pena!

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 22:22:39
  | Encaminhar Este Post

Renomados terapeutas que trabalham com famílias, divulgaram uma recente pesquisa onde nota-se que os membros das famílias brasileiras estão cada vez mais frios: não existe mais carinho, não valorizam mais as qualidades, só se ouvem críticas.

As pessoas estão cada vez mais intolerantes e se desgastam valorizando os defeitos dos outros. Por isso, os relacionamentos de hoje não duram.

A ausência de elogio está cada vez mais presente nas famílias de média e alta renda. Não vemos mais homens elogiando suas mulheres ou vice-versa, não vemos chefes elogiando o trabalho de seus colaboradores, não vemos mais pais e filhos se elogiando; amigos, etc.

Só vemos pessoas fúteis valorizando artistas, cantores, pessoas que usam a imagem para ganhar dinheiro e que, por consequência são pessoas que tem a obrigação de cuidar do corpo, do rosto.

Essa ausência de elogio tem afetado muito as famílias.  A falta de diálogo em seus lares, o excesso de orgulho impede que as pessoas digam o que sentem e levam essa carência para dentro dos consultórios. Acabam com seus casamentos, acabam procurando em outras pessoas o que não conseguem dentro de casa.

Vamos começar a valorizar nossas famílias, amigos, alunos, colaboradores. Vamos elogiar o bom profissional, a boa atitude, a ética, a beleza de nossos parceiros ou nossas parceiras, o comportamento de nossos filhos. Vamos observar o que as pessoas gostam. O bom profissional gosta de ser reconhecido, o bom filho gosta de ser reconhecido, o bom pai ou a boa mãe gostam de ser reconhecidos; o bom amigo quer se sentir querido, a boa dona de casa valorizada, a mulher que se cuida, o homem que se cuida, enfim vivemos numa sociedade em que um precisa do outro; é impossível um homem viver sozinho, e os elogios são a motivação na vida de qualquer pessoa.  

Quantas pessoas você poderá fazer feliz hoje elogiando de alguma forma?

Comece agora!

Beijos Uivantes!

 

Postado por vanessa.sc às 12:19:42
  | Encaminhar Este Post

Sabe aquela velha fórmula? Um herói, uma princesa sequestrada, o herói tendo que ir resgatá-la? Junta isso e põe em um videogame? Então, enganaram-se aqueles que pensaram que eu estivesse falando do encanador mais amado do mundo. Estou falando de Prince of Pérsia, que para algumas crianças, era o Aladim (se ela vier por aqui VAI me matar - #fato).

A Disney e o Jerry Bruckheimer (O mesmo de piratas do caribe) resolveram apostar bem alto na franquia. Chamaram o Jake Gyllenhaal, o mandaram malhar muito, disseram pra ele tomar muito sol e deixar o cabelo crescer... Pronto, ele virou o Dastan.

O filme se passa na Pérsia (nossa, sério?) e o Dastan é o filho adotivo do rei, que cresce meio avesso as pompas do palácio. É o filho preferido do rei que se vê envolvido em uma trama pelo seu tio desde que consegue conquistar uma cidade santa que possui um estranho objeto. Com ele em mãos, Dastan descobre seus segredos e percebe que terá que fazer uma escolha entre salvar o mundo ou então mudar completamente a sua história.

Para quem jogou, sabe mais ou menos como é o jogo. Para que a princesa viva, NO JOGO, repito, é necessário que ele nunca a tenha conhecido, o vizir do rei se chama... VIZIR, enfim... mas, vamos analisar o filme.

Sendo o filme do Bruckheimer, é claro que eu já esperava algo grandioso (vide a franquia Piratas que já está indo para a sua quarta edição), então, minha única preocupação era saber se eles iriam ser fieis ao jogo ou se iriam inovar. Digamos que foi um pouco dos dois. Mudaram bastante coisa do jogo, mas “o grosso” está lá. Eu lembro que durante muitas cenas, eu lembrei o jogo clássico, do nintendinho, principalmente enquanto o cenário estava na Pérsia.

Como todo bluckbuster o filme é bem movimentado, cheio de ação e com muito humor, em sua maioria: sarcástico, o que talvez seja o grande atrativo do filme todo (pelo menos em minha humilde opinião). O roteiro é bastante corrido, eu sei, mas são poucos os furos que possa haver em um roteiro assim. Acho que para muitos fãs do jogo, ele não esteja assim tão fiel, e isso possa decepcioná-los um pouco, mas o filme é bom, muito bom mesmo. Sendo Disney e Jerry, eu realmente não poderia esperar outra coisa.

É bom ver que um ator pode se reciclar tanto. Há tempos eu escuto o nome dele nas manchetes dos grandes filmes, acho que o seu grande momento foi, sem dúvida nenhuma, em Brockback Montain, com seu amigo e compadre, o saudoso Heath (sim, ele faz MUITA falta mesmo), mas nada o impediu de consegui um papel importante. No início, antes do filme estrear, eu fiquei pensando que ele não tinha atitude de grandes produções, o estilo do Jake é para filmes mais independentes, como A Prova (um ótimo filme com a Gwyneth Paltrow e o Antony Hopkins), mas ele provou que é muito eclético fazendo um bluckbuster e levando numa boa as filmagens. Mostrou-se bastante “camaleão” conseguindo trazer o Dastan do jogo para as telas de cinema.

Temos ainda no filme, o Bem Kinsley, que está se especializando em fazer vilões, mostrando porque, todos falam que o “culpado é sempre o mordomo” (aquela pessoa que aparece em momentos estratégicos do filme, mas no final mostra mesmo uma reviravolta) – uma pena que o roteiro seja tão previsível, desde os momentos iniciais, eu soube que ele é quem daria realmente grandes problemas para todos. É impossível querer perfeição num filme ágil como esse.

Para o que ele se propôs, posso dizer que ele realmente conseguiu. Fez a diversão de todos (o que muita gente, hoje tem torcido o nariz para filmes assim) e deixou um gostinho de quero mais na boca (seja para revê-lo ou para haver as já famosas continuações). É esperar para ver.

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 08:52:47
  | Encaminhar Este Post

Algumas explicações

É engraçado como as pessoas não se dão conta do quanto são capazes de magoar quem mais gostam delas!

Eu nunca fui muito boa na demonstração dos meus sentimentos, mas eu creio que não seja a única no mundo, e talvez por isso mesmo, as pessoas achem que eu não seja sentimental, romântica ou coisa do gênero.

Com diz o Mr. Darcy, eu não tenho o talento de me abrir com pessoas que eu nunca vi antes, mas com o tempo, e claro, se a dita pessoa tiver paciência, eu acabo me mostrando como eu realmente sou.

O engraçado que nas horas em que eu mais preciso dos meus amigos [ou daqueles que eu acho que são amigos], eles simplesmente desaparecem como que por encanto. É por isso que eu realmente tenho poucas pessoas ao meu lado que eu posso chamar de amigos. Tirando pouquíssimas e honrosas exceções, a maioria das pessoas acaba me provando que não são dignas que eu as chame de amigos.

Estranho é o quanto essa palavra virou banal. Afinal de contas, o que para o mundo hoje significa a amizade? Amizade, na minha concepção não é aquela de momento... Como uma vez o Tande (jogador de vôlei campeão olímpico de 92) falou: para ele amizade é aquela que vem desde a infância. Claro que não vamos ser tão radicais assim, amizade surge em qualquer tempo, e por ser tão raro é que é tão difícil.

Muitas pessoas que eu acreditava serem minhas amigas neste ultimo um ano e quatro meses me provaram exatamente o contrário! O engraçado é que eu realmente acreditava que desta vez, eu havia encontrado pessoas dignas deste adjetivo.

Bem... Beijos Uivantes.

PS: Estou cada vez mais convencidas que as reais amizades são aquelas que vivem longe! #fato.

PS²: Essa regra não vale para todas as pessoas que eu conheci este ano, que fique bem claro que a turma da faculdade está fora deste texto.

Postado por vanessa.sc às 09:10:26
  | Encaminhar Este Post

Postado por vanessa.sc às 23:10:48
  | Encaminhar Este Post

Esse post vai diretamente para Bel, João (que eu sei que nunca vem por aqui) e para quem mais gostar de GATOS... Sim, os bichanos...

Está previsto para este ano, através da editora Martins Fontes, uma série sobre Gatos Selvagens, isso mesmo gatos. Depois de Vampiros, Lobisomens e Anjos Caídos chegou a vez dos gatinhos tomarem o lugar (¿) que sempre tiveram direito.

Gatos Guerreiros de Erin Hunter, conta a história de quatro clãs de gatos selvagens. O clã do trovão vê a cada dia os temíveis gatos das sombras se fortalecerem. Enquanto isso, um gato doméstico, chamado ferrugem, foge de seu predador e acaba perdido no território dos gatos do trovão, mas o que ele não sabe, é que pode ser o próximo líder deste clã que precisa urgentemente se fortalecer para enfrentar seus oponentes.

Parece ser bem interessante a história, e a capa lembra demais a capa de A Faca Sutil, segundo volume de Fronteiras do Universo do Phillip Pullman.

Para maiores informações sobre a série é só dar uma olhada no site “sobre livros”.

Beijos Uivantes (Agora combinou mais depois que eu terminei de ler Calafrio)!

Postado por vanessa.sc às 12:24:33
  | Encaminhar Este Post

Os nerds de plantão devem estar indo ao delírio numa hora dessas. O vice-presidente executivo da Warner, afirmou que eles irão produzir o “upload” do desenho Thundercats. Sim, lion e a espada justiceira estão de volta.

Juntamente com uma produtora japonesa, eles resolveram dar uma cara de anime ao desenho com aventuras inéditas.

Certo, eu fiquei em êxtase logo que eu li a notícia no “O Capacitor”, mas sinceramente, eu não sei. Muitos já tentaram trazer a vida, personagens dos anos 80 que fizeram sucesso e não foi lá essas coisas todas. Lembram da tosquice que foi o “upload” de he-man? Então...

Voltando aos felinos... Pela imagem, sinceramente eu não gostei muito não, sei lá, tá bem “brutalizada” a imagem do Lion, que para quem assistiu à série original, sabe que ele era um líder bem “humano” – se é que se pode falar dessa forma.

É esperar para ver...

Beijos Uivantes.

Postado por vanessa.sc às 21:00:49
  | Encaminhar Este Post

And I'll taste every moment

And live it out loud

I know this is the time,

This is the time

To be more than a name

Or a face in the crowd

I know this is the time

This is the time of my life

Time of my life

 

E eu vou saborear cada momento

E viver ao extremo

Eu sei que esse é o momento

Esse é o momento de ser

Mais que um nome

Ou um rosto na multidão

Eu sei que esse é o momento

Esse é o momento da minha vida

Momento da minha vida

 

The time of my life - David Cook (Ganhador do American idol 2008)

Postado por vanessa.sc às 16:17:38
  | Encaminhar Este Post

Então, lembram quando eu falei de um livro que eu estava louca para ler? Estou lendo [mesmo depois da operação, acreditem, é a melhor opção para quem não pode ficar muito tempo vendo TV, jogando Mário ou então atualizando os blogs].

O nome do livro é Calafrio, e acreditem, comecei ontem e já estou na metade do livro.

A inscrição acima do desenho da capa, que por sinal é bem bonita, fala que para quem amou “Crepúsculo”, vai adorar este livro. Confesso que realmente, quem gostou de Crepúsculo, principalmente do Jake, vai amar esse livro [esta que vos fala é um bom exemplo disso].

Calafrio conta a história de uma menina de 17 anos, que quando criança foi atacada por lobos sendo salva por um deles. Depois de seis anos, quando um jovem é dado como morto pelos mesmo lobos, a cidade de Mercy Falls se mobiliza para caçá-los. Grace fica com medo de que “seu lobo” seja atingido pela fúria humana e sai a procura dele dentro do bosque perto da casa dela. Ela não o encontra, mas ao voltar para casa, encontra um garoto ferido a bala perto da morte.

Aí é que o livro começa. Não existe caçada, não existe, vampiros, não existe seres querendo acabar com a história de amor de Sam e Grace. O que existe são duas pessoas tentando descobrir quem são e como podem lidar com seres até então considerados mitológicos.

Há um mistério no bosque de Mercy Falls e Grace precisa descobrir uma forma de fazer com que Sam fique ao seu lado sem ter medo do inverno que se aproxima.

Como aconteceu com a saga vampiresca, este livro também já tem ou terá uma adaptação para o cinema. O que eu acho mais interessante, é que sempre tem que haver um bosque, perto da casa de uma menina que os pais são meio ausentes e não sabem de nada do que realmente acontece ao seu redor.

Para ler um trecho do livro é só CLICAR AQUI.

Beijos Uivantes.

PS: Bel, clica no link e vê que o livro não tem nada demais, os lobos são até mais legais que o bando do Jake.

PS²: É uma trilogia. Mais informações é só ir no site “Sobre Livros

Postado por vanessa.sc às 07:25:25
  | Encaminhar Este Post

Humor Atual

Meu Perfil

Links

. Blog do Uol
. Letras de Musica
. Martha Falcão
. Omelete
. Cinema com Rapadura
. Cinemais
. Cinemark
. UFAM


Nome: Vanessa Carvalho

Nascimento: 28 de Janeiro

Signo: Aquário

Cidade: Manaus/Amazonas

Twitter: @Nessasc

Twitter²: @Filmes_Livros

Profissão:

Férias vitalícias. Terminei de escrever um livro chamado "Anos Incríveis" e pelo que parece vai sair mais cedo do que eu pensava, só falta eu deixar de ter preguiça e começar a passar para o computador.




Frase: "Can you put a price on your dreams?"


Gosto:

Eu gosto de estar com as pessoas que gostam de mim, gosto dos meus amigos, são poucos, mas eles são importantes pra mim. Estou apaixonada, muito, e estou muito feliz.Sou desconfiada, ciumenta (apesar de conseguir esconder até que bem isso das pessoas), seletiva nas minhas coisas, não perdoo fácil as pessoas quando me ofendem ou alguém que eu amo, tenho pouca paciência, não posso negar e sou bastante racional, dificilmente me deixo ser levada pelas minhas emoções. Mas sou muito chorona, choro em desenho animado, novela mexicana (FATO), quando estou triste, e também quando estou feliz. Choro em livros (Calafrio foi o último que eu chorei) e adoro escrever.



Odeio:

Injustiça e mentira, acho que essas duas palavras resume bastante como eu sou no cotidiano.




Filme:

Um filme que resume bem meu gosto por tudo na vida é Orgulho e Preconceito... Sim o sarcasmo, pra mim, mostra muito do sentimento não dito entre duas pessoas. Mas eu gosto também de filmes antigos como "Casablanca" e "Bonequinha de Luxo" (Ainda está para nascer alguém como a Audrey linda Hepburn. Gosto de filmes de ação, romance, drama, desenhos. Ainda estou em dúvida em relação às comédias românticas. Acho que elas deixaram o brilhantismo de Meg Ryan e Tom hanks nos anos 80/90, não inovam mais e sempre é aquela mesma coisa chata. Harry e Sally adoro o final do filme. Filmes do momento como a série Harry Potter (Sim, eu gosto), Saga Crepúsculo eu assisto por ter lido os livros, confesso, não espero muita coisa deles, mas são legais, filmes dos anos 80? Clube dos Cinco, Primeiro ano do resto de nossas vidas, Curtindo a vida adoidado, Goonies, Gremlins, e por aí vai...



Música:

Trilhas Sonoras de filmes, eu sou particularmente fã. Mas gosto do "The Fray", do "David Cook" (Ganhador do American idol de 2008), "Bon Jovi" (Always), Ana Carolina, Jota Quest, Skank, Emmerson Nogueira (Todos Mineiros - Adoro o sotaque mineiro), Lulu Santos (Ainda a trilha sonora da minha vida, não tem jeito), e claro, coisas que eu trago ainda da minha adolescência como Backstreet Boys. Músicas dos anos 80, do rock nacional sempre me animam.



Livros Lidos:

Crepúsculo (Saga Completa); Orgulho e Preconceito; As areias do tempo; Saga Millennium, O Clube do Filme, Anjos e Demônios, Calafrio, Feios, A menina que roubava livros, Dançando no ar, Wake.



Livros para Ler:

Fallen, Swoon, Símbolo Perdido, Coração Ferido, A Guardiã da Meia-Noite, Para Sempre, Lua Azul, O legado da Caça-Vampiros, A Princesa e o Gelo, e mais alguns que eu não lembro.



Lendo: Um beijo do destino.








:: Vanessa's Link::





Arquivo

01/11/2010 a 30/11/2010
01/10/2010 a 31/10/2010
01/09/2010 a 30/09/2010
01/08/2010 a 31/08/2010
01/07/2010 a 31/07/2010
01/06/2010 a 30/06/2010
01/05/2010 a 31/05/2010
01/04/2010 a 30/04/2010
01/03/2010 a 31/03/2010
01/02/2010 a 28/02/2010
01/01/2010 a 31/01/2010
01/12/2009 a 31/12/2009
01/11/2009 a 30/11/2009
01/10/2009 a 31/10/2009
01/09/2009 a 30/09/2009
01/08/2009 a 31/08/2009
01/07/2009 a 31/07/2009
01/06/2009 a 30/06/2009
01/05/2009 a 31/05/2009
01/04/2009 a 30/04/2009
01/03/2009 a 31/03/2009
01/02/2009 a 28/02/2009
01/01/2009 a 31/01/2009
01/12/2008 a 31/12/2008
01/11/2008 a 30/11/2008
01/10/2008 a 31/10/2008
01/09/2008 a 30/09/2008
01/08/2008 a 31/08/2008
01/07/2008 a 31/07/2008
01/06/2008 a 30/06/2008
01/05/2008 a 31/05/2008
01/04/2008 a 30/04/2008
01/03/2008 a 31/03/2008
01/02/2008 a 29/02/2008
01/01/2008 a 31/01/2008
01/12/2007 a 31/12/2007
01/11/2007 a 30/11/2007
01/10/2007 a 31/10/2007
01/09/2007 a 30/09/2007
01/08/2007 a 31/08/2007
01/07/2007 a 31/07/2007
01/06/2007 a 30/06/2007
01/05/2007 a 31/05/2007
01/04/2007 a 30/04/2007
01/03/2007 a 31/03/2007
01/02/2007 a 28/02/2007
01/01/2007 a 31/01/2007
01/12/2006 a 31/12/2006
01/11/2006 a 30/11/2006
01/10/2006 a 31/10/2006
01/09/2006 a 30/09/2006
01/08/2006 a 31/08/2006
01/07/2006 a 31/07/2006
01/06/2006 a 30/06/2006
01/05/2006 a 31/05/2006
01/04/2006 a 30/04/2006
01/03/2006 a 31/03/2006
01/02/2006 a 28/02/2006
01/01/2006 a 31/01/2006
01/12/2005 a 31/12/2005
01/11/2005 a 30/11/2005
01/10/2005 a 31/10/2005
01/09/2005 a 30/09/2005
01/08/2005 a 31/08/2005
01/07/2005 a 31/07/2005
01/06/2005 a 30/06/2005
01/05/2005 a 31/05/2005
01/04/2005 a 30/04/2005
01/03/2005 a 31/03/2005

Votação

[Avalie Este Blog]

Indique Este Blog

[Clique Para Indicar]

Visitas

Créditos

[ Layout ]
VICKYS.com.br
VICKYS.com.br

[ Powered by ]

XML/RSS Feed
O que é isto?

Leia este blog no seu celular